Em Cartaz – Um amor de Filme: Alguém Muito Especial

Claro que esse filme não poderia faltar aqui na coluna Em Cartaz – Um amor de filme. Alguém muito Especial conta a história de um jovem chamado Keith Nelson, que sonha em ser pintor, apesar de guardar dinheiro para ir à faculdade para cumprir os desmandos de um pai frustrado na vida. Só que Keith vê outro destino para o dinheiro que guarda a duras penas: impressionar a linda Amanda Jones, por quem sente uma forte atração. 

Para montar uma noite especial que fará com que Amanda o olhe com outros olhos, ele conta com a ajuda de sua melhor amiga Watts. O que ele não sabe é que Watts nutre por ele uma paixão forte e verdadeira. 

Claro que para apimentar ainda mais as coisas não poderia faltar a presença do vilão, aqui no caso Hardy Jenns, namorado de Amanda, que sabendo dos planos de Keith para impressionar sua namorada, planeja dar uma surra no rapaz para colocá-lo em seu devido lugar. 

Uma comédia romântica bem clichê, mas que deixa o telespectador com o coração na mão por ver o quanto a “selvagem” Watts sofre por amar sem ser amada e ainda tendo que ajudar o cara dos seus sonhos a conquistar outra garota. 

O filme é todo lindo, a maneira como Keith planeja e concretiza a noite mais romântica para uma garota é tão fofo, e nossa pequena Amanda tem um coração tão puro que consegue perceber os sentimentos de Watts, transformando o final do filme em algo único e tocante.

Eu recomendo muito esse filme, que tem o final que o autor desejava para A Garota de Rosa Shocking. Vale a pena assistir.


3 comentários:

  1. Se você tivesse noção do quanto amo esta coluna!!!! Filmes e séries estão ali, na minha luta diária. Não há um dia que fiquei sem ver um filme ou alguns capítulos de um seriado. Amo,amo(é o que me salva muitas vezes das crises de depressão)
    Mas voltando ao indicado de hoje, que doçura foi e ainda é este filme. Nossa, não sei quando o vi, mas o vi por algumas vezes quando era bem mais jovem e sonhava com isso, do amor, desta noite(que ufa, não sai totalmente como a planejada) e de toda a inocência não só deste amor,mas da amizade, da cumplicidade. Aliás penso eu, a maior lição do filme seja essa: até onde iríamos para ver quem amamos felizes?
    Aham...e fica a cada um de nós responder!
    Adorei, adorei!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Leninha!
    Esse é o primeiro filme que traz para ess coluna que ainda não assisti.
    Adoro esses romances mais clichês e se tem um vilão no meu, dá um toque a mais naquele romance.
    Valeu pela dica, já anotei.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Olá! Eita que esse eu ainda não assisti, mas já anotei a dica, porque não sou boba neh! Adoro um bom romance com aquele toque de clichê que nos deixa arrebatada e suspirando no decorrer do filme. E claro que já fiquei curiosa com esse final (ai ai ai Yukito, o que será que me aguarda). Essa postagem sempre me faz relembrar aqueles filmes maravilhosos que marcaram (e ainda marcam) minha vida, e é sempre bem-vindo acrescentar mais alguns a lista.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos