Confesse – Colleen Hoover, por Ronaldo

Há autores que a gente ama – e compra – mais pelo nome do que pela obra. Eu poderia citar inúmeros, desde Nora Roberts, passando por Nicholas Sparks e indo até King. São escritores que vendem pela confiança que construíram junto a um determinado público e que, independente do que lançar, será recebido de braços abertos por essa audiência.

Tenho essa relação com muitos autores, mas citarei aqui a Colleen Hoover – porque resenharei um livro dela. Não é um texto sobre ela, mas sobre um dos seus últimos lançamentos aqui no Brasil: Confesse. O título sugestivo, a capa enigmática, a sinopse com gostinho de enredo que me cativa. Dito e certo: fui lá, comprei e li de uma vez só, devorando cada parágrafo com a voracidade com que consumo as histórias da autora.

Em Confesse teremos a história de Auburn e Owen. Dois personagens dos mais diferentes e dos mais tendenciosos a estabelecer uma relação avassaladora, repentina e cruel demais para ser um conto de fadas. Hoover, em Confesse, apesar de não nos oferecer uma história original – o leitor, já acostumado com suas obras, encontrará resquícios claros de livros anteriores da autora –cativa pela sensibilidade e agilidade da escrita.

Ela é uma garota que perdeu tudo e tenta reconstruir a vida em uma cidade nova; tem um segredo. Ele é um artista peculiar, talentoso e perturbado que pinta sua obra baseada em confissões anônimas de pessoas aleatórias; tem outro segredo. O desenlace a partir daí é certeiro: em algum momento eles se encontrarão, terão uma conexão repentina, mas não inverossímil, e se apaixonarão perdidamente um pelo outro.

Parece instantâneo, superficial e quase inacreditável, né? Não quando se trata de Collen Hoover. O encontro inesperado é apenas o ponto de partida para o desenvolvimento de uma história bonita, emocionante e que faz o leitor virar a página seguinte sem ao menos perceber. O livro é inovador em suas peculiaridades – como as confissões absolutamente inesperadas e desconcertantes - mesmo que caia em algumas repetições de fórmula (o casal que tem tudo para dar errado, mas acabando encontrando um jeito).

Sem contar que o livro trata de assuntos absolutamente importantes como a violência e o assédio contra a mulher, o alcoolismo e a culpa. Talvez o ápice do livro não esteja nos segredos que Auburn esconde de Owen e menos ainda no que ele esconde dela. Confesso que o que mais me tocou foi perceber como as feridas de um eram como antídotos para as feridas do outro.

Costumo dizer que ler Hoover, particularmente, é como abrir uma caixa de surpresas que a gente já sabe o que esperar – embora cada revelação se mostre surpreendente. É como comer um bolo cuja fórmula parece a mesma, mas o modo de preparo e o sabor são diferentes. Amo devorar tudo que sai das mãos dela.

Um romance sobre arriscar tudo pelo amor — e sobre encontrar seu coração entre a verdade e a mentira. Da autora das séries Slammed e Hopeless.
Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

2 comentários:

  1. Oi Ronaldo!
    Concordo exatamente com suas palavras, há livros que compramos por conta do autor, eu mesma faço isso!
    No caso da Collen eu só tive a oportunidade de ler "O lado feio do amor" e senti uma certa semelhança da história com a resenha de "Confesse", ela consegue trabalhar de forma elegante e dramática os traumas dos personagens não é?!
    Eu já sabia que o livro falava um pouco de violência contra a mulher, e tenho que dizer que isso é o que mais me faz sentir vontade de ler a história, acho um tema mto importante e deve mesmo ser tratado em histórias ...
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ronaldo!
    Quantas confissões…kkkk Adorei!
    Sou como você, gosto de romances com drama, dão mais emoção.
    Quanto ao livro, acredito que seja o mais desejado pelos fãs da autora, porque vamos e convenhamos, ela sabe escrever um bom livro.
    Sabe que não entendo? Por que ficar escondendo segredos? Não é melhor falar logo tudo e pronto, evita muitos problemas.
    Tomara mesmo que se torne uma série.
    Adorei a resenha!
    Um final de semana carregado de luz e paz!
    “A arte de ser sábio é a arte de saber o que ignorar.” (William James)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos