Apenas Respire – Susan Wiggs


Para iniciar essa resenha devo explicar que esse é o terceiro livro escolhido para leitura no Projeto: Desencalhando livros da estante 2024, e claro, amei a experiência. Susan Wiggs é famosa por nos brindar com histórias verossímeis, que podem ser confundidas até com a nossa própria história. Escolher um livro dela com tantas opções na estante foi bem complicado, mas faz um bom tempo que “Apenas Respire” me chamava, e a oportunidade chegou, finalmente.

Sem dúvida, este é o tipo de romance que definitivamente faz o meu coração bater mais forte. Ultimamente, tenho me dedicado à leitura de vários chick-lits e devo dizer que esta tem sido uma experiência totalmente nova para mim - de fato, encontrei meu ritmo perfeito. Antes, eu era conhecida por devorar romances de época, algo que ainda aprecio bastante, porém, chega um momento em que a repetição se torna cansativa, não é mesmo? Pois bem, os romances que narram a jornada de um personagem que poderia ser facilmente alguém do nosso convívio diário têm conquistado cada vez mais meu gosto literário.

Temos aqui a história de Sarah Moon, uma cartunista que está passando por uma situação bem complicada.  A despeito de acreditar estar vivendo um conto de fadas, ela acaba de se deparar com a dolorosa constatação de que, mesmo ao idealizar um matrimônio idílico, descobriu, da forma mais amarga, que está sendo traída. Enquanto para muitos esse golpe poderia simplesmente representar um abismo sem fim, Sarah enxerga essa reviravolta como um sopro de renovação, uma chance de escapar de uma existência que não lhe pertence.

Voltar para a cidade natal, reencontrar a família, rever amigos antigos e recomeçar do zero pode parecer uma decisão repentina para qualquer pessoa, porém, para Sarah, é a única alternativa no momento. Assim, inicia-se o seu recomeço, mesmo carregando consigo da vida anterior uma gravidez de gêmeos.

Sarah representa o clássico exemplo de personagem resiliente que me encanta nas obras desse gênero. Consciente de que é preciso encerrar seu passado para dar início a uma nova jornada, ela se depara com um amigo em meio a tantos desfechos, alguém que talvez um dia faça parte de seu futuro: o lindo e cativante Will Bonner.

Susan Wiggs presenteia o leitor com um romance suave, em uma narrativa que não prioriza o amor intenso entre os protagonistas, já que o primeiro encontro de Sarah e Will ocorre bem depois da página 180. Confesso que me surpreendi também. No entanto, a autora não almejava apenas retratar um conto de fadas romântico, mas sim explorar a jornada de autoaceitação, novos começos e resolução de conflitos passados. Dessa maneira, ela nos brinda com essa joia literária intitulada "Apenas Respire".

Que escolha maravilhosa de livro eu fiz para incluir neste desafio de leitura. Estou muito contente com as obras que já li até agora neste projeto. Fico a pensar em quanto mais tempo levaria para ler este livro, se não o tivesse escolhido agora. 

Só posso recomendar leitura. Leia sem medo de errar.

A cartunista Sarah Moon procura driblar os problemas da vida em sua tirinha 'Apenas Respire'. Enquanto Shirl, personagem principal e alter ego de Sarah, se submete ao tratamento de inseminação artificial, a situação por ela vivida começa a refletir as dificuldades de sua criadora para conceber um bebê. Nesta obra, Susan Wiggs apresenta uma narrativa sobre os sonhos despedaçados de uma mulher e a descoberta de novas esperanças.

Um comentário

  1. Olá! Preciso deixar registrado o quanto admiro esse projeto, é incrível o tanto de boas leituras que ele trouxe hein! Já fiquei aqui só na expectativa e vontade de ler essa história e saber mais sobre a Sarah e seu final feliz. Gosto bastante dessas leituras que facilmente poderia ser a história de alguém próximo, acredito que a gente se identifica mais, tornando a experiência ainda mais especial.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!