Meu - Katy Evans

E com vocês seguidores e amigos do Sempre Romântica, mais uma resenha da Tícia. E para variar  o livro já foi publicado aqui no Brasil. #Aleluia. A Tícia sempre nos brinda com resenhas de livros que estão a um clique de nossos dedos e dessa vez, para variar, ao alcance das nossas mãos. Acredito que mesmo que o livro já tenha sido publicado, as resenhas da Tícia são um "chama", uma dica para algumas editoras que por aqui passam e dão aquela olhadinha básica.E paremos de enrolação...

Com vocês a resenha de Meu...
Agora, com a distância e a escuridão entre eles, a única coisa que resta para Brooke é lutar pelo amor do homem que ela chama de “meu”. O irrefreável lutador bad boy Remington Tate finalmente encontrou a maior razão pela qual lutar em sua vida, Brooke Dumas. Contratada para mantê-lo em perfeitas condições físicas, a jovem fisioterapeuta conseguiu desencadear um desejo primitivo tão vital em Remington quanto o ar que ele respira... “Remy” simplesmente já não pode viver sem ela. Brooke jamais imaginou que iria se apaixonar tão perdidamente por um homem, e mais, nunca sonhou que ele seria nada menos que a fonte de desejo de toda mulher. Quando tudo parecia caminhar para uma felicidade genuína, Brooke acaba sendo arrancada para longe dos arredores do ringue. Uma perigosa ameaça está à espreita, pronta para derrotar o “Arrebentador” e arrasar tudo em seu caminho no momento em que eles mais precisam um do outro. Mas será que uma última revelação surpreendente conseguirá mudar para sempre o destino desse intenso amor?

Eu tentei.
Juro que tentei.

Mesmo depois do trauma motivado por Brooke (a mocinha-catadupa) e seu interminável cio em Real, ainda assim, eu resolvi dar mais uma chance à série.
Não, eu não estava pagando promessa.
Só pode ter sido fanfarronice.

Aliás, depois de Meu, faço um apelo: a partir de agora, caso eu teime em ler a sequência de algum livro ruim, todos estão convidados a me chutar/estapear/enxovalhar em praça pública.
Convide seus amigos.

Pois é, o segundo volume foi mais do mesmo: pouca história, pouco conflito, muitos adjetivos falando do quanto Remy é gostoso e blablablá, mais da Brooke pingando, encharcando, molhando, umedecendo, vertendo e gotejando pelo mocinho. Fiquei surpresa por ela não ter se desidratado.

E a quantidade de “meu” e “minha”? Na décima vez que um falou isso para o outro, a gente já tinha entendido o recado. Mas na 9946637899685777489969797857475869769ª vez, eu queria matar alguém.
Juro.

O pior é que a história tinha um potencial enorme caso tivesse seguido o bom caminho. A bipolaridade de Remy, os familiares problemáticos dos mocinhos e até mesmo o ciúme de Brooke com a piranhada (sem paciência pra eufemismos) dando em cima de Remy, seriam ótimos pontos a se explorar.

Mas a autora fez isso?
Não. Ela preferiu gastar dois livros falando a mesma coisa.
Claro que Meu teve partes boas, assim como Real. O início, por exemplo, foi legal e o final também teve seu mérito. Porém, o meio quase me matou de desgosto.

Daí, você poderia pensar: “E o enredo? Você não falou nada do enredo.” Pois é. Quase não tem. Uma das poucas coisas que aconteceram de novidade é que os mocinhos tiveram de se separar por dois meses. Bem, imagina o quão traumatizante é ler sobre Brooke na seca? Hum? HUM??????
Acho que preciso de terapia.

Vou parar de falar, necessito de cacau no sangue.
Recomendo?
Humpf!
;)

10 comentários:

  1. hauhauhauhauhaua

    Ei Tícia,

    hauhauhauhauhau
    a Lena falou lá em cima q finalmente é um que tem no Brasil, mas não adianta nada, pq é um que a gente não vai querer ler rsrsrs.

    Adoro suas resenhas negativas, sério. Me divirto muito.
    Preguiça de livro assim.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Fernanda.
      Acho que não dá pra ler não. kkkkkkk
      Mas muita gente gostou desse livro, tá? Vai que vc gosta tb. Mas já te aviso que a mocinha é uma tarada. rsrs

      bjoooooo

      Excluir
  2. kkkkkkk no começo eu pensei logo: "Ah que bom q já tem sequência" mas daí fui ler a resenha e "PUF" cabô o amor, vou passar longe, o bom é que as resenhas que tem opiniões mais ou menos parecidas, nos ajudam e nos poupam dos livros sem muito enredo kk :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Déborah.
      O problema desse livro, o que me deixa mais revoltada, é que a história tinha um potencial enorme. A autora que não soube desenvolver e ficou esse troço repetitivo.
      Uma pena, né?

      bjoooooo

      Excluir
  3. Ai Tícia!
    Pelo visto é melhor ler sua resenha que o livro propriamente dito...kkkk
    Acho que ficou contaminada pela Brooke e fez um chororô só na resenha...kkkk
    Entendi, entendi a série não tem muita coisa boa e não vale a leitura, seguirei seu conselho. Será?..kkkk
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLha, Rudy.
      Como eu disse pra Fernanda ali em cima, muita gente gostou dessa série. De repente, vc pode ler e gostar.
      Já eu... não dou conta de mocinha morrinha que só sabe babar pelo cara, fica um troço repetitivo. É um saco ler isso, mas muita gente passa por cima.

      bjooooo

      Excluir
  4. Esse livro é muito repetitivo, mocinha no primeiro livro fez uma besteira sem tamanho e nesse parecia ainda mais tonta. Gastei meu dinheiro a toa, antes tivesse lido sua resenha. Tantas autoras melhores e as editoras não publicam, só agora vão publicar Arches Voice da Mia Sheridan. Ticia nota mil para suas resenhas que eu morro de rir. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Alesandra.
      Nem me fala o quão repetitivo é esse livro. Cansa ler a mesma coisa.
      NEM ME FALA!!!!!!!!!!!!
      Mia Sheridan no Brasil!!! Aaaaaaaaaaaaaaaa

      bjoooooooo

      Excluir
  5. DE-TES-TEI a Brooke no primeiro livro! A mulher ficou no cio o livro inteiro, e sempre com a calcinha molhada. Se eu fosse ela trocava essa calcinha ou usava um absorvente higienico. Pode pegar uma candidíase, sei lá..
    Livro muito sem-noção. Só deu uma melhorada no finalzinho quando deixaram o pobre Remy abrir a boca e falar alguma coisa. Mas no geral não gostei do livro e não lerei o segundo.

    ResponderExcluir
  6. Cris, a Brooke é um saco em todos os livros. O Remy é um negoçudo, mas foi ela que estragou o livro.
    Pra mim já deu, não vou ler os outros da série.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos