Aprendendo a Seduzir - Patricia Cabot

O que qualquer mulher faria se flagrasse o noivo aos beijos com outra mulher? Cancelaria o casamento e nunca mais colocaria os olhos no desalmado traidor. Certo? Não lady Caroline Linford. Apaixonada pelo belo e galante marquês de Winchilsea, ela não se dá por vencida e resolve ir em frente com o casamento. Afinal, lady Linford ama seu prometido.
Com o intuito de se tornar o único objeto do desejo de seu noivo, ela convoca o renomado Braden Granville, mestre na arte da sedução, para, com ele, aprender a ser a melhor amante que Winchilsea pode vir a ter.
Porém, a aluna se torna tão aplicada que arrancará mais que elogios de seu professor...

A coisa mais fácil de ver sou eu lendo um romance de época, já que sou fã incondicional desde os romances da banca, da extinta Editora Nova Cultural. Agora a coisa ficou ainda melhor, pois temos vários lançamentos de romances de época despontando por aí, são várias editoras publicando, e claro, a Editora Planeta não poderia ficar de fora. Ela relança agora com novas capas, alguns livros mais que deliciosos de se ler. E eis que cá estou eu me fartando com mais um romance da diva Patricia Cabot.

Aprendendo a Seduzir figurava minha estante há muito tempo, mas só agora a oportunidade de ler surgiu, também agora eles conseguiram me pegar; capricharam ainda mais na capa  e me seduziram (sentiram o trocadilho?). Eu não consegui resistir, fiquei mais que apaixonada.
O que dizer de uma mocinha aparentemente tímida, que se julga apaixonada e que acredita no amor e na fidelidade, mas que de repente, se vê encarando seu noivo com outra mulher, numa cena para lá de comprometedora?! Ainda pior será se ela resolver botar a boca no trombone, isso pode culminar em uma tragédia e claro, sua reputação também estará comprometida. Mas eis que surge uma ideia mirabolante: contratar alguém que a ensine a seduzir, que faça com que ela deixe seu noivo tão apaixonado que ele jamais terá olhos para outra mulher. Seria fácil se não fosse cômico.

Braden Granville jamais esperou ouvir da boca daquela mocinha recatada, uma dama da sociedade, a frase: Me ensine a fazer amor! Cof, cof, é para engasgar qualquer um, ainda mais quando essa mocinha tira de sua bolsa um óculos, lápis e papel para anotar dicas de como seduzir, como se fosse assim, ditar, copiar e aprender. (Risos)

Mas esse episódio cria uma mágica entre esses dois personagens que deixa o leitor completamente e absolutamente hipnotizado nas páginas do livro. Todos ficam tentando saber o que mais pode acontecer de interessante durante as lições que Lorde Granville passa a dar para a pequena e inexperiente, porém audaciosa, Caroline.

Agora não conto mais nada, até porque o que eu já disse consta na sinopse e é o que induz à leitura. Porém o livro é muito mais do que simplesmente isso. A química entre os protagonistas é palpável, e temos ainda um mistério envolvendo outros personagens  que só instiga o leitor a ler mais e mais, até que se vire a última página, e pronto, acabou. Mas difícil é esquecer esse romance, as páginas podem até acabar, mas a história fica em nossa memória por muito tempo depois do seu término.

Patricia Cabot tem o dom de entreter e envolver o leitor de tal maneira que a vontade de ler outros de seus romances é quase instintiva. Se eu tivesse outros livros da autora, nesse estilo, com certeza os leria agora. Ela tem uma escrita cheia de humor e graça, beirando o clichê e a sensualidade, e deixa sua narrativa envolvente e instigante, além de saber dosar com maestria o lado sério da trama com esse mesmo humor. A mulher tem o poder!

Esse é mais um romance de época que vai para a lista de queridinhos. Não empresto, não vendo, não dou. Até posso dar, mas compro outro exemplar para o sortudo, porque esse é meu, ninguém tasca. (Risos)
Recomendo a leitura para ontem.

4 comentários:

  1. To muito entusiasmada com essa leitura, após ler tantos elogios em relação a esse livro, não vou negar que ainda não li nada desse gênero, sei muito bem o que to perdendo, pois cada vez mais vejo o quanto esse gênero está sendo sucesso no mundo literário, no entanto, gostei muito da premissa desse livro, por aborda uma história diferente do que to acostumada a ver nas resenhas de livros desse gênero, a protagonista apesar da traição ainda vai querer manter o casamento, e ainda vai fazer aulas para que seu marido se interesse por ela, mas pelo visto isso acabar saindo um pouco do controle dela, já vou colocar esse livro na minha lista de desejados, e espero não me decepcionar com essa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A premissa da história é ótima, mas bom mesmo é a leitura em si. Você precisa ler Lana, com certeza irá abrir um mundo novo para você. Romances de época são os novos queridinhos do momento, com uma diferença, não vão passar.
      Bjs

      Excluir
  2. Olá, Leninha!

    Esse livro vale o trocadilho! Pouco a pouco ele te seduz até o fim. E nem dá para pensar que é da mesma autora de O diário da Princesa, porque é bem diferente. E nunca imaginei um livro que a heroína quer dar a volta por cima na traição do noivo querendo ser mais atraente que a amante dele! O bom que é que dá um belo mote para um novo romance nascer nessa trama. Afinal, quem é que se simpatiza com o noivo que traiu?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Leti, com certeza o livro vale o trocadilho, rsrsrs
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos