Um Verão para Recomeçar - Morgan Matson

Taylor Edwards nunca se sentiu importante, muito menos alguém que se destaca.
Além disso, ela tem a estranha mania de fugir quando as coisas ficam meio complicadas. No dia do seu aniversário, Taylor recebe uma terrível notícia: o pai dela está muito doente. Ela até tenta fugir novamente, mas agora sua família precisa de toda ajuda e união possível.
Então eles tomam a seguinte decisão: passar o verão juntos na casa do lago.
Taylor não vai à casa do lago, onde ela e a família passavam o verão, desde que tinha doze anos, e ela definitivamente nunca planejou voltar. No lago Phoenix, ela reencontra sua ex- melhor amiga, Lucy, e Henry Crosby, sua primeira paixão.
De repente, Taylor se vê cercada por lembranças que preferia ter deixado no passado. Apesar do medo e de querer fugir mais do que tudo, a única coisa que resta a ela é ficar com seu pai e enfrentar os dias da melhor maneira possível.
Nesse verão em família, vivendo momentos tristes e felizes ao mesmo tempo, Taylor percebe que ela tem uma segunda chance de refazer laços familiares e até, quem sabe, poder viver um grande amor.
Um verão para recomeçar é um notável romance sobre esperança, amor e superação.

Matson, Morgan. Um Verão para Recomeçar. Tradução: Maria Angela Amorim de Paschoal. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2017. 352p. Título original: Second chance summer.

Tem alguns dias que estou lendo em doses medicinais — pelo simples prazer de prolongar a leitura — o livro Um Verão para Recomeçar, da autora Morgan Matson, e venho agora compartilhar com vocês, amigos e seguidores do blog, todas as emoções e os sentimentos que tive durante a leitura desse que acaba de se tornar uma das minhas melhores leituras do ano.

Foram tantas sensações que senti que fica difícil me expressar por escrito, só quero frisar que chorei horrores nas últimas 60 páginas, um choro doído, dilacerante, mas reconfortante, que apesar de ter me dado uma dor de cabeça daquelas, me deu também um alivio imenso.
Como é gratificante uma leitura que nos acrescenta, que nos faz refletir, que nos enternece, foi isso que a história de Taylor fez comigo e com certeza fará com todos os que lerem o livro. Mas vamos falar um pouco do enredo da trama.

Taylor é uma garota de 17 anos que não é muito de encarar seus problemas, fugir, sair andando sem destino sempre foi a maneira que encontrou de tentar escapar, mesmo que sempre fosse encontrada e trazida de volta à realidade. Porém dessa vez, e na situação que se encontra, fugir não é uma saída. Depois de cinco verões ela volta ao Lago Phoenix onde além de lembranças ela deixou uma ex-amiga e um amor que poderia ter sido para a vida toda. Muita coisa ficou para trás sem ser resolvida naquele lugar e Taylor ainda está passando por um momento que ninguém deseja passar: seu pai está doente e esse será seu último verão em família. 

Ao inciar a leitura nos deparamos com uma garota imatura que não é muito de se impor na vida, mas ao longo da narrativa é palpável seu crescimento. Taylor se permite desfrutar cada momento com sua família, principalmente com seu pai o qual ama intensamente, mas que não se lembra da última vez que disse isso em voz alta. Nesse interím ela reencontra Lucy com muita mágoa guardada, e claro, Henry — seu amor de infãncia que ela nunca esqueceu —, cheio de ressentimentos.

Porém a história é muito mais do que reencontros e perdões, temos aqui uma história tão linda em sua simplicidade que envolve o leitor de tal maneira que não fica possível se desprender dela, eu particularmente leria esse livro por meses à fio, talvez por isso eu o tenha lido tão devagar, para saborear cada momento, assim como Taylor curtiu seu pai dia após dia, e também seus irmãos, sua mãe, seus amigos e aquele verão que marcaria sua vida para sempre.

Não tem como passar pela leitura desse livro sem pensar na nossa vida, em nossas falhas e pequenos deslizes, em nossas culpas e nas mágoas que deixamos nas pessoas que amamos apenas pela falta de uma conversa sincera e direta. Muita coisa pode ser apreciada se não deixarmos que coisas pequenas se interponham em nossos caminhos. Por mais difícil que seja nunca é tarde para pedir perdão, para dizer eu te amo, para sentir saudade. Essa é uma das muitas lições que perceberemos nas entrelinhas desse belo romance, escrito de forma leve, fluida e que encanta. 

Existem histórias que lemos e passam, algumas que deixam saudade e outras que marcam a alma da gente e Um Verão para Recomeçar é um desses exemplos. Morgan Matson acaba de entrar no rol das minhas autoras preferidas, e claro, sua história entra também na lista dos melhores do ano. Recomendo a leitura!

9 comentários:

  1. Deu uma vontade imensa de ler e um medo absurdo também, pois esses livros de chorar de doer a cabeça semprem me assustam, me trazem fantasma que me esforço para ignorar. Mas o fato de eu ter me identificado muito com Taylor, me deixou querendo ver como ela enfrentou essa situação.

    Não sei se lerei, mas coloquei lá na lista de desejados. Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que você decida ler, não conheço seus fantasmas, mas às vezes é bom exorcizá-los. Beijos Linda!

      Excluir
  2. Leninha!
    Um livro adolescente que envolve ter de enfrentar tantos sentimentos pesados e diversos, deve ser enriquecedor, apesar da grande carga emocional que ele traz e também emoções e sentimentos de perda e amizade.
    Concordo! Nunca é tarde para pedirmos perdão e ver que o livro possibilita que reavaliemos algumas posturas em nossa própria vida, deve ser enriquecedor.
    Deve ser um livro lindo!
    Desejo uma semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é altamente enriquecedor, eu amei, chorei, me emocionei e recomendo.
      Bjs

      Excluir
  3. Ai senhoooor, então quer dizer que este livro faz a gente chorar?! Se você diz, eu acredito. Minha última leitura dilacerante foi Sorrisos Quebrados, também indicado por ti e agora você me vem com esta indicação, lógico que vou querer conferir, confio muito na sua opinião!!! OBS: A capa é linda!

    Bjks, Van.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chorar é pouco, desidratei!
      Se você amou sorrisos Quebrados, vai adorar esse aqui.
      Pode confiar, vc vai amar.
      Bjs

      Excluir
  4. Que livro lindo! Já tinha lido uma resenha desse livro e a outra menina falou a mesma coisa: tinha desidratado de tanto chorar! Eu já quero ler por essa causa, já faz tempo que não leio um livro de romance adolescente arrebatador assim!
    Gostei demais da sua resenha e espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  5. Como sempre uma ótima resenha, Leninha. Já vi que esse vai me fazer chorar.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos