A Padaria dos Finais Felizes – Jenny Colgan

Sempre começo minhas resenhas pensando no que devo citar da história que não faça com que o leitor perca o interesse na leitura, pelo contrário, que crie uma expectativa na trama. E também o que de bom podemos tirar dessa ou daquela história. A Padaria dos Finais Felizes é um livro que por mais que eu fale não vai fazer o leitor se desinteressar na narrativa, temos aqui de tudo um pouco que atrai numa boa leitura, digamos uma leitura de distração na sua melhor roupagem. 

Nossa personagem principal Polly é uma mulher corajosa, apesar de todos os problemas que a aflige, como o termino de um relacionamento que incluía uma sociedade numa empresa, ela foi capaz de encarar uma mudança drástica de vida: sair de sua cidade e alugar um apartamento, mais parecia que iria cair a qualquer momento, numa ilha inóspita onde a vida meio que parou no tempo. 

Um livro que basicamente fala sobre novas oportunidades, amizades improváveis e um recomeçar do zero, tudo isso regado por uma escrita leve, de fácil entrosamento com o leitor e com um fio condutor tão gostosinho que é impossível parar de ler.

Essa é minha primeira experiência com um livro de Jenny Colgan e com certeza não será a última, já que A Pequena Livraria dos Sonhos está aqui na minha estante à espera de leitura. Prometo não me demorar já que a escrita da autora fez com que todos os momentos que passei envolvida com a leitura se tornassem inesquecível. Até as músicas que tocavam no rádio passaram a fazer parte desses momentos deliciosos.

A história em si traz muito mais do que podemos ler na sinopse do livro. Todos os personagens, os cenários, os fatos e acontecimentos que permeiam a narrativa são fundamentais para o desenrolar da trama e traz uma leveza, uma inconfundível familiaridade que nos torna íntimos desse pequeno paraíso na terra, se posso classificar a fictícia ilha de Polbearne dessa maneira. 
Juro que adoraria conhecer um lugar assim, onde todas as pessoas se conhecem e onde a simples maré transforma um lugar em um canto isolado do mundo, onde a corriqueira feitura de um pão torna mágico o convívio entre os personagens.

Alguns pontos de destaque, como a presença de Neil, o papagaio-do-mar, que adota Polly como sua dona, deixa o livro ainda mais intimo de quem lê. Até mesmo o cheiro do pão quentinho nos transporta para dentro do livro e faz com que o simples fato de sovar uma massa evoque significados que vão além da necessidade de alimentar. Na verdade o que se aplaca aqui é a fome afetiva.

Eu estou completamente apaixonada por esse livro, com certeza foi um dos chick-lits mais gracinhas que já li o que faz com que essa nova coleção chamada “Romances de Hoje” publicados ultimamente pela Editora Arqueiro passe a fazer parte de minhas leituras de sempre.

Super recomendo a leitura de A Padaria dos Finais Felizes. Não esqueça do chocolate quente e de um bom pão quentinho para acompanhar a leitura.

Um balneário tranquilo, uma loja abandonada, um apartamento pequeno. É isso que espera Polly Waterford quando ela chega à Cornualha, na Inglaterra, fugindo de um relacionamento tóxico.
Para manter os pensamentos longe dos problemas, Polly se dedica a seu passatempo favorito: fazer pão. Enquanto amassa, estica e esmurra a massa, extravasa todas as emoções e prepara fornadas cada vez mais gostosas.
Assim, o hobby se transforma em paixão e logo ela começa a operar sua magia usando frutos secos, sementes, chocolate e o mel local, cortesia de um lindo e charmoso apicultor.

7 comentários:

  1. bpm dia
    como e gostoso um romance assim nao e mesmo? tenho lido muitas resenhas positivas sobre esse livro
    que alegria quando um romance deixa nos com o coracao quentinho quando ele envolve de tal forma que somos transportados para dentro do romance
    Acredito que hoje na correria em que se transformou a vida de muita gente ler um livro assim nos faz parar e meditar
    aonde vamos com tanta pressa ?e aquele prazer de fazer um cafezinho a tarde com um paozinho quente ?eu ainda esse privilegio porque moro pertinho da padaria rsrs
    lendo a sua resenha ja senti a magia que esse livro traz...magia que é essencial nos nossos amados romances
    ja quero ler o dificil e esperar o livro chegar na minha cidade Mas eu espero Tenho paciencia rsrs
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliane, com certeza esse é um daqueles livros que de tão leves e singelos nos faz refletir na pressa do dia a dia, e no dar valor às pequenas coisas.
      Espero que o livro chegue logo na sua cidade, mas olha, uma opção é comprar o E-Book na Amazon, você não acha mais prático?!
      Bjs

      Excluir
  2. Esta coleção da Arqueiro com estas doçuras de livros intitulados Romances de Hoje tem dado o que falar.
    E a gente sendo esse poço de romantismo fica como?? Doida para ter e ler todos!
    Todas as capas são maravilhosas, mas acredito que o destaque deste livro em especial, seja a simplicidade do enredo. Não apenas por recomeçar, mas por trazer de volta também esse voltar ao passado, não somente da personagem, mas dos leitores. Esse sentir, quase que tocando e saboreando ali, os doces, pães e afins.
    Aliás...apicultor é? rs Tipo assim, lindo, charmoso e bondoso??
    Já quero demais este e os demais livros desta seleção linda da Editora!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com cessa coleção veio para ficar, e a escolha das autoras que encabeçam a lista de publicadas é top de linha, foi muito bem escolhida.
      Você vai amar a história em si, não só o romance, leia e depois me conta.
      Bjs

      Excluir
  3. Leninha!
    Até senti o cheiro do pão quentinho, a brisa do mar e claro, o papagaio-do-mar que Poly adotou, me parece um livro tão enternecedor. Amo chick lits e esse parece um daqueles que nos encanta profundamente.
    Não tive oportunidade de ler ainda essa série, mas tenho a maior vontade.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lendo você vai ser transportada para dentro desse cenário a beira mar, com pão fresco, pessoas simples e o cotidiano de uma ilha.
      Se posso indicar comece por esse livro, leia e se apaixone, depois você vai querer ler toda a coleção.
      Bjs

      Excluir
  4. Olá! Essa coleção da Arqueiro parece ser maravilhosa mesmo, adoro esses livros com enredos mais leves, e que ainda assim, conseguem nos emocionar, divertir e deixar nossos corações mais aquecidos, tanto que essa será minha próxima leitura (sério, o livro está aqui na minha mesa separadinho, já com a sua capinha para não estragar, chocada com a coincidência) Polly é uma protagonista bem forte hein, vai ter que enfrentar muitas dificuldades até conseguir se reencontrar, por isso tenho certeza que vou adorar essa leitura e já estou curiosíssima para conhecer, e me encantar, por esse papagaio-do-mar.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos