Meus dias com você - Clare Swatman

Quando o marido de Zoe morre, o mundo dela desaba. Mas e se fosse possível tê-lo de volta?
Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível, algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindo de forma brusca quando ele sai para o trabalho.
Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor.

Fico impressionada como uma história que poderia parecer mais do mesmo pode inovar tanto em seu contexto que deixa o leitor completamente embasbacado com o desenrolar da trama, e nos faz chegar ao seu final com os olhos rasos d'água, o coração enternecido e uma vontade enorme de compartilhar a leitura.

Essa com certeza seria uma história que se virasse filme eu seria a primeira a comprar os ingressos para assistir na pré-estreia. Clare Swatman nos brinda aqui com seu primeiro livro, uma estreia que não deixa nada a desejar, muito pelo contrário, nem acredito que a autora já não seja renomada, porque ela tem talento, muito talento para escrever dramas.

Temos aqui a história de Zoe e Ed, e ela já começa com um final trágico, a morte de Ed, o que deixa Zoe completamente sem chão, não só pela falta que ele fará na sua vida, mas também por todas as coisas que aconteceram antes desse desfecho. 
Os dois se conheceram na faculdade, viveram uma relação de amor quase que platônico, até que decidiram dar asas aos sentimentos, se permitiram amar, se casaram e viveram felizes, até que a vida deixou de ser um mar de rosas, e como acontece com quase todos os casais, viveram uma longa crise proveniente de um desejo não realizado. 

A morte de Ed desencadeou em Zoe uma quantidade enorme de arrependimentos e culpas, questões que ela queria ter resolvido antes do desfecho trágico que mudou a sua vida. Dias depois da morte de Ed, Zoe ainda vive a dor da perda intensamente, e ao se permitir adentrar no jardim de sua casa, o cantinho preferido de Ed, ela cai batendo a cabeça e quando acorda não está mais em sua casa, e sim 20 anos atrás, exatamente no dia que conheceu Ed na faculdade. Seria essa a sua chance de resolver seus problemas? Seria apenas um sonho bom? Acontece que a cada vez que dorme, Zoe acorda num dia diferente, sempre um dia que marcou sua vida com Ed, e aumenta suas esperanças que ela pode mudar seu destino e talvez evitar que Ed se vá para sempre.

Quantas vezes nós não desejamos ter agido de forma diferente em um momento da nossa vida, ter dito algo que poderia ter mudado tudo, não ter dito algo que deixou mágoas profundas, ter abraçado, dito adeus, não ter deixado ir. São tantas coisas que deixamos para trás, que poderia ter mudado toda a nossa vida, ou não. Essa é a chance que Zoe recebe, de fazer diferente, de beijar na hora que virou as costas, abraçar na hora que gritou de raiva, ouvir no momento que só quis falar. 

Mas será que fazer coisas que deixou de fazer poderá mudar o destino que a aguarda?! Essa é a grande questão dessa história. E eu convido você, que está lendo essa resenha, a ler esse livro, a se deixar envolver e se emocionar com uma segunda chance, dada a Zoe, mas que fará você também refletir.

Com certeza essa é uma história que irá mexer com o leitor, a cada novo dia em que Zoe acorda cresce na gente a vontade de também fazer alguma coisa por ela, e por nós mesmos. Eu tive vontade de abraçar, de beijar, de pedir desculpas e fiz tudo isso. Talvez eu tenha deixado apenas o meu dia mais feliz, mas quem sabe eu também possa ter mudado meu destino, mas isso só o futuro me dirá.

Leia e reflita no que você pode mudar hoje, nas suas atitudes, nos seus atos, que pode fazer o seu dia melhor. Quem sabe lendo uma história que fala de segundas chances você consiga se dar a chance de ver o mundo com outros olhos. Pense nisso!

8 comentários:

  1. Leninha!
    Imagino por tudo que Zoe passou com a perda do marido e que tente de alguma forma tentar mudar o passado, mas é bem improvável que aconteça.
    Acho importante livros que trazem uma forma de nos mostrar que devemos sempre expressar nossos sentimentos a qualquer oportunidade, porque ninguém sabe o que está por vir...
    Reflexão é sempre boa de ser feita em nossas vidas.
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou da opinião que tudo é possível quando se acredita e claro, na cabeça do autor, rssrs
      Acho que essa história irá te surpreender Rudy, leia e depois me conte.
      Bjs

      Excluir
  2. Li um livro recentemente com essa mesma premissa, contudo o que é mais interessante nessas histórias é a capacidade de nos fazer repensar nossas atitudes, como diz a música do Legião: " É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã". Cada dia é uma oportunidade para segundas chances. A história de Zoe promete, vou adicionar na minha lista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história mexeu muito comigo Ester, realmente me fez repensar alguns valores e atitudes que fazem parte do meu dia a dia. Cada dia temos uma nova chance, basta saber aproveitar.
      Bjs e volte sempre.

      Excluir
  3. Estou lendo várias resenhas sobre esse livro e cada vez mais quero ler!
    Além da capa ser linda a sinopse é super fofa!
    Claro que todos nós queremos voltar no passado e mudar algo, e é disso que fala o livro, sobre segundas chances!
    Adorei! Quero ler muito em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo que vc tem lido por aí de bom sobre esse livro é a mais pura verdade, eu amei e recomendo.
      Leia Herica e depois volte para me contar o que vc achou.
      Bjs

      Excluir
  4. Lena,
    Eu confesso que não tinha intenção de ler o livro. Tenho a impressão que seja muito triste, mas por outro lado lendo a sua resenha fiquei muuuitooo curiosa. Sabe quando ao final de uma leitura de uma resenha e nos sentimos completamente encantada? Pois então com certeza comprarei esse livro logo logo… Adorei! ♥

    Beijos,Lu

    Blog: Apaixonada por Romances “A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim.” 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro não é tão triste quanto parece Lu, vale a pena a chance.
      Que bom que você gostou da resenha, cada palavra saiu da alma, tanto que a escrevi numa sentada, rsrsr
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos