Eu perdi o Rumo – Gayle Forman

Quem aqui nunca se sentiu totalmente perdido na vida, seja por um motivo qualquer, um fato relevante ou mesmo por que está só e solitário, que atire a primeira pedra. Eu não me arisco a ser o primeiro, até porque se sentir sem rumo, sem objetivo e fora do quadrado é bem comum hoje em dia. Mas onde eu quero chegar?! Nessa história impactante, simples e certeira que é Eu perdi o Rumo, de Gayle Forman.

Essa não é minha primeira experiência com um livro da autora, se bem me lembro já li cinco livros dela, e todos me trouxeram um motivo para refletir, um pesar e uma alegria. Seus temas não são fáceis e nem sempre para qualquer leitor. Pessoas mais sensíveis ao drama deveria se abster dessa e de outras leituras da autora. Eu me sinto bem lendo seus livros, porque como já disse eles sempre me fazem pensar, e me acrescentam muito.

Temos aqui três personagens distintos; um perdeu a voz, outro perdeu o amor de sua vida e outro sua casa. Parece simples não é verdade?! Mas a leitura é bem complexa e nos remete a um turbilhão de emoções que só lendo para entender.

Senti-me muito bem ao conhecer Freya, Harun e Nathaniel, que de uma maneira simples vão nos contando suas vidas, desfolhando um emaranhado de dramas, problemas e também sorrisos. E de um encontro inusitado uma amizade vai galgando a passos lentos os degraus da vida, e como é bom sentir a esperança que cresce no coração desses três jovens que merecem ser felizes.

Eu estou tentando não falar nada sobre o enredo, até para não quebrar o encanto que cada leitor irá sentir ao adentrar nas páginas desse romance leve e bem desenvolvido.

Mais uma vez Gayle Forman me pegou pela mão, me sentou num canto e me fez participar de uma história tão bonita na sua simplicidade, me fez participar de um encontro entre pessoas simples, com problemas, me deu a sensação de que eu podia ajudar, que mesmo os conhecendo tão pouco eu teria um abraço para compartilhar, um conselho a dar e enfim, um sorriso que poderia mudar tudo. Deus para perceber o quanto eu me apaixonei por essa história?! 

Ficou curioso?! Então não demore, não perca a chance de ler uma história que fará com que você se sinta parte de um todo, de um conjunto de fatos onde nos tornamos meros expectadores de algo lindo. Super recomendo a leitura.

Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder.
Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho.
Contado a partir de três perspectivas diferentes, o romance inédito de Gayle Forman aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. Eu Perdi o Rumo marca a volta de Gayle aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.

4 comentários:

  1. Leninha!
    Já li outros livros da autora também, mas achei esse diferenciado.
    Importante vermos a busca interior e na vida, retratada através das pesonagens e ainda melhor, podermos aprender e refletir sobre nossa própria vida.
    Desejo um mês abençoado e uma semaninha de luz e paz!
    “A gratidão é o único tesouro dos humildes.” (William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA OUTUBRO - 5 GANHADORES –
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gayle Forman tem a medida certa na escrita para encantar seu leitor. Não posso dizer que tenho um preferido dela, gostei de todos de uma maneira única.
      Bjs Rudy!

      Excluir
  2. Primeira coisa que fui fazer é colocar o livro na lista de desejados.
    Apesar de ter pouco conhecimento das letras da autora, percebi por tudo que li acima, que mais uma vez, ela realmente quer é pegar o leitor pelas mãos e o colocar ali, vivendo as dores, frustrações e alegrias dos personagens. E isso é fabuloso!
    Eu sou meio sensível a histórias assim, de perdas, de recomeços. Vivo dizendo a mim mesma que a cada dia que acordo, é como uma nova chance...e nem sempre, estou bem para aproveitar isso.
    Sou uma sobrevivente, talvez como os personagens desta obra. Por isso, espero sinceramente, ler ele muito em breve!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica difícil não se colocar na pele dos personagens, isso é um dom que Gayle forman tem na sua escrita.
      Leia, Angela, você vai amar.

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos