Verdade Letal – Marcos Bulzara

Alguns livros pegam o leitor pelo mote carregado de mistério e suspense, outros simplesmente pela capa, tem os que leem apenas porque são fãs do autor, e outros pela curiosidade em uma leitura fora da zona de conforto. E quando a gente lê por tudo isso junto e mais um pouco?! Pois é, foi assim que entrei na leitura de Verdade Letal; curiosa, cheia de expectativa, porque adoro a escrita do autor e porque adoro sair da minha zona de conforto. E, claro não me decepcionei em nenhum momento, simplesmente adorei a história.

Temos aqui um suspense policial que envolve pessoas comuns e o universo político nos Estados Unidos. Aí você me pergunta: o que um homem no corredor da morte pode fazer, ou fez, que pode mudar o destino de uma nação?! Só mesmo lendo para entender os nós tão bem amarrados que Marcos Bulzara fez nesse empolgante jogo pelo poder.

Adam é um condenado, ele matou a esposa e seu amante num momento de fúria, foi preso e condenado à morte por injeção letal, mas pouco antes de sua morte ele escreve uma mensagem para sua filha, que a recebe agora com 21 anos. Elena não estava preparada para ter sua vida novamente tirada dos eixos, seu passado assombroso havia ficado para trás, porém tudo podia mudar com o recebimento de uma mensagem do homem que um dia amou intensamente com a inocência de uma criança, mas que agora odeia com todas as suas forças.

Toda a história gira em torno de uma noite onde a tragédia acabou com uma família e que nos dias atuais pode mudar o destino de todos.

Muito mistério, muita emoção, caminhos que se cruzam, destinos que mudam, isso e muito mais iremos encontrar em Verdade Letal, mas nada me preparou para o desenrolar e o desfecho da trama. Com certeza, Marcos Bulzara sabia o que fazia quando nos trouxe personagens tão bem caracterizados, num cenário empolgante e com uma narrativa leve e fluida, apesar de seu teor mais misterioso. Só posso render elogios.

Verdade Letal é mais uma obra de arte do autor que já me surpreendeu com uma história sobre a segunda guerra mundial (O Arquiteto do Esquecimento) e um romance doce e apaixonante (João e Maria), escrito a quatro mãos, junto com outra autora querida, Ana Paula Bergamasco.

Estou grata pela oportunidade de ler esse livro, mais uma vez posso afirmar que em nenhum momento os autores nacionais me decepcionam, muito pelo contrário, chego a ficar boba tamanho o talento que eles tem para escrever histórias que ficam na memória da gente, que passam a fazer parte do nosso cotidiano enquanto as lemos. Mais uma vez recomendo com muito prazer a leitura de um autor nacional. Leiam, vocês não irão se arrepender.

Adam Mitchell, réu confesso de duplo homicídio, está no corredor da morte. É seu último dia de vida e ele não pensa em liberdade ou sobrevivência, isso já não importa. O que realmente importa é que o plano que ele arquitetou antes mesmo de ser preso talvez funcione.
Um plano que vai custar a sua vida, mas que poderá revelar a sujeira nos bastidores do poder e mudar os rumos da nação.
O que ele não sabe é que o seu plano também trará consequências imprevisíveis para a filha, Elena, revelando uma verdade dolorosa, perversa e implacavelmente LETAL!

4 comentários:

  1. Meu coração fica todo feliz quando sou apresentada a algum autor ou autora nacional e tenho a oportunidade de saber um pouco mais sobre seu(s) trabalho(s).
    Ainda não conhecia o autor, só tinha lido o nome pelo mundo literário,mas por tudo que li acima, não é pouca coisa não!
    Adoro o gênero e fiquei aqui lendo a resenha e tentando imaginar como alguém no corredor da morte, poderia literalmente conduzir toda uma história e com isso, talvez, mudar alguns fatos já pré estabelecidos!
    E ainda é citado este final que surpreende.
    Com certeza, o livro vai para a lista de desejados!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa conhecer a escrita do Marcos Bulzara, já li alguns e não me arrependi, muito pelo contrário, quero sempre mais.
      Verdade Letal irá te surpreender.
      Leia!
      Bjs

      Excluir
  2. Leninha!
    Como você, fico estarrecida com a criatividade dos nossos autores nacionais e a maior provra é o Marcos Bulzara.
    Aqui 'roendo as unhas' (mentira, não roo unhas), mas já ansiosa por ler toda essa trama do passado que ocasiona reviravoltas no presente e todo esse mistério me deixou aqui curiosa.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai roer unhas quando chegar no final da história, rsrsrs
      Bjs, Rudy!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos serão respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos