Na Escuridão da Mente - Paul Tremblay

Um dos livros mais assustadores do ano, vencedor do prêmio Bram Stoker Award. A vida dos Barrett é virada do avesso quando Marjorie, de 14 anos, começa a demonstrar sinais de esquizofrenia aguda. Depois que os médicos se mostram incapazes de deter os acessos bizarros e o declínio de sua sanidade, o lar se transforma em um circo de horrores, e a família se vê recorrendo a um padre da região. Acreditando que seja um caso de possessão demoníaca, o padre Wanderly sugere um exorcismo e entra em contato com uma produtora que está ávida para documentar tudo.
Com o pai de Marjorie desempregado e as dívidas se acumulando, a família hesitantemente aceita, sem imaginar que A Possessão se tornaria um sucesso imediato. Quinze anos depois, uma autora best-seller entrevista Merry, a irmã mais nova de Marjorie. Ao se recordar dos acontecimentos de sua infância, uma narrativa alucinante de terror psicológico é desencadeada, levantando questões sobre memória e realidade, ciência e religião... e sobre a real natureza do mal.

Livro pesado e tenso: ok
Leitora dormindo com luminária acesa: ok
Leitora olhando embaixo da cama e dentro do guarda-roupa porque nunca se sabe: ok 
Leitora certa de que o pernilongo do voo rasante tava possuído: ok
Pernilongo do voo rasante exorcizado com Raid: ok

Sabe um livro que tinha tudo pra ser foda, mas né não? 
Sei lá se meu lado chiliquento anda mais alvoroçado que o normal, mas o fato é que essa história escangalhou minhas vastas expectativas.

Só queria entender por que tanta cena inútil e repetitiva. Qual é o objetivo de se contar a mesma coisa duas vezes, porra? Emputecer o leitor? 
Emputeceu.

Não que a história seja uma completa bosta... tem um suspense bom em algumas partes e é até bem bolada, já que ainda estou na dúvida se a praga da menina estava realmente possuída ou se era só doidera de cabeça mesmo. 
Ou se tudo não se resolveria com uma coça de vara, mas descartei essa possibilidade lá nas últimas páginas, quando aquela desgraceira toda aconteceu.

Aliás, nunca mais verei do mesmo jeito uma inocente cena de jantar doméstica.
Depois daquilo, estou seriamente inclinada a acreditar que um ser humano só faz um troço assim se tiver pacto, né possível. 

Se recomendo?
Até que vai...
.
;) 
P.S.: Para quem não sabe a Tícia criou uma página lá no face, passa lá.
Link AQUI.

3 comentários:

  1. Esse gênero eu passo correndooooo, pensa numa pessoa medrosa.
    Apesar de não ler nem a pau eu sempre tenho a impressão que essas histórias de terror acabam sendo bem repetitivas mesmo, parece que o autor se perde do meio pro fim e fica tudo igual ao de sempre.
    Mas essa parece ser uma história muito boa pra quem é fã de terror, fiquei com medo só lendo a sinopse kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Hahahahahaah Raid resolve e não só no caso de algum pernilongo possuído.
    Mas sabe o que achei mais triste? A sinopse do livro citar Bram Stoker. Aliás, o livro ter recebido um prêmio com o nome deste grande ícone mundial. Será que realmente errariam assim?
    Fiquei intrigada, confesso!
    Como adoro um bom livro de terror(de filmes passo bemmmm longe),adorei o que li acima e quando você falou em jantar, tive vontade chamar Raphael Montes..rs
    Oh, quero ler sim!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Tícia!
    Até que vai foi ótimo...
    Anda mesmo bem exigente você, sabia?
    Infelizmente achavam que quem tinha esquizofrenia, tinha um pacto com o demônio, coisa totalmente errada.
    Que pena que o ritmo do livro é mais lento e ele nem é tão assustador, tornando o livro mais um suspense psicológico que terror, entretanto acredito que, pelo final insperado e por gostar muito dos livros que trazem doenças psicológicas, vale a pena conferir a leitura.
    Quanto aos trechos repetitivos, talvez sejam para realmente mostrar o lado de quem tem a doença, não é não?
    “O homem está sempre disposto a negar tudo aquilo que não compreende.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos