Um Cavalheiro a Bordo - Julia Quinn

Se você é daquele tipo de leitor que já se apaixona por uma história lendo a sinopse do livro, posso salientar que temos algo em comum. Amo aventuras marítimas, sou fã de um bom pirata, um corsário que salva a mocinha em apuros, porém nada me preparou para o encanto que foi ler a história de Poppy Bridgerton e Andrew Rokesby.

Andrew não deixou nada a desejar em relação à expectativa que eu estava para ler sua história desde Uma Dama fora dos padrões. Com certeza um dos mais carismáticos personagens da diva Julia Quinn. Seu senso de humor, característico dos protagonistas da autora, leva o leitor a risadas internas, a risinhos contidos e, claro, suspiros apaixonados. Junto a Poppy teremos diálogos interessantes, bem humorados e dignos de notas. 

Nossa mocinha é encantadora, super inteligente, curiosa e sagaz. Os embates verbais que acontece entre os dois são maravilhosos de acompanhar. Tudo na história prende o leitor, mesmo que  em alguns momentos uma ou outra descrição excessiva sobre arquitetura ou sobre navios tenha me deixado um pouco entediada, mesmo sabendo que o tema é necessário para desvendar a incrível curiosidade de Poppy com relação a tudo.

É realmente gratificante ver o desenrolar do romance, que acontece gradativamente e vai crescendo ao longo da trama, deixando o leitor preso às páginas do livro. Tudo é muito bem descritivo e de fácil absorvição, ficando assim possível sentir as emoções dos personagens, seja na luta interna contra o obvio (nesse caso o amor que surge entre eles), seja na urgência em se construir uma base sólida para sustentar sentimentos tão intensos. Eu amei indescritivelmente.

Adoro a maneira como Julia Quinn desenvolveu o mote da história, e mesmo que só bem lá no finalzinho do livro nosso casal sucumbe ao desejo que cresce entre eles, o desenrolar da trama foi de uma delicadeza sem par. Não tem como parar de ler.

Recomendo muito a série dos Rokesby, que de certa maneira tem deixado os Bridgertons em segundo lugar em meu gosto pelos livros da autora. 
Tá bom, amo as duas séries igualmente. (Risos)

Ela estava no lugar errado…
Durante um passeio pela costa, a independente e aventureira Poppy Bridgerton fica agradavelmente surpresa ao descobrir um esconderijo de contrabandistas dentro de uma caverna.
Mas seu deleite se transforma em desespero quando dois piratas a sequestram e a levam a bordo de seu navio, deixando-a amarrada e amordaçada na cama do capitão.
Ele a encontrou na hora errada…
Conhecido entre a alta sociedade como um cafajeste e um corsário inconsequente, o capitão Andrew James Rokesby na verdade transporta bens e documentos para o governo britânico.
No meio de uma viagem, ele fica assombrado ao encontrar uma mulher na sua cabine. Sem dúvida sua imaginação está lhe pregando peças. Mas, não, ela é bastante real – e sua missão para com a Coroa o deixa preso a ela.
Será que dois erros podem acabar no acerto mais maravilhoso de todos? Quando Andrew descobre que Poppy é uma Bridgerton, entende que provavelmente terá que se casar com ela para evitar um escândalo.
Em alto-mar, as disputas verbais entre os dois logo dão lugar a uma inebriante paixão. Mas depois que o segredo de Andrew for revelado, será que ele conseguirá conquistar o coração dela?

4 comentários:

  1. Olá
    Como disse num outro comentário Júlia Quinn está sempre na minha lista
    Romances com piratas são ótimos e não dão tão comum encontrar romances assim
    Faz lembrar dos saudosos Clássicos DA LITERATURA ROMANTINCA
    Gostei de ver que o romance começa aos poucos sendo bem estruturado em bases sólidas ,como você mencionou
    Dica anotada e espero ter oportunidade de adquirir. Logo essa trilogia
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade nosso mocinho é um corsário, não chega a ser um livro de piratas, mas os cenários náuticos são encantadores.
      Bjs

      Excluir
  2. Também sou encantada por estes cenários marítimos. Sei lá, Titanic??rs Mas brincadeiras à parte, acredito que o mar, navios e um bom romance construído pouco a pouco são receita já de sucesso e se tudo isso for misturado a criatividade e bom humor da Julia, melhor ainda!
    Ainda não li nenhum dos livros desta saga, mas acompanho todas as resenhas e não vejo a hora de poder conferir.
    O bom dos romances de época é essa construção lenta do romance. Sabe o lance de gato e rato? Saindo faíscas, mas o amor só acontecendo ali no final?Adoro!!!
    Quero! rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por deixar seu comentário, Angela.
      Toca aqui o/
      Concordo em tudo com você, rsrsr
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos