Mais Lindo que a Lua – Julia Quinn

Eu não entendo como alguém pode dizer que não ama ler um belo romance de época, não entra na minha cabeça como um amor que nasce apenas de um olhar não inspira os românticos, e não seduz saber que existiu uma época onde o valor de uma bela conversa e uma personalidade forte era os melhores atrativos de uma mulher. 
Certo que nem tudo eram flores, existiam os casamentos de conveniência, os lordes que traiam suas esposas, mas quando o assunto é romance de época pode acreditar, o amor regenera e liberta. 
Deu para sentir o meu amor por esse tipo de leitura?! Se não, vamos à resenha de Mais lindo que a Lua, da diva Julia Quinn.

Como a própria autora diz no inicio do livro, essa é sua primeira vez escrevendo um romance com amor à primeira vista, realmente eu nunca tinha visto um romance escrito por ela, que começasse assim, com um amor que nasce num primeiro encontro, na primeira troca de olhares. E só posso dizer que mais uma vez, Julia Quinn acertou na dose.

Temos aqui um casal que se encontra na juventude e já se apaixona perdidamente, a ponto de fazer planos e imaginar um futuro juntos, livre de qualquer preconceito, que desafiaria qualquer um, transpondo qualquer obstáculo que se opusesse à sua frente. Porém nada são flores, como eu já havia dito. 

Jovens, imaturos, apaixonados, e de maneira nenhuma preparados para os desafios da vida, muito menos aptos a lidar com o poder das diferenças sociais. Robert é um Conde, filho de um Marquês, com uma linhagem que precisa de herdeiros dignos de sua posição social, enquanto Victoria é apenas a filha do vigário da vila, indigna de ser uma Lady e totalmente inocente ao pensar que um romance entre ela e Robert seria possível.

O destino os separa de forma abrupta e os coloca frente a frente sete anos depois. A mágoa existente entre eles é profunda, mas a atração ainda existe, e será difícil resistir.  

Uma bela história de amor, mais uma vez Julia Quinn nos encanta com sua escrita primorosa e simples, e que eleva nossos corações ao máximo. Amei cada estrofe, cada parágrafo. Foi realmente lindo ver o quanto a força de um amor puro é capaz de transformar dois corações apaixonados. Victoria é a simplicidade cativante, Robert o apaixonado que não larga o osso, literalmente. Os dois juntos formam um casal apaixonante e lindo de se ver.

Na sua simplicidade Mais Lindo que a Lua deixa sua marca. Eu recomendo a leitura com ênfase e digo com conhecimento de causa, existe sim amor à primeira vista, não só nos romances de época, mas com certeza nos dias de hoje, sem a mesma pureza. 
Leia e se apaixone!

Mais Lindo Que a Lua, primeiro livro primeiro livro da série Irmãs Lyndon, é uma história irresistível sobre sobre reencontro e desafios, romantismo e perseverança.
Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.
Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças?
Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum – ser sua amante –, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?

2 comentários:

  1. Sou apaixonada por um bom romance de época, ainda mais se tratando de algo da diva Julia! Ela é maravilhosa em desenhar seus enredos.
    Se minha pouca memória não falhar, este foi um dos primeiros livros escritos por ela, mas somente lançado há pouco tempo(aliás, saiu o segundo livro estes dias, Mais Lindo que o Sol) e claro que os leitores já começaram a tecer elogios.
    Eu não vejo a hora de poder conferir os dois livros e ver como as letras da autora mudaram com o tempo(este foi um dos motivos de tantas críticas a este trabalho)
    A capa deste livro é maravilhosa.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Leninha!
    Sendo Julia Quin, só esperamos um enredo bem construído e personagens altivaz e de personalidade forte, acredito que Victoria seja assim…
    Não gostei muito do lance da vingança de Robert, mas conhecendo a autora, imagino que nada de vingança se concretizará e claro que quero ler.
    Maravilhosa semana!
    “O meu objetivo é colocar no papel aquilo que vejo e aquilo que sinto da mais simples e melhor maneira.. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos