Contagem Regressiva – Marcos Bulzara

Na sinopse de Contagem Regressiva o autor nos fala que esse é um relato intenso e comovente sobre superação, mas eu preciso acrescentar que a trama nos apresenta bem mais do que isso. Temos aqui uma história sobre amizade, sobre conquistas e, claro, escolhas.

Conheceremos Ana Carolina Greco, uma mulher à frente de sua geração, ela é intensa e transborda força de vontade. Oficial das Forças Aliadas Internacionais, seu maior sonho é se tornar Astronauta e fazer parte da tripulação que irá fazer a primeira viagem à Marte. Carol é inabalável em suas convicções e incansável quando traça um objetivo, mesmo com tantas dificuldades e obstáculos para se enfrentar.

Seremos apresentados também a Bruno Fabrizzi, especialista em combate antiterrorismo e um homem de fibra, inteligente, capaz de tudo para fazer o que acha correto e justo, e com isso tentar salvar a si mesmo de tudo que a vida lhe dá de conflitos e traumas.

O livro é dividido em duas partes que se completam perfeitamente e narrado sob a visão desses dois personagens intensos, dinâmicos, e que tem traumas e marcas no corpo e na alma. Ambos precisam achar a cura para suas feridas para só assim poderem trilhar a busca por um futuro promissor.

Carol tem marcas profundas e difíceis de curar. Bruno é um homem de certa maneira mutilado pela vida, perdeu bem mais do que se pode imaginar. Juntos eles irão nos levar para uma história narrada num futuro não muito diferente do que temos hoje, mas que nos leva a crer que mesmo com o passar dos anos o mundo pode continuar sendo tão cruel, mordaz e ao mesmo tempo inovador.

Marcos Bulzara como sempre nos traz uma história intensa, cheia de nós e amarras muito bem apertadas e que vão se desatando ao longo da narrativa, tornando-a crível, contundente, plausível e envolvente. Foi difícil não se sentir parte da narrativa e torcer por um final feliz para esses dois personagens tão viscerais.  

Passeando pelo Oriente Médio, entre disputas pelo poder, com tramas terroristas e sonhos de um lugar no espaço temos Contagem Regressiva, uma trama que faz o leitor viajar num mundo ficcional, porém quase real tal a maneira que a história é contada por esse autor que já faz parte do rol dos meus autores nacionais preferidos. 

Vale a pena ler Contagem Regressiva, uma história aquém do que se espera com um fio condutor dinâmico e envolvente que deixará, você leitor, preso às suas páginas do início ao fim, e diga-se de passagem, que final.
Super Recomendo a leitura.

Contagem Regressiva apresenta um relato intenso e comovente sobre superação. É a história de um sonho extraordinário e de uma escolha difícil.
Ana Carolina Greco é oficial das Forças Aliadas Internacionais (FAI), mas seu ideal de vida, e maior ambição, é ser astronauta. Ela luta por esse objetivo até tornar-se a líder do Projeto Estrela Vermelha, a primeira missão tripulada a Marte.
Bruno Fabrizzi é especialista em combate antiterrorismo. Ele tem a sua vida transformada após a morte trágica de sua esposa e do sequestro da sua melhor amiga por um grupo extremista do Oriente Médio.
Carol e Bruno vão experimentar as adversidades e os traumas do seu passado enquanto tornam-se aliados pela sobrevivência.
Descobrem aos poucos que o seu futuro não depende apenas do talento que possuem em superar inimigos, mas, principalmente, da sua capacidade de fazer escolhas.

8 comentários:

  1. Uau! Eu juro a você que já esperava um enredo mais voltado para isso, do terrorismo, mas não fazia ideia de que seriam dois personagens tão quebrados e particularmente, personagens assim me encantam!
    Tem esse parte do Oriente Médio também que sempre desperta em nós uma curiosidade, seja pela cultura, costumes.
    Tomara que tenham feito as escolhas corretas!
    Listinha de Desejados com certeza.
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Leninha!
    Escolhas? E essa não é a palavra do nosso dia a dia? Temos que fazer escolhas diariamente e torcendo para que sejam as certas para nossos objetivos.
    Passar por grandes traumas na vida e aventurar-se na sobrevivência no Oriente Médio, deve trazer um enredo rico e dinâmico. E conhecendo o autor, envolvente e necessário para uma leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Rudy, a vida é feita de escolhas. Você vai gostar do enredo do livro, traz bastante informação e ação, no estilo "Braddock", lembra?!
      Leia e depois me conta.
      Bjs

      Excluir
  3. Ola
    Náo imaginava que o livro era intenso assim .nem podia supor quevo autor iria trazer personagens machucados pela vida .e que dois iriam se tornar cumplices e companheiro na luta para sobreviver depois de tantos percalços .
    E tiveram que fazer suas escolhas resolverem seus dilemas curar suas feridas .
    Dica anotada .

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eita que acho que foi um sinal divino me deparar com essa resenha, estou com o livro aqui, aliás, graças ao blog e se restava alguma dúvida para começar a leitura, depois dessa resenha, não há mais. Confesso que a princípio tive receio com a história, pois pensei se tratar de ficção científica, um gênero que eu não costumo ler com tanta frequência, mas pelo visto, a história é bem mais profunda e intensa hein, e já fiquei aqui instigada por esse final impactante, sem dúvida vai ser maravilhoso finalmente conhecer a escrita do autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você, mais do que ninguém tem a chance de apreciar essa ótima leitura. Espero trocar figurinhas em breve.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos