Sissi - A Imperatriz Solitária - Allison Pataki

A “Rainha Encantada”, a mulher mais linda do mundo: a figura da Imperatriz Elisabeth da Áustria-Hungria, carinhosamente chamada de Sissi, sempre desperta fascínio e comoção por onde passa, mas sob tanto deslumbramento vive uma mulher muito mais complexa, que se sente sufocada pelo casamento turbulento e pelos rigorosos protocolos que ditam a vida na corte.
Casada com o Imperador Franz Joseph, amada e odiada por seu povo, Elisabeth é uma das mulheres mais poderosas e influentes do mundo na Viena de meados do século XIX, onde os luxuosos salões do Palácio de Hofburg fervilham não só com valsas imperiais, champanhe e assuntos de Estado, mas também com tentações, rixas e desavenças acirradas.
Espírito livre e sensível, Sissi só encontra paz quando vai para longe das intrigas palacianas e, assim, nasce uma chama que a consumirá por toda a vida: a paixão pelas viagens, que a leva para lugares remotos, onde pode cavalgar livremente e interagir com plebeus.
Mas a vida de um monarca não pertence a ele mesmo, e sempre que o dever se impõe à liberdade de escolha, Sissi é obrigada a voltar à reclusão de seu círculo social, rodeada de fofocas, inveja e tristeza. Grande parte da excelente imagem mundial da Áustria-Hungria depende do carisma de Sissi, e ela precisa fazer a sua parte para salvar o Império. Mas, no final, ela poderá salvar-se?

Quando solicitei esse livro para leitura eu nunca imaginei que seria transportada para uma época tão bem descrita e tão primorosamente detalhada por sua autora, Allison Pataki. O livro já encanta pela sua capa lindamente ilustrada, e o mote é incrivelmente atraente. Porém ao adentrar na trama percebe-se que não temos aqui um romance simples, pois a leitura nada mais é do que a real história da Imperatriz Elizabeth, com sua beleza estonteante, sua falta de amor aos filhos, sua fuga da realidade e sua vida conturbada.

Somos apresentados logo no inicio da leitura a uma mulher adorável que se casou ainda jovem, aos 16 anos, e que ao longo da narrativa nos mostra sua verdadeira face de mulher egoísta, imatura, e que por não se afeiçoar à corte cheia de preconceitos e regras, se sente no direito de se afastar de tudo, focando apenas em si mesma, sua filha amada Valerie, suas viagens e seus cavalos.

Achei a leitura bem difícil, detalhada demais, tudo é bem explicadinho, desde os penteados da imperatriz até seus longos passeios, mas fica de lado o romance que é quase inexistente na trama. Vemos uma mulher linda, tida como uma das mais belas do mundo, mas que usava uma máscara, porque em seu íntimo ela nada mais era que uma menina fria, egoísta, que fugia de todas as suas responsabilidades, que apenas vivia em função de suas vontades e que merece com louvor o título de Imperatriz Solitária.

Apesar da leitura rebuscada e difícil de empolgar, aprendi muito sobre a história e sobre essa mulher tão invejada e admirada. Recomendo a leitura para quem busca mais que um simples romance histórico, e que também esteja disposto a ser completamente absorvido pela trama, caso contrário a tarefa de leitura talvez seja difícil de completar. Eu gostei, mas não amei.

10 comentários:

  1. Resumindo, O livro é chato pra caramba.
    Hehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Janise, não chega a ser chato, só é detalhado em excesso. rsrsrsrs

      Excluir
  2. Leninha!
    Lembro que na minha pré-adolescência teve uma série de filmes: Sissi-A Princesinha e adorava, mas pelo visto o livro nada tem haver, porque a protagonista do filme além de linda, era doce e conquistava a todos.
    Gosto dos detalhes e acredito que isso não seja um grande empecilho na leitura, porém ver que ela tem um caráter egoísta, me deixou na dúvida...
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc iria gostar da leitura Rudy, acho que a personalidade da personagem é o de menos no quesito interesse no livro. Leia!

      Excluir
  3. Oi!
    Confesso que sempre tive uma "leve" obsessão pela Sissi. A história dela sempre me encantou. Adoro a trilogia de filmes.
    O livro me chamou bastante atenção, mas isso de ser meio moroso e detalhista demais não me agrada. Pretendo ler, claro, só não sei quando. Mas a capa é linda, né?

    Bjs
    Thais❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc tem essa "leve" obsessão por Sissi, não se atenha aos detalhes, corre e leia, vc vai amar.
      Bjs Thais, bom te ver por aqui.

      Excluir
  4. Leninha, quando eu tinha uns treze anos li a biografia de Sissi, nada muito detalhado já que fazia parte de três livros e neles haviam várias biografias, o livro era "Mulheres Imortais" e tinha três volumes.
    Bju

    ResponderExcluir
  5. Leninha, sou aquele tipo de leitora que corre de livros com detalhes em excesso, para mim enquanto a autora poderia dar uma incrementação a mais no livro ela enche de detalhes, coisas que não dá acréscimo ao livro. Infelizmente se eu lesse esse livro com certeza não gostaria dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São realmente detalhes demais para um assunto fraco, mas dá para gostar da leitura se o leitor não se importar com isso.
      Não desista, leia um dia, quem sabe vc goste né?!
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos