O Sal das Lágrimas – Ruta Sepetys

Existem histórias que transpassam a alma da gente, deixam nossa respiração contida, e nos fazem refletir. O Sal das lágrimas é uma dessas histórias, não tem como fechar o livro sem ficar pensando em todos os personagens, em suas histórias, seus começos e seus fins.

O livro é baseado em uma história real, no naufrágio do navio alemão Wilhelm Gustloff, que a princípio foi construído para ser um navio cruzeiro com capacidade para 1800 passageiros e que acabou sendo usado como transporte de mais de 10 mil refugiados, no que se tornou a maior tragédia naval da história mundial. 
Mas até chegarmos ao naufrágio propriamente dito iremos conhecer a história de quatro refugiados. Cada um deles carrega uma carga emocional latente. Joana, Emilia, Alfred e Florian que tem seus destinos unidos durante a trajetória a caminho do porto para onde todos os refugiados seguem em busca da tão sonhada fuga da guerra. 

A cada novo capitulo vamos conhecendo nossos personagens, como eles chegaram até ali, suas vidas antes da guerra, enfim, como cada um trilhou o caminho até chegar naquela estrada em meio ao caos. 

Essa é minha segunda experiência com a escrita de Ruta Sepetys, seu primeiro livro A Vida em Tons de Cinza já tinha mexido muito comigo, a autora consegue passar um mar de sentimentos contraditórios, descrevendo cenários tão detalhados que é impossível não se transportar para o frio, e sentir na pele todas as sensações, emoções e dores sentidas por nossos personagens.

Cada um deles tem um lado tão sofrido e ao mesmo tempo tão humano que acabam marcando quem lê essa história. Florian e seus segredos, Emilia e sua inocência, Joana e seus temores e Alfred e seus delírios. Uma história espinhosa que nos faz ficar completamente ligados ao enredo da trama, e nos deixa um vazio tão doloroso no peito que ao término da leitura ficamos meio órfãs, de certa maneira nos sentimos parte da história que tem um pouco de tudo e deixa o leitor preso às suas páginas. 

Eu só tenho elogios ao livro e à escrita da autora. Mais uma vez uma história sobre a segunda guerra mundial que nos abre os olhos, nos faz refletir e pensar nos erros do passado, aqueles que ao conhecer nos obrigamos a nunca deixar que se repitam.
Adorei a história e recomendo a leitura. 

Inverno de 1945, Segunda Guerra Mundial.
Quatro refugiados, quatro histórias.
Joana, Emilia, Florian, Alfred. Cada um de um país diferente. Cada um caçado e assombrado pela tragédia, pelas mentiras e pela guerra. Enquanto milhares fogem do avanço do exército soviético na costa da Prússia, os caminhos desses quatro jovens se cruzam pouco antes de embarcarem em um navio que promete segurança e liberdade. Mas nem sempre as promessas podem ser cumpridas...
Profundamente comovente, O sal das lágrimas se baseia em um acontecimento real. O navio alemão Wilhelm Gustloff foi afundado pelos russos no início de 1945, tirando a vida de mais de 9 mil refugiados civis, entre eles milhares de crianças. É o pior desastre marítimo da história, com seis vezes mais mortos que o Titanic. 

7 comentários:

  1. Bom dia Leninha
    Confesso que não sabia da existência desse terrível naufrágio Pensava que era o Titanic
    E hoje nos vemos as situações dos refugiados que arriscam e vida atravessando o mar em embarcações superlotados e fico pensando o qual horrível deve ser largar sua pátria em busca de um futuro incerto mas que mesmo assim e a única esperança para eles
    O livro deve ser bem emocionante pois trata se da busca pela sobrevivência e que infelizmente acaba em tragédia
    Sem dúvida e um livro que quero sim ler
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Eliane, muitos fatos foram esquecidos em relação a esse naufrágio e o livro abre os nossos olhos para tamanha tragédia. Vale a pena ler sim, você vai se sentir dilacerada, mas é bom conhecer a verdade, mesmo que por meio da ficção.
      Depois me conta o que você achou, bjs

      Excluir
  2. Ah como eu quero esta obra!!!
    Quando conheci as letras da autora em A Vida em Tons de Cinza, foi ao mesmo tempo, um golpe duro pela história, mas também um alento, por ver cada pedacinho da história ali, tão bem ambientada e construída, com personagens que foram eternizados.
    E pelo que percebi, neste novo trabalho, mesmo com um foco totalmente oposto A Vida em Tons, a autora desenhou vidas sofridas, personagens reais, problemas reais, dores existentes e é isso que a diferencia do normal.
    Já está na lista de desejados e espero de coração, ler o quanto antes!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Angela, diferente de A Vida em Tons de Cinza, mas completamente dilacerante quanto ele. Vale a pena ler.
      Bjs

      Excluir
  3. Gostei da capa, mas o que mais me chamou a atenção foi saber que é baseado em uma história real, não conheço nenhuma obra da autora, mas essa seria uma que eu leria. Muito obrigado pela dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade é baseado num fato real da história, um naufrágio que realmente aconteceu. Quanto aos personagens e trama, é ficção mesmo.
      Bjs

      Excluir
  4. Olá! Nossa, eu não fazia ideia de que o livro era baseado em fatos reais.
    Adoro quando o autor tem a preocupação de descrever bem os cenários e os personagens, de maneira que o leitor consegue se sentir dentro do ambiente descrito e assim também nos conectamos com os personagens e a bagagem emocional que eles carregam.
    Gosto bastante de livros que se baseiam em acontecimentos históricos, principalmente, quando se tratam especificamente sobre as guerras, que marcaram o mundo e trouxeram consequências bem perceptíveis ainda hoje. Acho tão importante que a gente reflita sobre o passado, para que os erros cometidos nele, não sejam cometidos novamente no presente. É preciso entender o passado para construir um presente e um futuro melhor.
    Estou bem curiosa para conhecer Joana, Emilia, Florian e Alfred e suas histórias de vida!
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos