Em Cartaz – Um Amor de Filme: Grease — Nos Tempos da Brilhantina

E voltando a nossa programação normal de quarta-feira, eis que trago para vocês, amigos e seguidores do Sempre Romântica, mais um Em Cartaz – Um Amor de Filme. E para fechar com chave de ouro e fazendo jus às festas de fim de ano que se aproximam decidi trazer um folhetim mais alegre, um dos filmes musicais mais famosos de todos os tempos: Grease — Nos Tempos da Brilhantina, de 1978.

O filme conta a história do bad boy Danny Zuko e a doce australiana Sandy Olsson, que tiveram seu primeiro encontro numa praia nas férias de verão, e se apaixonaram perdidamente. No início do novo ano escolar na Rydell High School ("Grease"), Danny se reúne com seus colegas de gangue, os T-Birds, enquanto isso, sem o conhecimento de Danny, Sandy chega na escola, com a mudança de planos de sua família, com sua nova amiga Frenchy, um membro das Pink Ladies.

Esse reencontro causa muito furor, já que Danny não é mais o rapaz que Sandy conheceu na praia, na escola ele representa um papel diante de seus amigos e Sandy não entende o porquê dessa mudança.
Outros personagens vão se destacando ao longo da trama, regada com muita música e alegria. Com certeza esse não é um filme para se assistir pacificamente no sofá, seus pés irão se mexer, você vai ficar o tempo todo com um sorriso no rosto e uma vontade incrível de dançar.

O filme recebeu a indicação ao Oscar, na categoria de Melhor Canção Original com "Hopelessly Devoted to You", na voz de Olivia Newton-John.
Recebeu também 5 indicações ao Globo de Ouro, nas seguintes categorias: Melhor Filme - Comédia/Musical, Melhor Ator - Comédia/Musical (John Travolta), Melhor Atriz - Comédia/Musical (Olivia Newton-John) e Melhor Canção Original "Grease" e "You're the One that I Want".

O filme embalou gerações e fez o coração de muitas moçoilas baterem mais forte com o figurino de John Travolta, mais lindo do que nunca. Eu, particularmente o tive por muitos anos como um Crush para a vida. (Risos)

Difícil resistir a um filme que traz tanta vitalidade, tantos atores e atrizes maravilhosos em seus papeis, tanta música bonita e contagiante, com um figurino e um cenário que se encaixam perfeitamente à época e que deixou saudade.

Recomendo para quem nunca assistiu a esse filme que o faça imediatamente, e caso esse seja o seu caso (você que está lendo), fica a pergunta: Onde você viveu até hoje que nunca assistiu Grease?! Bora vai assistir!!!

Música que concorreu ao Oscar

4 comentários:

  1. Hahahahah eu também "crushei" Travolta por muito tempo depois de ver este filme. Engraçado e irônico que depois de um filme dele(Fenômeno) nunca mais consegui gostar do trabalho que ele apresentava. Sei lá, parece que perdeu o encanto.
    Mas voltando a Grease, este com certeza é um dos grandes clássicos que marcou várias gerações.
    E até hoje as canções são lembradas e aham, tocadas!
    Até vi um vídeo onde Travolta e Olívia cantam a mesma canção estes dias.
    Um filme geração juventude, com personagens iguais ao que a gente era na época e com uma doçura ímpar!
    Mais do que recomendado!!!
    Podiam fazer um remake né??rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou contra remakes, acho que estragam o original. Prefiro assistir mil vezes o filme do que vê-lo sendo refeito com toda essa tecnologia computadorizada e com artistas que não chegam aos pés dos divos da época.
      Rsrsrs

      Excluir
  2. Eu acho que todo mundo teve um grande Crush no John Travolta porque meu Deus pense num homem lindo eu só lembro ele na versão de Hairspray em que até vestido de mulher o cara era lindo. Para mim esse filme é Um clássico e eu não gostei muito da continuação que deram para ele e nem da releitura Porque para mim crise é uma obra tão bem feita por bem pensada construída e elaborada que não deveria ser mexida ou acrescentando algo mais e eu também devo acrescentar que eu faço performances loucas enquanto escuto a música Summer Love kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem não "crushiou" o Travolta não era normal, rsrsrs
      Igual a você, não curto nenhum tipo de remake, a obra original não pode ser refeita, muito menos copiada.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos