A Última Camélia - Sarah Jio

Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, o último espécime de uma camélia rara, a Middlebury Pink, esconde mentiras e segredos em uma afastada propriedade rural inglesa.
Flora, uma jovem americana, é contratada por um misterioso homem para se infiltrar na Mansão Livingston e conseguir a flor cobiçada. Sua busca é iluminada por um amor e ameaçada pela descoberta de uma série de crimes.
Mais de meio século depois, a paisagista Addison passa a morar na mansão, agora de propriedade da família do marido dela. A paixão por mistérios é alimentada por um jardim de encantadoras camélias e um velho livro.
No entanto, as páginas desse livro insinuam atos obscuros, engenhosamente escondidos. Se o perigo com o qual uma vez Flora fora confrontada continua vivo, será que Addison vai compartilhar do mesmo destino?

Jio, Sarah. A Última Camélia. Tradução: Ana Paula Mello. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2017. 304p. Título original: The Last Camellia.

Não é a toa que Sarah Jio faz parte do rol dos meus autores preferidos, a mulher sabe realmente o que faz, e mais uma vez nos brinda com uma história que transita entre passado e presente, de uma maneira que só mesmo ela sabe escrever.

Já faz um bom tempo que a Editora Novo Conceito lançou esse livro em E-book, mas só agora a publicação saiu em formato de livro físico, e assim que chegou em minhas mãos corri para ler, e claro, foi amor/paixão à primeira página.

Como já disse acima, a autora tem o dom da escrita, e nos traz um mistério envolvendo uma flor rara, uma mansão cheia de segredos, um suspense de tirar o fôlego e como não podia deixar de ser, um romance ou romances, lindamente orquestrados que acontecem em épocas distantes, mas que se entrelaçam durante a narrativa.

São poucos os autores que conseguem transitar entre passado e presente como Sarah Jio. Em todos os capítulos, narrados por um personagens distinto, se percebe o laço que une os fatos, e mesmo seguindo com a história, ela de nenhuma maneira se torna confusa ou difícil de entender.

Logo a principio se nota que a autora não tem pretensões gigantescas quando inicia seu livro, mas a narrativa vai crescendo de tal maneira ao longo da leitura que fica impossível largar por um minuto que seja o livro.

Um romance que acontece às portas da Segunda Guerra Mundial, Flora é uma jovem com uma missão e um destino: Encontrar uma flor rara e resistir à paixão por uma família que precisa muito dela. Em outra época da história conhecemos Addison e seu terrível segredo, que pode colocar em risco seu futuro e a de seu marido. Dois destinos ligados por um fio condutor tênue, mas que tem uma força incrível de mudar destinos e revelar grandes segredos.

Essa é uma história que com certeza vai fazer o leitor ler em uma velocidade incrível para tentar logo descobrir o que liga essas duas mulheres, e o que se esconde entre as paredes de uma mansão e seus jardins de camélias.

A Última Camélia é mais que um romance intrigante, ele instiga o leitor a desvendar junto aos protagonistas um mistério envolvente e inusitado. Parece um daqueles filmes antigos que você se arrepia a cada cena e se surpreende com um final de tirar o fôlego. O livro é de uma sensibilidade sem par e vai tocar o coração de quem ler. Com certeza entra para o rol dos melhores livros lidos esse ano.
Super recomendo a leitura.

6 comentários:

  1. Lá vai eu gastar de novo... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ai amiga você me instiga com suas resenhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gosta. Tenho certeza que até hoje vc não errou com nenhuma dica minha, não é verdade?!
      Vc vai gostar, certeza absoluta.
      Bjs

      Excluir
  2. Leninha!
    A Sarah Jio é uma das minhas autoras favoritas, justamente porque traz duas histórias em um único livro e no final, consegue dar sentido a tudo e ainda romances deliciosos.
    Aqui o mistério da tal flor rara e o passado de Addison tornam o livro ainda mais interessante e não posso deixar de fazer a leitura.
    “Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.” (Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desse jeito que você falou Rudy, só a Sarah Jio consegue fazer isso mesmo.
      Leia, vc vai amar.
      Bjs

      Excluir
  3. Leninha, não gosto muito de livros com o fundo a Segunda Guerra Mundial, eles não me prendem de uma maneira legal, eu só fico enrolando, enrolando, até pegar o gosto pela leitura, porém, esse parece ser mais interessante, já que tem duas mulheres completamente diferentes mas ao mesmo tempo ligadas, fiquei bem encantada nessa parte da resenha.
    Leninha, suas resenhas me fazem querer comprar todos os livros, e esse livro não será diferente kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ler sem medo Nicoli, a guerra aqui é apenas para localizar o leitor no tempo da história, vc não verá nenhuma cena de guerra, rsrsr.
      Você vai gostar muito dessa história e obrigada pela parte que me toca, saber que vc decidiu comprar o livro por causa da minha resenha me deixa muito feliz. Vc não vai se arrepender da compra.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos