Senhorita Aurora – Babi A. Sette

E mais uma vez cá estou eu para resenhar um romance escrito pela nossa querida autora Babi A. Sette. Dessa vez o romance  é  contemporâneo e foge completamente do que estou acostumada nas histórias da Babi. E olha que isso é um bônus bem atrativo.

Ganhei esse livro de presente da autora na Bienal SP, devidamente rabiscado por ela, o que torna o encanto pelo livro em algo bem maior. Eu, particularmente amo livros de autores nacionais que cada vez nos encantam mais com suas histórias, e a Babi tem lugar seleto na minha pilha de livros preferidos. Foi assim com O Despertar do lírio e Não me esqueças, e claro que Senhorita Aurora, apesar do mote completamente diferente, não poderia ficar de fora dessa pilha.

Em Senhorita Aurora o foco principal é o conflito interior dos personagens.  Conhecemos aqui a doce e imatura Nicole, que longe de sua terra natal luta para se destacar no seu sonho mais constante, o Balé. E a maneira como ela se entrega a esse sonho a torna uma mulher forte e que luta por seus ideais, apesar de sua estrutura aparentemente frágil. Só que nossa protagonista nunca se apaixonou, nunca se deu a chance de amar intensamente, até conhecer Daniel, o homem mais intragável, estranho e enigmático com quem ela teve o desprazer — ou seria prazer?! — de conviver.

Duas pessoas com objetivos diferentes que se veem lidando com o maior conflito de sentimentos que um ser humano poderia lidar, que lutam contra uma atração absurda e que irão ter que enfrentar uma das maiores turbulências emocionais descritas num livro. Nisso Babi soube caprichar e descrever de maneira exemplar.

Uma bailarina, um maestro, que juntos vão descobri sobre o amor, a entrega, a dor, o sofrimento, a amizade e também com algo inesperado, doloroso e que os fará ter dúvidas sobre tudo, enfim que irá encher a cabeça do leitor de dúvidas, incertezas e muitas emoções.

Temos aqui um misto de sentimentos que torna a leitura em algo difícil de não se gostar. Mesmo que eu tenha achado, em alguns momentos, a Nicole um tanto imatura e mimada, em outros o nosso lindo Daniel me pareceu um ogro mal amado, só conhecendo à fundo todos os dramas que os dois vivem constantemente para entender o que leva a ambos a tomarem certas atitudes durante a narrativa. E é assim que a autora mostra o quanto sabe fazer com que os seus protagonistas sejam tão humanos, que ao mesmo tempo em que o leitor os ama também sente vontade de esganá-los. (Risos) 

Deu para sentir que essa leitura foi bem intensa para mim?! Pois bem, foi uma delícia conhecer mais esse lado da autora, que não só sabe encantar com seus romances de época como também nos brinda com um contemporâneo que aborda temas complexos, com protagonistas sensíveis e ao mesmo tempo judiados e sofridos, sem no entanto aviltar quem adentra em suas páginas. 

Senhorita Aurora era uma leitura que eu desejava fazer desde que foi lançado em E-Book, e finalmente a seu término pude dizer em alto e bom tom: valeu a pena esperar!
Recomendo a leitura.

Uma história romântica e encantadora, com toque de humor e carregada de emoção, da mesma autora de Não Me Esqueças.
Nicole é uma jovem bailarina e está prestes a realizar seu sonho: estrear no papel principal em uma peça na Companhia de Ballet de Londres. Tudo estaria perfeito se não fosse pela presença de um dos seus diretores, o temido Daniel Hunter, um maestro prodígio de temperamento difícil, com um humor sombrio e que desperta em Nicole sentimentos contraditórios.
Quando uma tempestade de neve isola os dois em uma mansão centenária, Nicole e Daniel serão obrigados a encarar não apenas os segredos que atormentam o maestro, mas também uma paixão proibida — e avassaladora — que nasce entre eles. Entre a tão sonhada carreira na dança, um amor intenso como ela nunca sentiu e a própria segurança, Nicole se verá diante de escolhas que parecem impossíveis. E caberá a ela resgatar Daniel de seu próprio passado...
Senhorita Aurora é um romance poderoso, tocante e perturbador, que mostra que todos merecem uma segunda chance, até mesmo alguém com fama de monstro.

3 comentários:

  1. Mesmo sem conhecer a fundo o trabalho da autora, sei do quanto essa moça é capaz. Os livros dela são facilmente elogiados por todos os blogs que acompanho e oh, a moça tem um dom nato de passear por vários gêneros sem perder a leveza e doçura!
    Pelo que li acima, este livro traz personagens tão humanos, beirando a realidade, que fica nítido essa quantidade de sentimentos e batalhas que ambos enfrentarão(tomara que juntos) no decorrer da história.
    Já está na minha listinha de desejados e espero poder conferir em breve.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. O único livro que li da Babi foi esse, mas foi uma surpresa muito boa que tive com ele. Em boa parte do livro eu tive vontade de dar uns tapas em Daniel, e na outra eu queria abraça-lo kkkk. Valeu muito a leitura.

    ResponderExcluir
  3. Como não desejar ler um livro desses assim que se termina de ler a resenha? A Leninha sempre se superando no quesito “criar expectativa no leitor”, ela fala tanto, mas não diz nada, só cria um tesão enorme na gente, a ponto do desespero para ler o livro se torne absurdo e nos faça extrapolar a conta do cartão de crédito, comprando o livro sem ter dinheiro em caixa. Mas tudo bem, até hoje não me arrependi de nenhuma leitura que fiz que ela tenha indicado, e olha que isso é raro de acontecer. Amo suas resenhas Leninha, amei conhecer Nicole e Daniel, mesmo que pela sua visão. Breve tirarei a teima, e saberei se o livro é tão bom quanto você dia. Certeza que é, você não falha, hehe
    Beijos estrelados.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos