Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven

Antes de iniciar a resenha desse livro tenho que confessar algo muito importante: Eu assisti ao filme primeiro. Minha culpa, porém sem intenção. Deixe-me explicar.
Estava eu testando minha nova conta na Netflix quando o filme passou, de cara amei ver que a atriz principal era a Elle Fanning, da qual eu sou fã. Acho o sorriso dela lindo e todos os filmes que foram protagonizados por ela me encantaram por sua simplicidade e leveza. Então nem li nada sobre o filme, nem mesmo o título, apenas mandei seguir e comecei a assistir.

Nunca imaginei que acabaria burlando uma de minhas principais regras da vida: Nunca assistir a um filme adaptado de um livro sem lê-lo primeiro. Mas, aconteceu!

Confesso também que amei o filme, que me emocionei e que me senti órfã dos personagens ao terminar de assistir. Então não tinha outra opção a não ser pegar em seguida o livro e iniciar a leitura.

Diferente do filme, o livro tem um inicio mais leve. Foi interessante ver como um projeto escolar aproximou duas pessoas tão distintas e foi muito reconfortante ver a amizade entre Violet e Finch nascer de um encontro tão inusitado.

Não acredito que esse seja um livro para pessoas sensíveis já que trata de um tema forte que é o suicídio, e senti que no filme esse tema é tratado de forma mais natural, se é que se pode falar assim. Porém no livro ele é tratado de forma mais dura, inclusive de algumas maneiras que eu não recomendaria. Em alguns momentos isso me deixou um tanto quanto incomodada. 

Finch não é um garoto fácil de lidar, tem um lado obscuro que vai aparecendo ao longo da leitura, mas ele consegue trazer a vida de volta aos olhos de Violet de uma maneira gradual e simples, conhecendo lugares e os vendo com outros olhos, talvez com os olhos do coração.
O envolvimento entre os dois acontece em meio a pensamentos depressivos, mas de alguma forma os faz crescer.

Finch ganhou meu coração e Violet meu bem querer, ambos são tão bem construídos na narrativa que fica impossível não se apegar, torcer por eles e sofrer, sofrer muito. Era de uma história assim que eu estava precisando para derramar lágrimas que às vezes guardo dentro de mim. Mas esse é outro assunto.

Então, para finalizar eu só tenho a dizer o quanto amei o livro, o quanto ele foi mais profundo do que o filme e o quanto ele me tocou. 
Esperar por um final diferente foi um sonho bom, mas que infelizmente não se concretizou. Finch ficou marcado em mim, amei cada palavra que ele disse, cada revolta, cada pensamento, cada ensinamento, porque sim, ele me ensinou muito. 

Histórias assim nos fazem pensar, refletir profundamente e no final nos dá lições enriquecedoras, gosto de ver assim, de sentir assim histórias com temas fortes. Procuro sempre tirar o melhor dos livros que eu leio e recomendo que você, caro leitor, faça o mesmo.

Por Lugares Incríveis
passa a fazer parte do rol dos melhores livros lidos esse ano. E que venham outros!

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e chamado de “aberração” por onde passa. Para piorar, é obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular.
Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: conhecer lugares incríveis do estado onde moram. Ao lado de Finch, Violet para de contar os dias e finalmente passa a vivê-los. O garoto, por sua vez, encontra alguém com quem pode ser ele mesmo, e torce para que consiga se manter desperto.

12 comentários:

  1. Eu não esquento muito com isso de ver filme antes do livro não. Sei lá, vivo numa pindura danada para comprar livros, que se for me atear isso, to fu...rs
    Mas nesse caso, eu li o livro faz bem tempo(ele entrou na lista dos a serem relidos em algum momento) Eu acho que não estava bem quando o livro, pois foram sentimentos ruins que acabei sentindo.
    O filme acabou desagradando muitas pessoas por "tirarem" momentos importantes do livro,mas oh, é uma adaptação. Precisa ser assim.
    No mais, eu amei o filme e quero sim, reler o livro(que é maravilhoso)
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso que me faz gostar de ler antes, para sentir o quanto a adaptação alterou o formato do livro, o que nesse caso aconteceu sim, mas olhando pela seu lado, entendo perfeitamente o porque de você não se importar com essa ordem.
      Acredito que exista sempre um momento certo para cada tipo de leitura, se você se sentiu incomodada quando leu tente outra vez, quem sabe tola, não é verdade?!
      Beijokas!

      Excluir
  2. Leninha!
    Confesso que não assisti o filme e nem li o livro, embora desde o lançamento do livro desejo fazer a leitura, mesmo achando um tanto triste o assunto suicídio.
    Ninguém consegue consertar ninguém, mas podemos observar os sintomas das pessoas problemáticas e tentar ajudá-los de alguma forma profissional.
    Os livros geralmente são mais completos que os filmes.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai entender perfeitamente o que eu estou dizendo ao ler antes e assistir depois, caso resolva assistir ao filme antes. Depois me conta!
      O tema é forte, e a gente tem que estar preparado para sentir, entender e absorver tudo que o der para formar uma opinião e tentar ajudar, caso se depare com uma situação de depressão na vida real. Sempre uso livros intensos para esse fim.
      Beijos!

      Excluir
  3. Leninha!
    Comecei a ler o livro e parei, me deixou levemente ansiosa e eu achei que não iria me fazer bem. Quanto ao filme, tenho mantido na minha lista, mas ainda não tive coragem de assistir, meu filho disse que é muito bom e me recomendou. Veremos...
    Bjus!
    Para todas as estações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um momento certo para ler esse tipo de livro, com certeza você não estava sintonizada com ele, melhor mesmo dar um tempo e tentar depois. Quanto ao filme, ele é muito bom, assista e veja se vale a pena ler o livro, é basicamente aquilo ali. Depois me conta.
      Bjs

      Excluir
  4. oi Leninha
    ainda náo li o livro nem vi o filme .eu prefiro ler o livro antes de ver o filme
    e um livro com uma tematica muito forte por isso ainda náo decidi se faço ou náo a leitura .
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caso você decida ler não esquece de voltar para me contar o que você achou. Fico no aguardo.
      Bjs

      Excluir
  5. Quando a Seguinte publicou sobre esse livro a capa me chamou a atenção e quando li a sinopse fiquei interessada em ler.
    A cada resenha que vejo fico mais interessada,mas confesso que estou com medo por que amo finais felizes.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita Lu, acredito que esse livro vai te colocar em xeque. O final, como posso dizer sem dar spoiler?!Bem, só lendo para saber. Mas se prepara para fortes emoções, e talvez as não esperadas surpresas.
      Beijos

      Excluir
  6. Olá! Mulher como assim, você não sabia do livro?! Chocada estou (risos), ahhh e não querendo ser do contra, mas já sendo, essa é uma história que não desperta muito meu interesse, ainda mais depois de ter pegado um baita spoiler, não tiro o mérito da história que parece ser linda e nos fazer chorar por horas, talvez dias, mas nesse momento uma leitura tão emocional assim me faz querer fugir para as colinas (risos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sabia do livro, só não sabia que esse filme era do livro. Comecei a assistir sem nem olhar o nome do filme, simplesmente apertei o play, rsrsrs
      Espero que o spoiler não tenha sido dado por mim, fui até ler a resenha para ver.
      O livro é lindo, emocional, forte, com certeza não indico para pessoas muito sensíveis por causa do tema.
      Espero que um dia você dê uma chance a ele e não se decepcione.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos