Anjo Caído – Drica Bitarello

Quando a autora é boa ela pode escrever todo tipo de história, ambientada em qualquer época ou tempo que ela se destaca, e isso acontece aqui em Anjo Caído, um conto escrito pela minha querida amiga e autora Drica Bitarello. 

Quem me conhece sabe o tamanho do carinho que tenho pela saga Radegund, em minha opinião uma das séries mais bem escritas e ambientadas por um autor nacional. Nessa nova experiência de escrita Drica nos traz algo diferente, um romance meio sombrio que tem como pano de fundo um tema sobrenatural. Adoro quando um autor se joga em algo novo e inusitado e consegue mostrar ao leitor que sabe escrever em qualquer gênero, Drica mostra a que veio.

Apesar de ser uma leitura leve, Anjo Caído nos traz um amor que ultrapassa os limites do tempo. Angela e Liam são dois personagens tocados pelo destino, num encontro de almas irmãs. Porém Liam não fez uma viagem no tempo para encontrar sua amada, ele vaga por séculos em busca da alma de seu amor do passado Aingeal, a mulher por quem ele nutre um grande amor e uma mágoa profunda.

A narrativa se intercala entre os personagens, uma hora temos Angela em sua luta interna para entender o que está acontecendo em sua vida depois que “Willian” passou a fazer parte dela, e em outra, Liam nos mostra suas lembranças do passado, nos conta sua dor e esperança de mudar seu destino.

O desenrolar da trama é de fácil entendimento e escrita de maneira rápida e sucinta, porém dá para entender perfeitamente o desfecho da trama. Um prato cheio para quem curte histórias com fundo sobrenatural, e que está em busca de uma leitura rápida e gostosa. Eu, particularmente goste muito e me envolvi com a historia desses dois personagens marcantes. 

Super indico o conto Anjo Caído. Leia e depois volte para me contar o que achou!

Oklahoma, 1965
O que você faria se um estranho cruzasse seu caminho e te contasse coisas sobre seu passado que nem mesmo você sabia?
Angela era apenas uma mulher normal. Sua vida pacata na cidadezinha de Clinton se resumia a ir do trabalho para casa todos os dias e a assistir filmes antigos na TV. Até que numa noite chuvosa ela literalmente tropeça num estranho charmoso a poucos metros de sua casa.
Liam tem um olhar intenso e hipnótico e modos que a fazem se lembrar de heróis de tempos antigos. Gentil, educado, bonito e refinado, ele parece totalmente deslocado em seu mundo tão comum. Perfeito demais para ser verdade...
Muito tempo passou desde que Liam a viu pela última vez. Após uma busca que atravessou o tempo e o mundo, ele finalmente encontrou a mulher que tanto amou e de quem guarda uma mágoa infinita. 
Angela ainda tem a doçura e a ingenuidade de quando ele a conheceu, muitos e muitos anos atrás. E é com esse temperamento que ele conta para levar a cabo a missão que o levou a encontrar a mulher que um dia o rejeitou.
Um amor que desafia o tempo. Um homem obcecado por uma mulher. Um segredo sombrio que atravessou os séculos. Uma chance de redenção.

4 comentários:

  1. Já comecei a amar a história pelo nome da personagem.rs
    Sou apaixonada por literatura nacional e este é um dos motivo por qual faço questão de vir ao blog todos os dias.
    Sempre fico conhecendo novos autores(as) e também novos trabalhos como este livro da Drica!
    E se tem romance atemporal, esse buscar um amor do passado e este personagem como Liam que já virou crush só na resenha? Melhor ainda!!!
    Romance e redenção, quero!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou vai amar, além de tudo isso que você conseguiu perceber apenas por ler a resenha, a história ainda tem um fundo meio sinistro, quase assustador, vale a pena ler.
      Bjs

      Excluir
  2. Oi Leninha
    Que bom que você gostou do romance
    Dessa vez vou deixar passar a dica não leio esse gênero de romance
    Já tive uma experiência com livros sobrenaturais que não me agradou
    Então percebi que não adianta e nem e bom ler coisas que sei que não vai me agradar
    Mas para quem é fã do gênero aí está mais uma dica bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo que você não curta o gênero, eu também não tenho muito animo com distopias. A gente lê por prazer, ler algo que não curta é complicado, né?
      Mas mesmo assim amei sua participação.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos