O Eterno Namorado - Nora Roberts

Tudo o que acontece na vida de Owen Montgomery é meticulosamente organizado em uma planilha ou lista de tarefas. No trabalho não é diferente, e é graças a sua obsessão por ordem que a Pousada Boonsboro está prestes a ser inaugurada ­– dentro do cronograma. A única coisa que Owen jamais previu foi o efeito que Avery MacTavish teria sobre ele. A proprietária da pizzaria em frente à pousada sempre foi amiga da família e agora, enquanto vê em primeira mão a fantástica reforma pela qual o lugar está passando, também observa a mudança gradativa de seus sentimentos por Owen.
Os dois foram namorados de infância, e desde então tinham estado bem distantes dos pensamentos um do outro. O desejo que começa a surgir entre eles, porém, não tem nada de inocente e é impossível de ignorar.
Enquanto Owen e Avery decidem se render à paixão e levar seu relacionamento a um nível mais sério, a inauguração da pousada se aproxima e dá a toda a cidade um motivo para comemorar. Mas quando os traumas do passado de Avery batem à porta e a impedem de se entregar, Owen sabe que seu trabalho está longe de terminar. Agora ele precisa convencê-la a baixar a guarda e perceber que aquele que foi seu primeiro amor pode também ser seu eterno namorado.

Esse é o segundo livro da trilogia A Pousada, da nossa querida Nora Roberts. Eu tenho para mim que não dá para ficar sem ler um livro da Nora por muito tempo, seus livros — principalmente as últimas trilogias que li dela —, são leves, bem-humoradas, sem grandes dramas, mas que deixa o leitor satisfeito com o que lê.

O Eterno Namorado conta a história de Owen e Avery, amigos desde a infância, companheiros de uma vida e que tem muito em comum, são organizados, meio metódicos e competentes no que fazem. Da amizade, e com um empurrãozinho de um ser meio fantasmagórico, eles se veem meio que atraídos um pelo outro e sentem que daí pode surgir alguma coisa, e mesmo que não surja, a amizade pode resistir à tentativa.

A narrativa é bem fluida, e por já conhecermos os personagens do livro anterior, Um Novo Amanhã, a história segue num clima de amizade, onde todos se unem em prol de um objetivo só: a inauguração da Pousada BoonsBoro e de todos os anexos que vão surgindo ao longo da obra. Esse é um dos pontos que me chama a atenção nos livro da autora, ela consegue tornar seus personagens familiares ao leitor, fica difícil não torcer por esse ou aquele casal, isso sem falar da continuidade dos relacionamentos dos livros anteriores.

As personagens femininas descritas pela autora são fortes, tem uma personalidade única e se garantem sem nenhuma ajuda masculina, a não ser na hora do romance (risos).

Nora tem o dom de incluir um toque sobrenatural na narrativa sem tirar a credibilidade da história. Quem nunca imaginou topar com um fantasminha camarada em uma pousada antiga por onde já passou?! Aqui em O Eterno Namorado você vai querer descobrir a história desse personagem enigmático que aparece nos momentos mais cruciais, e que deixa a história ainda mais instigante.

Temos aqui uma história que se passa sem pressa. Existe uma lentidão proposital para desenrolar os fatos, e entre uma página e outra vamos nos inteirando do andamento das obras da pousada, dos detalhes da decoração, vamos passando por festas de família, descobertas inusitadas, e junto a tudo isso nos inteirando de um relacionamento que nasceu de uma amizade e que vai crescendo durante o desenrolar da trama, diga-se de passagem, bem gostosa de ler.

Aguardo com um suspiro contido a continuação da trilogia, o casal que se formará nos próximo livro, O Par Perfeito, vem me deixando curiosa desde o lançamento da trilogia. Vamos ver o que nos espera.

Recomendo a leitura!

6 comentários:

  1. Em se tratando da trilogia em si, esta não foi uma que me arrebatou. Mas entre o primeiro livro e o segundo, gostei bem mais do primeiro. Não achei a história do segundo volume grande coisa!!! Faltou alguma coisa entre o casal.... Contudo, estou bem curiosa com o mistério de Elizabeth e espero que a história do casal protagonista do terceiro volume seja bem melhor que as histórias anteriores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse na resenha, acredito que essas últimas trilogias da Nora são livros leves com o intuito de agradar o leitor que gosta de seus livros, sem grandes arroubos e dramas, só uma leitura distração.
      Mas eu gostei do casal, acho lindo quando amigos descobrem afinidades e acabam se apaixonando.
      Bjs Ana, valeu por comentar.

      Excluir
  2. Bem amo os livros de Nora, esta série ainda não li, mas vou ler, acho os romances dela show.

    ResponderExcluir
  3. Ai Leninha!
    Faz um tempão que não leio nenhum livro da Nora de quem gosto muito, porque ela sempre dá um jeito de trazer um assunto e no final, tudo acaba em romance.
    Queria topar com um fantasminha camarada que me ajudasse...kkk
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você irá gostar dessa trilogia, mas não espere grandes acontecimentos, vai sabendo que temos aqui algo leve e despretensioso.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos