Eu Sem Você - Kelly Rimmer

Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco. Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah.
Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la.
Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer.
Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida.
Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

Querido leitor, se você está iniciando a leitura dessa resenha quero lhe dar um conselho: Não leia esse livro! Sim, sou egoísta, quero essa emoção só para mim, pois esse é o relato mais bonito, singelo e delicado sobre o nascimento de um amor. Mas atenção! Esse livro é contra indicado para...

Se você é o tipo leitor que busca uma leitura que distraia e que não tenha uma carga emocional muito complexa, não leia esse livro! Se você gosta de livros com histórias clichês e previsíveis não leia esse livro. Se você gosta de histórias que não te acrescentam em nada, não leia esse livro! Agora, se você está disposto a ler uma história com um casal que se completa em suas enormes diferenças, se gosta de diálogos interessantes, de personagens complexos e que apesar de simples são inesquecíveis, esse é o livro perfeito para você!

Um amor que nasce logo à primeira vista, mas que demora a ser aceito, principalmente por Lilah, que não tem espaço para um relacionamento em sua vida. Já Callum está livre, leve e solto, e se encanta com Lilah logo na primeira olhada, ou na segunda, porque a sua primeira impressão sobre ela não é das melhores. Imagina se deparar em plena balsa, a caminho de casa, com uma mulher descalça e com os pés sujos? Essa é a primeira visão de Lilah, uma mulher que detesta usar sapatos, que é uma vegana absolutamente neurótica e que guarda um segredo que a deixa assustada e avessa a relacionamentos.

Esse livro tem o diferencial de ser contado pela visão de Callum, mas temos alguns capítulos na visão de Lilah o que deixa a história fluida, dinâmica e bem mais interessante. A cada novo encontro esses dois se aproximam mais e deixa o objetivo de Lilah de não se envolver, cada vez mais difícil.

Então o mistério chega ao fim e deixa o leitor com um suspiro contido e o coração na mão, não que esse segredo não se imagine durante as dicas dadas pela autora ao longo da narrativa, mas quando ele é revelado literalmente, quebra as pernas do leitor menos atento.

Eu me apaixonei por esse casal tão diferente e, ao mesmo tempo, tão perfeito um para o outro, gostei das loucuras de Lilah, da sua vontade enorme de se aventurar a cada novo dia, como se esse fosse o último, e de conseguir tirar nosso personagem rotineiro, certinho e recluso de sua zona de conforto. É palpável a evolução e o crescimento dos personagens ao longo da narrativa, ver Callum desabrochar, ver Lilah se permitir amar e se envolver, Mas o motivo, razão e circunstância da “trava” desses dois você só vai descobrir lendo o livro.

O final?! Não quero falar disso. Acho que cada leitor terá uma opinião sobre o desfecho da obra e não quero estragar, nem revelar nada que atrapalhe essa descoberta.

Eu só posso dizer que gostei, que recomendo a leitura e que de maneira nenhuma eu diria: Não leia esse livro, muito pelo contrário, eu diria leia imediatamente!

P.S.: A Editora Arqueiro enviou no kit desse livro uma linda toalha, acho que entendi o recado: um lenço seria pouco para tantas lágrimas, rsrsrs.

13 comentários:

  1. Linda resenha. Fiquei muito curiosa e animada para ler esse romance. Vai para minha "wishlist" em cinco segundos. Ahhh, minha lista só cresce! :-) Beijos, Leninha. Amei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu amei sua presença aqui Lu, seja sempre bem-vinda.
      Ah, prepare a caixinha de lenços, rsrsr

      Excluir
  2. Gentem.. Amei a resenha. Será minha próxima leitura. Obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não por isso, rsrsrs
      Espero que você goste tanto quanto eu, mas prepare os lenços.
      Bjs

      Excluir
  3. Eita amiga que você sabe aguçar a nossa curiosidade atráves de suas resenhas bem escritas. Saiba que eu irei lê-lo com certeza. Parabéns pelo seu talento. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amore, o livro é que merece o mérito, livro bom resenha boa, rsrsr
      Bjs

      Excluir
  4. Já está como certo minha próxima compra. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, que bom Aninha, vc vai amar!
      Depois me conta, bjs.

      Excluir
  5. Chegando...Fiquei curiosa para conhecer esse casal inusitado. Parece que a combinação dos personagens rendeu um bom caldo,não é mesmo?
    Beijos, Leninha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai ver como opostos se atraem, certeza que vai gostar de Callum e Lilah. A combinação rendeu foi um rio de lágrimas, rsrsrsrs
      Beijos amore.

      Excluir
  6. Olá, Leninha!

    Isso de não deixar a gente sentir o mesmo que você sentiu ao não deixar a gente ler o livro é muito feio, hein! hihihi
    Mas é lindo poder ler um livro que tenha um romance que poderia muito bem acontecer com você ou comigo, nascendo naturalmente e com seus problemas e dificuldades.
    E a Lilah ser tão diferente do Callum mostra que o amor também nasce do respeito e que se alguém muda por amor, essa mudança não é forçada, é amor mesmo.
    Ah, estou achando que essa ideia de terem enviado a toalha no kit do livro foi ideia da Mariana (quem vê os vídeos da Arqueiro sabe quem ela é), porque do jeito que ela é, dá para entender que a ideia é dela!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou egoísta, fazer o que?! rsrsrs
      Não duvido da ideia tenha sido da Mariana, ela é dez, rsrs
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos