No Seu Olhar - Nicholas Sparks

Filha de imigrantes mexicanos, Maria Sanchez é uma advogada inteligente, bonita e bem-sucedida que aprendeu cedo o valor do trabalho duro e de uma rotina regrada. Porém um trauma a faz questionar tudo em que acreditava e voltar para sua cidade natal, a pequena Wilmington. A cidade também é o lugar que Colin Hancock escolheu para se dar uma segunda chance. Apesar de jovem, ele sofreu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas. Também cometeu sua parcela de erro e magoou mais gente do que gostaria. Agora está determinado a mudar de vida, tornar-se professor e dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve.
Colin e Maria não foram feitos um para o outro, mas um encontro casual durante uma tempestade mudará o rumo de suas histórias. Ao confrontar as diferenças entre os dois, eles questionarão as próprias convicções. E ao enxergar além das aparências, redescobrirão a capacidade de amar.
Porém, nessa frágil busca por um recomeço, o relacionamento deles é ameaçado por uma série de incidentes suspeitos que reaviva antigos sofrimentos. E quando um perigo real começa a se impor, Colin e Maria precisam lutar para que o amor sobreviva.

Esse é o primeiro livro do autor Nicholas Sparks pelo qual não me sinto completamente apaixonada. Como sempre a expectativa tirou um pouco o brilho da leitura, já que é difícil eu não ficar com o coração na mão antes de iniciar a leitura dos livros do autor.

Quem me conhece sabe da minha paixão pelo tio Nick, e sabe também que para mim ele tem o toque de Midas, tudo que ele escreve eu gosto. Confesso que meu caso de amor com No Seu Olhar não aconteceu como eu esperava. Não sei se foi só comigo, mas senti uma diferença no modo do autor escrever, sei lá, acho que ele quis inovar e acabou tirando demais o foco do romance, que a meu ver é o que ele escreve de melhor, e se ateve ao suspense, quase a um caso policial, o que me causou estranheza.

A história não é ruim, longe disso, mas não é o tio Nick em seu esplendor. Para começo de conversa, a primeira e longa parte, até mais ou menos metade do livro, é um reconhecimento. O autor meio que faz uma apresentação de seus protagonistas e os desnuda diante do leitor. Talvez isso tenha sido o que me desagradou, a história só esquenta depois da metade do livro.

Maria é uma mulher forte e, ao mesmo tempo, tão frágil que me deixou incomodada em diversos momentos. Certo que ela traz um drama emocional do passado, mas as mulheres do tio Nick são capazes de superar traumas e dramas de uma forma que Maria não fez.

Já Colin, apesar de ser um personagem tão incomum não me convenceu com sua posição de filho revoltado que muda drasticamente, contendo seu lado animalesco porque almeja ser professor e mudar de vida. Certo que o bullying que sofreu nas escolas militares por onde passou não é para qualquer um superar, mas não vi motivos para tanta revolta. Espero que entendam que essa é minha opinião.

Já conheci tantos personagens do Nicholas Sparks que me deixaram extasiada que saber que Colin e Maria são os preferidos do autor me faz questionar se teremos outros livros no mesmo estilo, e personagens com as mesmas características. Será que irei me acostumar com isso?!

O que gostei/amei no livro? Os personagens secundários. Sim, conhecer uma família tão unida e alegre como a de Maria foi um dos pontos fortes da narrativa, sem tirar o mérito de Lily e Evan, os amigos/irmãos de Colin. Com amigos assim você pode até se dar ao luxo de ser meio desequilibrado, rsrsrs.

Outro ponto forte é o mistério envolvendo a parte do suspense policial. Matei de cara quem era o bandidão da trama, mas achei que o autor levou muito bem o mistério até o final, acredito que muitos irão se surpreender.

Talvez eu não estivesse em um momento ideal para ter lido esse livro, penso seriamente em lê-lo em outra ocasião para quem sabe apreciar melhor e mudar de opinião sobre algumas coisas. Mas confesso que esse não foi, nem de longe, o melhor livro que li do autor. Infelizmente eu esperava muito mais e tive apenas uma boa história.

10 comentários:

  1. Leninha, não li o livro, mas é bom ver o autor testando novos caminhos. Deve ter sido uma tomada de decisão bem ponderada por ele. Por outro lado, creio que será o caso de ver a recepção dos leitores, afinal, ele resolveu mudar justamente a fórmula que o consagrou. Em benefício da criatividade, acho que ele fez bem. Mas, prefiro deixar essa resposta para o tempo. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senti falta do romance, do dramão característico do autor, mas longe de mim ter desgostado da história, eu gostei muito. Só senti mesmo a mudança na forma da escrita do autor, da mudança do estilo. Ai fica a pergunta: será que a separação da esposa tem a ver com isso? Só o tempo, e outros livros dirão.
      Bom te ver aqui Vivi!

      Excluir
  2. Oi, Leninha!
    Assim como você também sou fã dos livros do Nicholas, até hoje suas histórias nunca me decepcionaram, e quando vejo um novo livro dele fico ansiosa para ler logo, mas confesso que o mesmo não aconteceu com No seu olhar, quando li a sinopse dele pela primeira vez não fiquei interessada em conhecer a história de Maria e Colin, e depois de ler sua resenha fico contente por não insistir em ler esse livro por vários motivos, entre eles estão: não curto livros onde o romance fica em segundo plano na história, e esperar que a história finalmente esquente só na segunda metade do livro é sem dúvida bastante decepcionante, sem falar que não simpatizei pelas personalidades do casal protagonista...
    Essa nova forma do Nicholas de conduzir a história - tirando o foco do romance para o suspense - é sem dúvida muito diferente do que os fã dele estão acostumados, talvez outro tipo diferente de leitores apreciem mais essa nova formula, eu particulamente tenho a certeza de que não irei curtir a história de No seu olhar por isso vou passar longe dele...
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que minha resenha não tenha te influenciado tanto assim Any, você precisa dar uma chance ao Colin e à Maria. Quem sabe você se apaixona por mais esse casal, dito favorito pelo autor?!
      Beijocas!

      Excluir
  3. A história parece ser fascinante!! A vida de Colin sempre foi muito complicada, e pelo que li a segunda chance que a vida lhe deu valeu a pena!! Maria é uma daquelas personagens cativantes e que merecem ser felizes!! Acho que eles formaram um belo casal!! Ansiosa para ler!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Leninha,
    Sou uma grande fã do Nicholas Sparks ♥, já li todos os livros publicados, exceto esse. Adoro seus romances, são tão envolventes e profundos, com histórias tão bem escritas que quase sempre acabo com lágrimas ao terminar um livro, ou porque amei mais um final feliz ou devido a um final trágico (muita maldade do autor) que acaba com o meu emocional hahaha.
    Acabei de comprar esse livro, agora é só esperar chegar, e confesso que não sei o que esperar desse livro, pois amo romance e ao mesmo tempo gosto muito de suspense policial, então minhas expectativas com No Seu Olhar estão lá em cima, estou curiosa para ler essa mistura de gêneros.
    Como uma boa romântica assumida sempre busco livros que focam no romance, por isso gosto tanto do tio Nick, e se o próprio escolheu Colin e Maria como casal favorito pelo jeito ai vem coisa boa.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nicholas Sparks é meu autor preferido na vida, adoro seus finais, o drama com que ele preenche suas histórias.
      Acredito que você vai amar por esse novo modelo do tio Nick, ele mistura bem romance (apesar de pouco) com suspense policial.
      Depois me conta o que achou tá?!
      Bjs

      Excluir
  5. Conheci o autor Nicholas Sparks lendo as resenhas aqui do seu blog, depois comprei alguns e me apaixonei. Como esse homem escreve bem! Como ele é emocional em suas histórias. Porém saber que aqui ele mudou um pouco o foco, só cresce ainda mais a minha curiosidade na leitura. Acho que essa mudança pode ter relação com a vida pessoal do autor, assim como nós "meros mortais", eles também deixam as emoções pessoais interferirem em suas histórias.
    Falando sobre o livro...
    Eu fiquei super instigada em conhecer os personagens favoritos do autor, talvez ele quissesse ser como o Colim, ou não, ou conhece alguma mocinha que lembre a Maria. Dois personagens distintos e que ficam tão bem juntos só me deixa ainda mais curiosa.
    Você conseguiu atiçar minha curiosidade, me deu uma vontade enorme de pegar meu exemplar (que já comprei) e ler imediatamente, pulando a fila de compras, hehe
    Tio Nick, como você mesma diz, é um cara que mexe comigo, sabe onde me tocar e me deixa cada vez mais apaixonada por suas histórias.
    Aguarde que volto para dar minhas impressões sobre o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber Paty que você conheceu o "Tio Nick" aqui no blog, é sempre bom dividir meu amor pelo autor com meus seguidores e amigos.
      Se eu fosse você pularia a fila e leria já, adoro trocar figurinhas, rsrrs
      Bjs e volte sempre!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos