Finding Eden - Mia Sheridan

Hoje com você mais uma resenha da colunista Tícia, famosa por seus textos bem humorados e que sempre deixam um gosto a mais na boca, um desejo de leitura imediata. E hoje não podia ser diferente, com vocês mais um resenha de um livro ainda não publicado aqui no Brasil, mas que vai ser publicado em um futuro não tão distante agora, como dizem por aí no mundo literário. Vamos aguardar, mas enquanto ele não sai, eis que a Tícia nos brinda com sua visão sobre a leitura de Finding Eden.

Aprecie com moderação #sqn
Finding Eden é a continuação e conclusão de Becoming Calder.

Quando o mundo como você conhece acabou, quando tudo o que você ama tem foi levado, onde você encontra força?

Quando o novo mundo que você ingressou é tão isolado como o último, quando o seu coração está quebrado, e seu futuro é incerto, onde você encontra a esperança?

Finding Eden é uma história de força, descoberta, perdão e amor eterno. É sobre acreditar em seu destino e seguir o caminho que conduz à paz.
(tradução livre blog: Na Minha Prateleira)

Nota: Atenção essa resenha contém spoiler do primeiro livro, Becoming Calder.

Quem leu Becoming Calder, além de poder se considerar um macho-double por aguentar tanto sufoco e aflição e ainda assim continuar lendo, sabe que a história terminou de forma muito desgraçada.

Aliás, não posso deixar de esclarecer que assim que fechei o livro, cheguei à única conclusão razoável e cabível: se essa autora não fizer esses dois se encontrarem bem rapidim em Finding Eden (tipo, na página 4), ela vai iniciar esse ano com uma verruga farta em pelos e incurável no meio da testa, resultado de uma praga minha.

Bem, não foi tão rápido quanto eu queria, mas foi o suficiente para que ela escapasse das minhas imprecações e explicasse o que aconteceu com os dois no período em que ficaram separados. Sim, porque Calder e Eden ficarão um tempo distantes, sofrendo horrores. E a nós, pobres leitores, só nos restou sofrer junto.

Maaaaaas, depois de um tempo, os dois se reencontram e essa cena é tão linda e comovente que arrumei uma choradice tão discreta quanto uma britadeira. Provavelmente traumatizei crianças, acionei alarmes e despertei a vizinhança em uma distância de cinco quarteirões.
Eles vão se recuperar.

Bem, depois que Calder e Even se reencontram, sabemos de uma coisa sobre Calder que me deu nos nervos. Juro que tomei a situação como uma afronta pessoal e, ainda que ele não tivesse culpa alguma, desejei ao bixim uma diarreia nunca antes defecada pela humanidade.
Mas depois eu fiquei de bem, mas só porque ele é um coisudo.

E assim os mocinhos prosseguem, tentando se misturar na “vida real” longe de Acadia, recomeçando uma vida juntos. Achei bem coerente Mia Sheridan não ter deixado as coisas tão fáceis para Calder e Eden, já que pelo histórico de vida de ambos, seria impossível uma adequação tranquila a outra realidade, tão díspar da anterior.

Finding Eden é uma história linda demais, doce demais, meiga demais. Tá, eles falaram muito “eu te amo”, não se largavam nem para tomar banho e tudo foi meio paradão, se compararmos com o primeiro livro.
Porém, não tô nem aí. Depois do farrapo cardíaco que se tornou meu coração, acho que ele merecia esse descanso.

Já falei que essa série será publicada no Brasil?!
Sim, também já tive meia dúzia de troços.  *_*

Recomendo muito mais do que você imagina!!!
;)

14 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkk "desejei ao bixim uma diarreia nunca antes defecada pela humanidade". Morri de rir com essa resenha, sem contar a vontade de ler esses livros URGENTE. Parabéns pela resenha amei, amei e amei!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada, Gisele.
      Acredite, esse livro é perfeito. Acho que vc vai gostar. :D

      Excluir
  2. É sério, eu adoro você Tícia !
    Me deixa maluca com suas resenhas. Amo suas resenhas, sua linguagem... tudo!
    Acho que vou ter um treco, de tanta vontade ler essa série... corre Dona Arqueiro, necessito desse série para ontem, rsrsrsr. # tomaraquemantenhamascapas#
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ôxi, Nelma. Brigadão. :D
      Façamos um movimento tipo "Arqueiro, tira o pé da minha janta e publica logo TODOS de uma vez" pq tb preciso deles pra ontem. ;)
      bjoooooo

      Excluir
  3. Bixim, eu nunca tinha visto falar deste livro...Entçao quer dizer que é um livro meio melosinho e que tem um antecessor não tão romântico? Qual editora trará a série para o Brasil? Gostei da premissa.

    Beijo, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa, o livro anterior é romântico tb, só é mais tenso.
      A Arqueiro vai publicar, espero que esse ano ainda.

      Excluir
  4. Dizem que o estilo é tudo e é verdade... Essa linguagem engraçada para comentar um livro marca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Antonio.
      Brigadão.
      É melhor rir, né? rsrs
      ;)

      Excluir
  5. Gosto de ler suas resenhas porque transformam o trágico em cómico. Imagina um livro que você e não pára de infartar! É um tal de infarta, "desinfarta" esperando, desejando, implorando mesmo para que tudo termine bem no final, porque é disso que a gente gosta né, de final feliz. Nada de desgraças, porque de desgraça o mundo já está cheio demais, e a gente se refugia nos livros em busca de algo mais glamouroso e romântico. Já quero ler tudo, e para ontem, quando vai lançar, porque eu vou morrer se eu ler Becaming Calder e não puder ler Finding Eden em seguida. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, menina!
      De desgraça basta o mundo mesmo. Mas esse livro, embora tenha um assunto tenso, é lindo demais. Vale super a pena esperar.
      ;)
      bjooooooo

      Excluir
  6. Você realmente sabe como fazer uma resenha... Parabéns!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos