Quase um Romance - Megan Maxwell

Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?

Preciso iniciar essa leitura dizendo que nunca conheci uma autora tão multifacetada como Megan Maxwell. A mulher escreve em todos os gêneros e para todos os gostos. Se ela escreve um livro erótico, consegue conquistar uma legião de fãs; quando escreve um drama, faz a gente chorar; se é um romance histórico, faz uma pesquisa tão detalhada que não tem como duvidar que ela viveu naquela época; e aqui, quando escreve de forma leve, simples e despretensiosa, consegue deixar o leitor encantado.

Pelo menos, eu me encantei com o livro.

Não espere encontrar na leitura um drama pungente, um romance caliente, uma profundidade latente, em Quase um Romance temos um casal que se conhece e se apaixona de forma simples que não é preciso se aprofundar tanto na trama, basta apenas deixar fluir.

Paul é um piloto de MotoGP que se encanta com uma moça simples, um pai amoroso que faz de tudo pelo bem de sua filha, um homem que me deixou aos suspiros pela sua dedicação com a família, seu carisma e sua pegada.

Rebeca já passou por poucas e boas na vida e não se sente preparada para um relacionamento, mas ao se deparar com aquele homem lindo, simpático e, acima de tudo, um ótimo pai ela se permitiu sonhar com uma amizade plena, sem nenhum outro envolvimento mais profundo.

Mas o destino une esses dois e o que parecia ser apenas uma amizade se transforma em algo inexplicável.

A história tem um emaranhado de fatos e situações que pode deixar o leitor um pouco confuso, até porque a autora complica e descomplica tão rapidamente as coisas que parece que está com pressa de terminar o livro. Tudo é escrito de uma maneira bem rasa, sem muitas explicações o que pode tornar, para alguns, uma leitura superficial. Não sei se Megan teve que cortar páginas da história ou se ela quis escrever dessa maneira propositalmente, mas eu achei que mesmo de forma rasa a história cumpriu seu papel, que é entreter sem pretensão de ser um best-seller. Acredito que se a autora tivesse se empenhado mesmo em escrever algo mais profundo o livro ganharia no mínimo mais umas 150 páginas, e eu leria com o maior prazer.

Quase um Romance parece aqueles filmes que passam na Sessão da Tarde e que encantam pela sua simplicidade, seu humor e suas nuances. E o que falar de seus personagens inesquecíveis?! A fofura da pequena Pizza, a cachorrinha de Rebeca, dá um toque todo especial à trama, sem falar na lindinha da Lorena, filha de Paul, que encanta por sua inocência. E temos tantos outros personagens que têm seus papéis fundamentais na trama, sem eles talvez não tivéssemos tanta ação e emoção.

Queria ler mais livros simples assim que são escritos, claras e exclusivamente, com o intuito de desanuviar a cabeça do leitor. Apesar de algumas pontas soltas na trama — acredito que alguns cortes foram feitos na história —, eu gostei muito de tudo e consegui me apaixonar pela leitura.

#FicaaDica: Entre nas páginas do livro sem pretensões de estar lendo um best-seller de Megan Maxwell, e sim mais um romance da autora mais eclética que já conheci.

6 comentários:

  1. Oi, Lena! Eu sou apaixonada pela Megan e ela se tornou uma das minhas autoras preferidas sabe? Eu estou louca para ler esta obra!
    Beijo, Leitora Encantada
    Participe do sorteio do blog e concorra a três livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não li da Megan os eróticos, mas quem sabe um dia né?!
      Acredito que vc irá gostar desse romance. Depois me conta.
      Bjs

      Excluir
  2. Leninha!
    Tão um um romance leve e com humor para desanuviar a cabeça e nem precisarmos pensar muito em tramas mirabolantes e complicadas, não é mesmo?
    E quando tem cachorro e criança, fica ainda mais uma leitura divertida.
    Estou com você, tudo que a autora escreve, seja lá em que estilo for, é sempre prazer na leitura.
    Desejo uma semana de alegria!
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro histórias leves e que são gostosas de ler, sem dramas sem traumas, rsrsrs
      Megan é diva.
      Bjs

      Excluir
  3. Oi, Leninha, nunca li nada da Megan e esse é o único que tenho vontade de ler. Eu já imaginava que o livro teria essa leveza e cara de sessão da tarde e justamente por isso que quero, tô achando que vai ser uma delicia de leitura.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai se amarrar na história Leila. Mas eu recomendo outros livros da autora tbm. Se arrisque.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos