Destaques do Ano – 2018

Olá pessoal, mais uma vez tomei a decisão de fazer o post ressaltando em quesitos os destaques do ano ao invés de apenas colocar as melhores leituras. Como para mim é sempre complicado dizer qual o melhor livro ou livros do ano — até porque não saberia distinguir dentre as histórias que li qual seria a melhor ou não —, então decidi novamente fazer o destaques do ano, por categorias. Claro que as categorias foram escolhidas por mim, mas e daí, o blog pode se dar a esse luxo. (Risos)
Espero que curtam as minhas indicações, salientando que durante esse ano, mais uma vez, não teve nenhum livro que eu desabonasse ao ponto de escolher a categoria pior do ano.

Curtam o post e vamos aos indicados:

* Melhor drama estrangeiro: A Luz Que Perdemos - Jill Santopolo.
Sabe aquelas histórias que tiram a gente completamente dos eixos? Que de tão intensa acaba ficando impregnada na memória e de certa maneira, na alma da gente?! Que enche nossas cabeças com perguntas e nos leva a questionar nossas atitudes e ações, e como cada uma dessas ações nos trouxe ao agora, a como estamos hoje?! A Luz que perdemos é uma dessas histórias.
Sem sombra de dúvidas, esse foi o melhor drama estrangeiro que li esse ano e sou grata por isso.



* Melhor drama nacional: O que restou de você - K.C.Bergamini.
Não tenho palavras para expressar o quanto gostei desse livro, uma leitura que leva à reflexão, que toca o coração de quem lê, e que transmite uma paz, um alento tão tocante que fica impossível pegar outro livro para ler em seguida, é necessário alguns dias para conseguir digerir tudo que nos foi passado, com a maestria e a delicadeza da escrita de K. C. Bergamini.
Eu amei tudo que essa leitura me trouxe, recomendo.




* Melhor Romance: Fúria Domada - Megan Maxwell.
O livro inteiro é tão ágil e dinâmico que não dá nem para respirar. Você mal começa a imaginar que as coisas então se desenrolando e já cai outra bomba e deixa o livro novamente elétrico. Difícil não se envolver a ponto de em certos momentos dar aquela vontade de dar uns tapas na Gillian ou uns empurrões no Niall, sem falar na vontade de abraçar os outros personagens, do livro anterior, que estão de volta na trama, sempre se envolvendo nos problemas desses dois “desequilibrados emocionais”, por assim dizer.
Amo essa série!



* Melhor Romance de Época Estrangeiro: Um Acordo e Nada Mais - Mary Balogh.
Doce, singelo, fluido, apaixonante, delicado, esses são apenas alguns dos adjetivos com que posso classificar essa história, sem contar que de tão romântico fica no leitor aquela sensação de que um amor puro e delicado assim é o desejo de todos os apaixonados. To ficando melosa, melhor parar!
Recomendo a leitura.



* Melhor Romance de Época Nacional: A Perdição do Barão - Lucy Vargas.
Um dos mais belos romances de época que já li, que mostra o quanto o amor pode ser lindo, duradouro e para a vida toda. Recomendo a leitura com salva de palmas, fogos de artifício e muito amor no coração. O destaque principal é para a escrita em primeira pessoa na visão do mocinho, um dos pontos fortes da narrativa e que nos mostra algo diferente, que eu não havia visto em nenhum romance do gênero. Vale salientar que amei isso e que recomendo a leitura para ontem. Leia!





* Livro mais esperado do ano: Todo o tempo do mundo – Maurício Gomyde.
Existe um livro para cada momento da nossa vida. Livros para ler quando se está triste, alegre, deprimido, pensativo e também inspirado. Agora existem livros que nos leva a uma reflexão absurda, que nos tira dos eixos e nos remete a momentos da vida que nem sempre é bom visitar, e no caso de Todo o tempo do mundo que nos faz pensar em quão felizes nós já podemos ter sido, ou no quanto buscamos a felicidade.
De uma sensibilidade sem par, Maurício Gomyde mais uma vez me encanta com uma história delicada, prazerosa, fluida e de certa maneira leve.



* Melhor série: Os Guardiões – Nora Roberts.
O ponto forte dessa série é o entrosamento dos personagens, o desenvolver de seus relacionamentos, pois fica bem claro que pares se formarão, e não é surpresa nenhuma quando eles se aproximam e se envolvem, mas bom mesmo é ver como isso acontece, sem ser tão lógico e tão claro, pode-se dizer que é até inusitado o desenrolar dos fios que unem nossos pares. Além, é claro, do fio condutor da luta do bem contra o mal. Estou lendo o último livro e amando incondicionalmente. Super recomendo.


* Livro surpresa do ano: Aos Dezessete Anos - Ava Dellaira.
Sabe aquela história que cai na sua mão por uma força do destino, quase como um presente dos deuses?! Aos Dezessete anos, de Ava Dellaira é um livro desse naipe. Recebi esse livro para leitura e apresentação no encontro de fãs que mediei para a Editora Seguinte, e posso afirmar com todas as letras que esse foi o livro que tive o maior prazer em explanar no evento. A escrita da autora me surpreendeu tanto que já adquiri o outro livro, lançado anteriormente. Recomendo.


* Recorde de lágrimas: Gente, levei até um susto agora, não teve ninguém para se encaixar nesse quesito esse ano. Tô triste com isso!


* Casal inesquecível: Samantha e Douglas, em Desafiados a Amar – Jorgeana Jorge.
Esse casal maravilhoso e tão real está de volta para me fazer sofrer. A continuação de À Espera de um Adeus veio para fechar com chave de ouro um ciclo de amor, redenção, perdão e amizade. Desafiados a Amar é uma leitura que levarei para a vida, todos os ensinamentos presentes na narrativa são de um embasamento na palavra de Deus que só uma pessoa conhecedora pode nos proporcionar, e Jorgeana Jorge têm esse conhecimento, esse dom especial. Essa leitura foi um bálsamo, cada página foi um aprendizado e que deixa uma marca no leitor.



* Livro mais gracinha: Henry, o Corgi da Rainha - Georgie Crawlwy.
Não existe livro mais gracinha do que os que trazem um cãozinho como personagem principal, e Henry ganhou meu coração vivendo altas aventuras no Palácio de Buckingham.
Eu amei o livro que traz uma leitura leve, simples, narrada pelos olhos de um cãozinho adorável e também por seus entes queridos. E como foi delicioso ver o quanto ao amor por esse pequenino voltou a unir e aproximar a família tão aquebrantada. Recomendo com prazer.


* Melhor Vilão: Saud, em O Que Dizem Seus Olhos – Florencia Bonelli.
O que a ganancia, a inveja e a sede pelo poder é capaz de fazer com uma pessoa! Saud é um personagem que não mede as consequências de seus atos e para manter seu reinado e sua soberania é capaz das maiores atrocidades. Ele vem para dar acrescentar à narrativa uma dose perfeita do mal. Adoro bons vilões, mais os piores são ótimos. (Risos)



* Melhor Suspense: Bem Atrás de Você - Lisa Gardner.
Um suspense eletrizante, com uma narrativa fluida e cheia de ganchos maravilhosos. Eu só posso recomendar com ênfase. Não deixe de ler essa história que foi mais que uma grata surpresa. Os amantes do gênero irão amar e os novatos irão querer mais dessa autora, que merece palmas por sua história empolgante e inusitada, e com um final completamente inesperado. Amei!





* Melhor pano de fundo: O Alasca, em A Grande Solidão – Kristin Hannah.
O frio do Alasca é o ingrediente perfeito e serve como pano de fundo para esse drama incrível de Kristin Hannah. A história fala de amor, amizade, esperança, mas fala também de dor, decepções, violência e do frio, não só da sensação que a autora passa nas descrições das geleiras e da escuridão do inverno no  Alasca, como também do frio que dá na alma ao sentir medo, angustia e desesperança. Acredito que todo leitor que iniciar essa leitura irá esperar tudo, menos o que essa história nos traz. Eu realmente fui pega de surpresa com tudo que li, e foi emocionante descobrir cada nova nuance da trama.



* Melhor Editora do ano: Editora Arqueiro.
Mais uma vez a Editora Arqueiro se destaca por todos os gêneros lançados. Tivemos ótimos Romances de Época, novas histórias, autores renomados, dramas incríveis, sem falar nas histórias de suspense e os policiais.
Não tem como tirar esse destaque da Arqueiro. E por mais um ano ela vem despontando na frente. Palmas e vivas!


* Autor revelação do ano: Esse ano decidi parabenizar alguns autores que tive o prazer de ler. Todos merecem aplausos por seus trabalhos com o mesmo destaque. São eles: Babi A Sette, K. C. Bergamini, Lucy Vargas, Bibi Santos, Simone Pesci, Bruna Longobucco, Maurício Gomyde, Silvana Barbosa, Jorgeana Jorge. 


Então é isso, espero que tenham gostado. Eu amei fazer o post! 
E vocês, amigos e seguidores do blog, digam para mim quais foram os destaques do ano na opinião de vocês. Deixe aí nos comentários, irei adora conhecê-los.

18 comentários:

  1. Que maravilha ser citado! Obrigado demais por ler, comentar, divulgar. Uma honra para mim e para a literatura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu livro foi realmente o mais esperado do ano, e adorei cada página.
      Bjs

      Excluir
  2. ola LENINHA gostei do deu top10 .EMBORA infelizmente não tenha lido nenhum dos livros citados já os tenho em minha lista de desejados .estou lendo LISA KLEIPAS E estou gostando muito .quero muito ler o livro O QUE RESTOU DE VOCE,se bem que quero ler todos, NÃO TIVE SORTE na compra do livro da LUCY VARGAS um acordo de cavalheiros e fiquei muito decepcionada.MAS tentarei de novo.E DESTACO tambem a editora ARQUEIRO sempre trazendo para nós livros maravilhosos
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que você não leu nenhum dos livros citados é a sua chance de comprá-los agora e iniciar a leitura imediatamente.
      Bjs

      Excluir
  3. Ainda não li nenhum dos livros indicados. Ótimos títulos, adorei!!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum dos livros mas vou seguir as dicas e adiciona los a minhas leituras

    ResponderExcluir
  5. Leninha, quanta honra ser citada como autora revelação do ano. Gratidão! Sempre!!!

    Beijosssssss

    https://simonepesci.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh!!!Que coisa mais gostosa poder reviver tudo que foi postado no blog neste ano e claro, viajar nas resenhas novamente!
    E sabe o que é mais gostoso?? A gama de livros nacionais citados!!!
    O Que Restou de Você, A Perdição do Barão e Todo o Tempo do Mundo, estão na minha listinha de mais desejados e não vejo a hora de conferir todos!!!!
    Desafiados a Amar também é outro livro que quero demais!
    Ahh...Melhor post até agora!!!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, Angela. Foi um prazer fazê-lo e relembrar várias leituras.
      Espero que ano que vem tenha mais livros tão bons quanto esses.
      Bjs

      Excluir
  7. Adorei sua lista, Leninha.
    A maioria não tive a oportunidade de ler.
    Esse ano li mais nacionais do que estrangeiros.
    Anotei várias dicas, para as próximas leituras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai adorar todos da minha lista, principalmente os nacionais.
      Bjs

      Excluir
  8. Oi, Leninha! Amei seus destaques de 2018!
    Esse ano não li nenhum drama estrangeiro ou nacional.
    Da Megan Maxwell li apenas Vai Sonhando! e amei a leitura, tenho interesse em ler a Trilogia Guerreiras... Ah, meu melhor romance de 2018 foi Luz da Manhã de Anne Marck, aliás, ele foi o meu livro favorito de 2018 😍
    Não tenho nenhum romance de época estrangeiro que se destacou em minhas leituras esse ano mas quero muito ler essa série da Mary Balogh, e minhas expectativas estão bastante altas em relação a Um Acordo e Nada Mais.
    Nunca li nada da Lucy Vargas mas quero ler A Perdição do Barão, achei bem interessante o livro ser narrado pelo mocinho, assim como acontece com você eu também nunca tinha visto isso em um romance de época.
    Meu melhor romance de época nacional em 2018 foi O despertar do Lírio da Babi A Sette, que livro apaixonante! ❤
    Outro que não conheço a escrita: Maurício Gomyde; mas em 2019 Todo o tempo do mundo não me escapa!
    Confesso que faz um tempão que li um livro da Nora Roberts, gosto da escrita dela, mas sinceramente não estou tão empolgada para ler a série Os Guardiões, é que nunca li nenhum livro dela com o tema sobrenatural... Mas quem sabe futuramente eu arrisque a leitura?!
    Não houve uma série que li que eu achei que se destacou esse ano, as que eu li completa alguns volumes deixou bastante a desejar :(
    Minha surpresa do ano com certeza foi O Cefador de Neil Shusterman, nunca tinha lido uma distopia e esse livro foi uma grata surpresa ❤
    Sério que você não teve um Recorde de lágrimas?! Que coisa, hein?! Eu tive vários, mas como sou uma manteiga derretida eu choro até lendo um chick lit kkkkk
    Hum, um Casal inesquecível?! Com certeza Gabrielle e Max de Luz da Manhã.
    Também não tive um Melhor Suspense, o último que li - Rio Vermelho - foi uma decepção... Me interessei por Bem Atrás de Você de Lisa Gardner, dica anotada!
    Ah, com certeza a Editora Arqueiro foi a destaque do ano, comprei mais livros dela do que de outras editoras e nenhum me decepcionou!
    Meu autor revelação do ano também foi a Babi A Sette, junto com Nana Simons, Elizabeth Bezerra e Isabela Delezzott! ❤
    Tirando a Babi não conheço a escrita de nenhum dos seus autores revelação do ano mas comprei alguns ebooks na amazon da Silvana Barbosa e da Bruna Longobucco e pretendo lê-los ano que vem.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Desse normalista que você listou eu conhecia várias obras publicadas mas teve uma que eu concordei com você em questão de ter sido um bom destaque de leitura este ano que foi o livro um acordo e nada mais Mary balogh ponto romance de época sempre foi meu gênero Favorito por gostar muito de livros que remetem ao passado e que envolve romance por isso eu sou fissurada nesse gênero e quando eu vi a proposta desse livro Foi algo bastante fora do comum no romance de época. Começando pelo fato de que o mocinho protagonista é cego e isso até agora não foi abordado em nenhum romance de época. Nenhum romance de época trouxe uma deficiência física nos protagonistas muitos eram apenas histórias de que algo aconteceu no passado que afetou a personalidade deles mas trazer um personagem cego realmente chama muito a minha atenção e como a autora conseguiu construir um romance me deixou simplesmente apaixonada. E eu também citaria o livro O Guia do Cavalheiro para o vício virtude que também é um romance de época mas possui um mocinho bissexual e isso chamou muito a minha atenção porque eu tenho gostado de como os autores estão reinventando os seus romances de época e inovando cada vez mais

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos