Mogli, entre dois mundos

Olá pessoal, esqueçam as músicas felizes icônicas de várias infâncias, um urso preguiçoso e um pré-adolescente vivendo feliz na selva com sua família lobo. Hoje falaremos sobre O livro da selva, ou como a maioria conhece, Mogli, o menino lobo, ou melhor ainda, falaremos da nova adaptação da Netflix, Mogli, entre dois mundos.

O que eu poderia dizer sobre essa nova adaptação... Uau!!! 

O tom sombrio do filme começa na fala da serpente Kaa (Cate Blanchett), fazendo um prelúdio sobre as leis quebradas pelo tigre Shere Khan (Benedict Cumberbatch) e de como o menino ficou a sua própria sorte na selva até ser resgatado pela pantera Bagheera (Christian Bale). Até aí tranquilo, agora vamos para os detalhes. O início lembra bastante o primeiro filme da trilogia do Senhor dos Anéis, não é por menos, tanto o diretor Andy Serkis como a própria atriz Cate Blanchett trabalharam naquele filme. Serkis como Gólum e ela como a feiticeira Elfa Galandriel, e fica clara essa influência no contar da história e eu não vejo isso como algo negativo, tendo em vista que o livro de 1884 do autor Rudyard Kipling traz esse tom pesado ao livro.

Mogli, numa espécie de ritual de transição da alcateia, começa a sentir o peso do não pertencimento daquele mundo, pois ele não possui a velocidade dos lobos muito menos sua agilidade, e não é apenas uma questão fisiológica das diferenças de seu corpo com a do animal, é algo mais profundo e sútil, já que ele é homem e lobo e ao mesmo tempo, nenhum. Todavia, tem a perseverança para ser aprovado em seu teste para pertencer definitivamente à matilha. Porém, não será um teste de corrida que definirá seu lugar no mundo e apenas Kaa, a serpente que vê o passado e enxerga o futuro sabe de sua real relevância.

Nessa adaptação, nada é fácil para o garoto que se vê quase o tempo todo em estado de tensão por não se encaixar. Mesmo seus mentores, Bagheera e Balu (Andy Serkis), conseguem dar todas as respostas e aqui entra a famosa jornada do herói, onde ele próprio deverá trilhar seu caminho e fazer suas escolhas.

Não vamos mencionar nada sobre os efeitos de captação de imagem e focaremos apenas na história, que a meu ver não apresenta um enredo truncado e infantilizado, ele não subestima o espectador, muito pelo contrário, aposta na sua percepção para que você absorva os detalhes e emerja na história ora pela visão do Mogli, ora pelos animais e também pelos homens do vilarejo. Essa viagem vai fazer você ficar tenso e se emocionar em boa parte do filme. O plot twist vem de forma avassaladora, quando achamos que tudo estava bem para o menino, eis que ele se depara com uma triste realidade, na qual percebe a maldade dos homens, devido às atitudes do caçador que pretende matar o tigre traiçoeiro.

Essa fantástica história, por vezes mascaradas pelas versões da Disney (nada contra essas produções), é contada de forma mais sincera nesse novo trabalho. O livro escrito no século XIX traz questões mais complexas daquela época em que a Inglaterra tinha a Índia como colônia. Devemos entender essa alegoria de não pertencimento vista na figura da criança, comparando-a com os ingleses naquele país. As camadas de críticas sociais e as personagens retratadas nas figuras do tigre, urso, lobos e a cobra são elementos simbólicos de dominação, força de um povo, unidade nacional milenar e oportunismo estrangeiro.

Não posso terminar sem antes mencionar o competente trabalho do ator mirim Rohan Chand. A expressão do garoto diz muito sem ele precisar se comunicar por meios de palavras, seja com os animais seja com os homens. Em muitos momentos seu olhar vai dizer muito, inclusive numa bela cena de aprendizagem com a pantera Bagheera.

Bom, espero que essas poucas linhas o estimule a assistir essa versão de 2018. Dito isso, boa diversão.

See you space cowboy.

Koudan - Professor de História, Orientador Educacional e Contista, foi membro do Núcleo de Literatura da Câmara dos Deputados  e pesquisador em História oral e Mitologia greco-romana. Amante de ficção científica e animação, e leitor ávido de quadrinhos e livros.


5 comentários:

  1. Que gracinha de filme!!!Acabei vendo ele no final de semana e indiquei a alguns amigos que sabia que iriam gostar!
    Tudo no filme é lindo. Desde o cenário, mais voltado para algo bucólico, a fala mansa e sutil da Kaa e o trabalho impecável do ator mirim(que confesso não sabia o nome)
    O amor da "mãe loba" também foi algo que me comoveu e oh, o papel da Pantera, está espetacular!!!
    Meio violento no final..principalmente pro caçador.rs(bem feito) e amei a inclusão tão diferente dos elefantes!
    Super indico!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. assisti o filme e gostei muito EXCELENTE atuaçao do ator mirim .um filme tenso que fala de amizade lealdade e a necessidade de se fazer escilha A CENA que mais me emocionou foi quando o menino chora copiosamente porque tem que fazer a sua escolha ,foi uma cena marcante para mim ,quase chorei com ele.OBRIGADA PELA DICA

    ResponderExcluir
  3. Olá meninas. Responderei ambas nesse post. Flor do vazio, concordo com tudo que vc disse, parece que temos a mesma opinião. Eliane, é interessante isso que você falou, porque mesmo o filme sendo “dark”, ainda sim ela passa todas essas mensagens. Vlw!!!

    ResponderExcluir
  4. Esse filme foi realmente um grande feito da Netflix essa nova repaginação com toques Sombrio não pecou em nada não adaptação. Quando anunciaram que iria haver uma releitura nesse clássico eu fiquei muito preocupada Por que as últimas leituras que fizeram um dos clássicos infantis para os cinemas simplesmente deixaram a mesma coisa só mudaram alguns pequenos detalhes como figurino e desfechos na história então eu achava que esse filme Seria a mesma coisa Como por exemplo o da Bela e a Fera. Que só ganhariam atores em forma humana. Mas a nova forma como contaram essa história foi completamente impactante e a cena final mesmo que sendo bem violenta, coisa que eu não esperava, não atrapalhou o danificou o curso do filme. Simplesmente uma das melhores releituras de clássicos do ano

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos