Uma Loucura e Nada Mais – Mary Balogh

Já deu para perceber que estou na vibe dos romances de época, com essa resenha já são quatro seguidas desse gênero que amo e que faz parte da minha história. Na minha humilde opinião Mary Balogh é uma das melhores escritoras de romances de época que tem sido lançada no momento, sem querer desmerecer as outras que também admiro bastante, mas a Mary escreve de uma maneira que fica impossível não desejar mais e mais livros. 

Temos aqui um dos seus romances mais apaixonantes, e um casal que nos conta sua história gradativamente, sem arroubos ou consequências extraordinárias, por assim dizer.

Tudo começa num encontro inusitado num momento de liberdade para os protagonistas. Depois de meses enlutada de forma rigorosa Samantha se deu o direito a um passei, sem ninguém para perturbar sua tranqüilidade, tendo apenas como companhia Tramp, seu cãozinho inseparável. Já Benedict decide cavalgar sem medos e até aventura num salto que a muito não arriscava. Desse passeio, que apesar de tão simples para ambos significava muito, veio o primeiro encontro, na verdade quase um acidente, que deixou os dois bastante nervosos. 
Começa aí nossa história, onde dois personagens judiados pela vida se permitem desfrutar de uma amizade atípica entre um homem e uma mulher na época, e que vai galgando, sem grandes momentos, até que chega o amor. E como foi bom desfrutar dessa narrativa tão deliciosa.

Ao longo de toda a história nossos protagonistas são desnudados de suas marcas, suas dores, cada um com um sofrimento enraizado na alma. Não tem como não se encantar com o caminho que a autora traça para ambos até que eles se permitam amar novamente. 

Como eu já deixei claro na resenha, nessa história não temos grandes reviravoltas nem fatos extraordinários, e sim o desabrochar de um amor calmo, perene e que arranca suspiros do leitor, e claro, em seu final uma mensagem de superação tocante. Estou quase favoritando como o melhor da série até agora, apesar de ainda me lembrar de Um Acordo e nada mais aos suspiros. Na verdade essa é uma missão quase impossível, dizer qual dos livros da série Clube dos Sobreviventes eu gostei mais até agora. Certeza que preciso de mais histórias para decidir. (risos)

Recomendo a leitura... Sempre!

Depois de sobreviver às guerras napoleônicas, Sir Benedict Harper está lutando para seguir em frente e retomar as rédeas de sua vida. O que ele nunca imaginou era que essa esperança viesse na forma de uma bela mulher, que também já teve sua parcela de sofrimento.
Após a morte do marido, Samantha McKay está à mercê dos sogros opressores, até que planeja uma fuga para o distante País de Gales para reivindicar uma casa que herdou. Como o cavalheiro que é, Ben insiste em acompanhá-la em sua jornada.
Ben deseja Samantha tanto quanto ela o deseja, mas tenta ser prudente. Afinal, o que uma alma ferida pode oferecer a uma mulher? Já Samantha está disposta a ir aonde o destino a levar, a deixar para trás o convívio com a alta sociedade e até mesmo a propriedade que é sua por direito, por esse belo e honrado soldado.
Mas será que, além de seu corpo, ela terá coragem de oferecer também seu coração ferido a ele? As respostas a todas as perguntas talvez estejam em um lugar improvável: nos braços um do outro.

4 comentários:

  1. Pode continuar nessa vibe que a gente não reclama não.rs
    Como amo gênero, fico com os olhos brilhando a cada nova resenha, ainda mais quando vem assim, com um romance daqueles que parecem ter arrancado suspiros!
    Gosto muito disso tudo, os personagens com suas marcas, dores, naquela ajuda mútua, sem se darem conta de que já era algo predestinado.
    O amor acontecendo sem pressa, sem aquela correria. Aliás,os bons romances de época trazem isso, a doçura, a lentidão...mas a pureza dos sentimentos acontecendo!
    Com certeza, já quero conferir!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro essa vibe, rsrsrs
      Leia e se apaixone, depois me conta.
      Bjs

      Excluir
  2. Não tem como não se apaixonar por romances assim nas ?
    Fiquei completamente apaixonada só de ver a sua resenha
    Parecia que estava vendo um lindo filme de amor
    Como fa de romances históricos ou de época já anotei mais essa dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você curtiu a resenha, Eliane.
      Certeza que você vai amar o livro.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos