O Que dizem seus Olhos - Florencia Bonelli

Existem livros que parecem que foram escritos para ser lidos por certos tipos de leitores, que casam perfeitamente com gosto e o gênero que a pessoa aprecia. Daí você começa a ler e se pergunta: Porque a mágica não está acontecendo comigo?! A  história é muito boa, a escrita é complexa, a narrativa é rebuscada, os cenários são bem descritos, principalmente os políticos, mas algo não estava funcionando para mim, e eis que surge um rio de outras questões: Essa era uma leitura apropriada para mim nesse momento?! Será que eu estava preparada para ler algo tão denso?! Essas perguntas ainda pairam em minha cabeça.
Demorei mais do que o aceitável na leitura, me envolvi, me desanimei, me empolguei e por fim posso dizer que gostei bastante, mas a expectativa de encontrar algo maravilhoso me deixou um pouco decepcionada. 

Essa é minha primeira experiência com a escrita de Florencia Bonelli, e vocês nem imaginam o quanto esperei por um livro dela sendo publicado aqui no Brasil. Foi com muita alegria que recebi meu exemplar, e que logo em seguida comecei a leitura. Mas acho que a narrativa me causou uma estranheza que eu não esperava.

A principio eu me deixei levar pela premissa para lá de empolgante, mas a escrita demorou e me pagar. Pensei que já teríamos um enredo mais adiantado do que a sinopse nos mostra, mas daí vejo que tudo é escrito como se debulhando um rosário, com todos os detalhes desde a desilusão sofrida por Francesca até suas viagens e seu desabrochar para o amor por um homem totalmente “inadequado” para ela, por assim dizer.

Até mais ou menos a página de número 80 eu fiquei naquela “será que vai acontecer algo mais empolgante?” Será que teremos uma reviravolta na história?! Será que conseguirei me apaixonar e virar fã da autora, assim como todas que já me indicaram seus livros?! A resposta para tantas questões e os motivos para que você leia o livro irei explanar a seguir.

1 - Florencia Bonelli escreve muito bem, sua escrita é elaborada, o mote proposto na história tem uma base bem enraizada, o cenário descrito é empolgante, nos remete às mil e uma noites, e deixa o leitor apaixonado e sempre esperando mais.
2 – Francesca, Aldo e Kamal são personagens bem distintos. Beleza, fragilidade, temor, medos, honradez, força e poder se mesclam por nossos protagonistas e deixa o leitor ciente de que se pode esperar muita emoção e reviravoltas durante o desenrolar da história.
3 – A trama segue um caminho que já se espera que o jogo pelo poder irá falar mais alto, e que a doçura e a fragilidade de Francesca irá pesar muito nas escolhas feitas por nosso mocinho, tão bem caracterizado. 

A história é muito boa, mas a meu ver a leitura é um pouco arrastada e demanda tempo para uma apreciação completa até para que se assimile a história em si. Infelizmente ultimamente não posso me dar ao luxo de ler por mais de dias um único livro e terminar com a sensação de que essa é apenas uma boa história.  

Apesar de tudo que eu disse não irei de maneira nenhuma desistir da autora, muito pelo contrário, lerei tudo que for publicado dela aqui no Brasil. Gosto é algo muito pessoal, eu tenho o meu e sei que você, caro leitor, tem o seu. Leia, aprecie, se deixe envolver pelo enredo e depois volte para me contar. Recomendo!

Córdoba, Argentina, 1961. Apesar de sua origem humilde, Francesca De Gecco conseguiu ter uma sólida educação. Sua carreira começou no jornal dirigido por seu rico padrinho e mentor, mas seus planos de se tornar uma jornalista de sucesso foram interrompidos pela história de um amor impossível.
Após sofrer uma terrível desilusão que só o tempo e a distância poderiam curar, seu tio consegue um emprego para a jovem em uma embaixada distante, e Francesca se muda para Genebra. No entanto, essa cidade será apenas a primeira parada de uma viagem muito mais longa. Ao redor do mundo, nos palácios mais deslumbrantes dos desertos do Oriente Médio, Francesca terá uma segunda chance de ser feliz.

8 comentários:

  1. Também acho que dependendo do emocional ou da época em que estamos a perspectiva da leitura muda muito. Geralmente eu gosto muito de livros que são descritos com riqueza de detalhes -acho até que é o caso desse livro em questão- mas há momentos em que fico cansada e só quero ler algo rapidinho e que não enrole muito. Vai entender né? kkk.
    Mas, sobre essa leitura eu já havia lido outras coisas sobre ela e também sobre a autora e sua escrita. Acho que esse livro me encantaria bastante porque além de se passar na década de 60, aborda diferentes países e culturas e também traz o romance que é meu gênero favorito. Quero muito ler, e descobrir o como a Francesca vai conseguir superar essa desilusão e descobrir como ser feliz novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que você diz, com certeza esse é um livro para ser lido por vc urgentemente. Você vai amar.
      Depois me conta.
      Bjs

      Excluir
  2. Eu sempre penso isso quando termino um livro e vou lá, "caçar" outro. Pego um, olho outro...pois sei bem lá no fundo que talvez não seja o momento exato para um romance, ou um drama mais profundo, ou hot...E sempre procuro deixar o coração decidir, apesar de sim, as vezes(quase sempre) errar nas escolhas.rs Pois normalmente, acabo sofrendo a toa.
    Mas como não conhecia o livro, parece ter um enredo muito bem fundamentado e uma personagem bem forte e que mesmo com um passado de privações, soube dar a volta por cima e com isso, buscar sua felicidade verdadeira.
    Fiquei meio apreensiva com a descrição de ser meio arrastada a escrita,mas mesmo assim, se tiver oportunidade, quero ler sim!
    Capa lindíssima.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa ler, Angela, para entender o que eu quis dizer com leitura arrastada.
      A história é ótima, eu que não estava no clima.
      Leia de depois me conte.
      Bjs

      Excluir
  3. Leninha!
    O título me lembrou uma música...pena que o enredo não traz tanta melodia, não é verdade?
    Como amo os detalhes e as minúcias bem descritas em um livro, talvez fosse uma leitura para mim, só não sei se nesse momento.
    O livro parece trazer o drama da protagonista em evidênvia e o romance nem tanto apropriado, instigam.
    Sinto que tinha uma expectativa tão alta em relação a autora e ela não tenha sido atingida.
    “O homem está sempre disposto a negar tudo aquilo que não compreende.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certeza que você vai amar, Rudy.
      Com certeza entrei com expectativa demais, fiquei um pouquinho "assim", mas eu gostei muito, apesar disso.
      Bjs

      Excluir
  4. Oi Leninha,
    Adoro a forma que aponta as qualidades do livro!!!
    Confesso que o que mais me chama atenção, além do romance é claro, é falar sobre a cultura árabe, acho fascinante e tenho pouco conhecimento sobre ela, mais legal é a autora contar um pouco da luta feminina para conquistar seu espaço, isso já percebi nas várias resenhas que li.
    Gosto de como ela narra, detalhadamente, é uma pena que para você não tenha rendido tanto o começo da história.
    Eu acho essa capa maravilhosa, amei, e sim, desejo muito ler o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você leia em breve e que goste bastante. Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos