O Destino das Terras Altas – Hannah Howell

Acredito que são poucas as pessoas que irão entender o tamanho da importância que é a publicação do livro O Destino das Terras Altas para os fãs de romances de época. Primeiro por ser a publicação de uma autora renomada e amada por uma legião de fãs que caçavam seus livros em bancas de jornal, que imploravam a publicação de todos os livros da série insistentemente, enviando emails ou fazendo campanhas através das comunidades do Orkut, mas que infelizmente os recebia em uma publicação “condensada”, ou seja, com cortes grosseiros e erros crassos de revisão. Segundo pela importância que é ter uma história tão maravilhosa em mãos, com uma capa linda, um texto bem revisado e a história completinha, com todos os “is” e vírgulas no lugar, sem falar nos detalhes que foram suprimidos do livro de banca, aqui os temos todos, como deve ser.

Essa história faz parte de uma série enorme conhecida como Os Murrays, onde veremos irmãos, filhos, parentes próximos e netos, em séries dentro das séries. Porém, se querem saber mais sobre isso clique no AQUI e veja o post onde explico e mostro os livros que já saíram aqui no Brasil pela então “falecida” Editora Nova Cultural.

Vamos falar sobre esse que vem para abrir com chave de ouro essa super série, O Destino das Terras Altas que conta a história de Maldie e Balfour. Ela é uma curandeira que tem um objetivo desde a infância, objetivo esse que você descobrirá lendo a história. Já Balfour é o chefe do clã dos Murrays, onde lidera seu povo com justiça, honra e força.

Os dois se conhecem durante uma batalha, de cara Balfour se encanta pela beleza e a sensibilidade de Maldie, mas ele sabe que ela é bem mais do que diz ser, e a mantém em seu castelo sob o pretexto de cuidar de Nigel, seu irmão, que foi ferido na batalha, enquanto se aprofunda em suas investidas para descobrir os segredos que ela esconde e claro, tentando descobrir também porque ela o encanta tanto.

Maldie por seu lado busca com a ajuda dos Murrays alcançar seu objetivo e se mantém firme em não revelar nada sobre si, mesmo que isso acabe lhe afastando de Balfour, o homem que aos poucos aprendeu a amar.

Quer mais?! Pois é, um romance delicioso que tira a gente um pouco da época da regência, que vem sendo o carro chefe dos romances de época publicados pela Editora Arqueiro. Um romance medieval que merece ser apreciado, até para que tenhamos outros livros publicados. O sonho de consumo dos apaixonados pelo gênero é que todos os livros, não só da Hannah Howell, mas de outros nomes apareçam — e olha que são muitos que fazem sucesso pelo mundo afora —, e que a editora dê o valor merecido a eles.

Eu sou e serei sempre suspeita para falar dos livros da Hannah Howell, porque amo tudo que ela escreve. Seus livros sempre nos prendem e nos remete a uma época que amo de paixão. Seus mocinhos são fortes, honrados e poderosos, suas mocinhas são valentes, porém delicadas, e todos os parentes que aparecem durante a leitura estão ligados de uma maneira primorosa que fica impossível não desejar ler as suas próprias histórias.

Recomendo a leitura de O Destino das Terras Altas e já estou ansiosa pelos outros livros da série. Que venham mais Murrays!

Quando o destino coloca Maldie Kirkcaldy na mesma estrada que sir Balfour Murray e seu irmão ferido, ela lhes oferece seus serviços como curandeira. Ao saber que tem em comum com sir Balfour um juramento de vingança, decide seguir com ele para cumprir a sua missão.
Mas ela não pode lhe revelar sua verdadeira identidade, sob o risco de ser acusada como espiã. Enquanto luta para negar o desejo que a dominou assim que viu o belo cavaleiro de olhos negros pela primeira vez, Maldie tenta a todo custo conservar o aliado.
Balfour, por sua vez, sabe que não pode confiar nela, mas também não consegue ignorar a atração que nasceu entre os dois. E, ao mesmo tempo que persegue seu objetivo de destruir Beaton de Dubhlinn, promete descobrir os segredos mais profundos de Maldie e conquistar o seu amor. Para isso, não deixará que nada se interponha em seu caminho.

9 comentários:

  1. Bom dia
    Realmente uma pena esse costume que a Nova Cultural tinha de fazer cortes nos livros
    Lendo sua resenha eu lembro que vi comentários sobre estar cansado dos romances históricos porque parece tudo do mesmo Realmente asioria dos romances históricos lançados se passam na mesma época e ai fica repetitivo
    Mas ainda bem que ha uma esperança de lançarem mais romances medievais
    Nisso a nova cultural era boa pois seus romances tinham mais variedades de lugares e costumes
    Tínhamos romances ambientados no velho oeste ,na Franca ,Irlanda ,Pais de Gales ,,Egito ,Espanha sem contar os maravilhosos livros com ciganos índios piratas
    Bateu uma nostalgia aqui RS RS
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Eliane, apesar dos cortes a Nova Cultural era boa em diversificar. Amava suas histórias com índios, piratas, mas meus preferidos sempre foram os escoceses, não tem nada melhor que um belo chefe de clã para alegrar uma leitura, se é que você me entende.
      Agora com a publicação dessa série da Hannah pela Arqueiro, cresce minha esperança em ver os grandes nomes sendo publicados.
      Beijokas

      Excluir
    2. Sim te entendo perfeitamente
      Os escoceses são maravilhosos rsrs

      Excluir
  2. Ai ai ai..que este enredo está cheirando a história de vingança e amor, muito amor! Adorei ler tudo isso!
    Se eu disser que ainda não tinha lido nada sobre este "podar" os livros, você acredita? Mas foi bom por um lado ler algo assim, afinal, o livro chegando assim, prontinho, dá um gostinho mais saboroso a quem espera há tanto tempo!
    Um passado escondido, um romance chegando e tudo isso num cenário que espero que tenha sido muito detalhado..rs
    Vai para a lista de desejados com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois Angela, a Nova Cultural "mutilava" os livros, mudava as expressões para suavizar o texto, entre outras coisas. Uma pena mesmo. Mas a Arqueiro veio para consertar esse erro e nos brindar com ótimas histórias.
      Bjs

      Excluir
  3. Oi Leninha, confesso que ainda não li nenhum livro da Hannah (culpada kkk). No vai e vem de livros novos e os antigos desejados...acabei deixando para depois. Amo romance de época, e esse parece ser daqueles que fisga o leitor. Vou seguir sua dica e colocar na lista. rsrs. Gostei da capa, tomara que os próximos da série sejam tão lindas quanto esta. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que você não conhece a Hannah Howell?! Caramba, tem que conhecer. Entendo sua luta para ler os antigos, também sonho em vencer minha pilha, mesmo com a chegada dos novos. Coloca na lista sim, e aguarde belas capas, a Arqueiro ta caprichando.
      Bjs

      Excluir
    2. Já anotado. rsrsrs. Obrigada!!! :)

      Excluir
  4. Oiii ❤ Estou apaixonada por essa capa, Arqueiro como sempre, caprichando nos romances de época ❤
    Ainda não li esse livro, mas quero muito ler, só estou esperando a oportunidade pra comprar surgir.
    Romances de época me fascinam, eles têm um encanto só deles. Quando começo um não consigo mais parar de ler, no entanto que passei essa madrugada lendo um rsrsrs. Acho que com esse o encanto não será diferente, fiquei animada em saber que a história envolve clãs e que Maldie é uma curandeira, é difícil encontrar livros com uma personagem que tenha essa profissão.
    Esse parece um romance medieval de tirar o fôlego, e olha que só li a resenha rsrsrs Acho emocionante que Balfour e Maldie se conheçam numa batalha.
    Fico animada que a Arqueiro decidiu publicar essa série, já que a Nova Cultural faliu. Graças a Arqueiro mais gente vai ter a oportunidade de conhecer a escrita da Hannah.
    Amo romances de banca e acho que eles têm grande potencial, as editoras deveriam se interessar mais em lança-los, eu adoraria ❤

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos