Graça e Fúria – Tracy Banghart

Olha eu aqui novamente e literalmente fora da minha zona de conforto. E quero que fique bem claro, sem dramas ou arrependimentos, muito pelo contrário.
Graça e Fúria faz parte de uma duologia, só essa palavra já me tira dos eixos. Quem em sã consciência leria uma história onde sua sequência só será publicada ano que vem?! Com certeza essa resposta é simples: qualquer um que adore fantasia e esteja a fim de se aventurar num universo inusitado e nas peripécias de duas irmãs que darão muito que falar.

Serina e Nomi foram criadas cada uma com um objetivo: Serina para ser uma “Graça” e Nomi para ser sua aia. Seria simples assim se o destino não optasse por fazer de suas manobras e os papéis acabam sendo invertidos. Nomi se vê sendo obrigada a aprender o que nunca desejou, tendo que esconder seu espírito livre para agradar e seduzir o herdeiro do trono. Serina por sua vez vai precisar lutar de todas as maneiras para sobreviver ao destino que lhe foi imposto, logo ela que tem toda a delicadeza e a finura de uma mulher educada durante uma vida para servir e seduzir um homem. 

A história pode parecer simples e tal, mas ao adentrar nas páginas desse livro o leitor será jogado num universo racista, machista e preconceituoso, que deixa qualquer mulher dos dias de hoje “revoltada”, porém não sejamos extremistas, a história se passa num mundo aquém de nossa realidade — mesmo que às vezes alguns detalhes me pareceram bem familiares. Porém essa já é outra história.

Como todos sabem não tenho o habito de ler livros de fantasia, porém, Graça e Fúria me atraiu pela premissa de ser algo que me levaria à reflexão, e foi bem isso que aconteceu. Acredito que qualquer um que inicie a leitura desse livro vai ter uma visão própria, e chegará a conclusões diferentes com relação a cada fato narrado na história. Eu, particularmente me senti bem incomodada com algumas partes, em outras me senti enganada e doida para adentrar nas páginas da história e gritar bem alto: Acorda!!! 

Para quem eu diria isso?! Só lendo para descobrir. (Risos) 

Quanto ao final da história?! Bem, não me sinto apta a dizer nada, até porque entrei sabendo que era uma duologia, então, só me resta esperar a publicação da sequência, com ânsias de esganar um. (Risos)

Se recomendo a leitura?! Não ficou evidente?!

Duas irmãs lutam para mudar o próprio destino no primeiro volume de uma série de fantasia repleta de romance, ação e intrigas políticas. Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro. Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes. Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar.

5 comentários:

  1. Este livro tem dado o que falar desde o seu lançamento. Seja pela capa lindíssima ou simplesmente pelo enredo que traz estas irmãs tão diferentes, tendo que colocar em prova todos seus defeitos e qualidades.
    Ao contrário de você, eu amo fantasia e pelo que li acima, embarcar nesta fantasia com certeza, é uma viagem única.
    Uma criada para servir e a outra para ser livre. Como inverter os papéis sem causar algum dano em ambas??
    Lerei com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lendo você vai entender que "ser livre" pode ser tão efêmero que servir pode ser a saída mais acertada. Tá vendo como esse livro é bem mais do que eu disse na resenha?!
      Leia Angela, tenho certeza que você vai amar.
      Bjs

      Excluir
  2. Oi Leninha!
    Já tinha lido resenhas sobre esse livro, mas te confesso que a sua veio para confirmar que preciso ler esse livro!
    Os assuntos abordados parece ter agradado bastante quem já leu, espero ter oportunidade de ler em breve.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  3. Leninha!
    Gostei muito de todo plot do livro e chocada em ver uma sociedade onde a mulher é uma 'coisa', afinal não pode nada, a não ser satisfazer as vontades e necessidades dos homens.
    Bom saber que há um amadurecimento de ambas protagonistas no decorrer do livro e confesso que fiquei bem curiosa por fazer a leitura.
    Desejo um mês abençoado e uma semaninha de luz e paz!
    “Sede felizes; os amigos desaparecem quando somos infelizes.” (Eurípedes)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos