O Coração do Leão - Mia Sheridan

Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre. Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias.
Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está.
Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás?

Hoje estou num grande dilema com relação a um velho ditado: Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço. Pois bem, eu sempre peço a meus amigos leitores para não entrar com muita expectativa na leitura de um livro, e acabei não seguindo meu conselho e fazendo isso com O Coração do Leão, imagina a minha cara agora?! Estou blá.

Pois é, estou me sentindo uma anormal, uma estranha por não ter amado o livro. Certo que nem tudo são flores no universo literário e eu sei que nem Jesus agradou todo mundo, mas eu queria ter amado, me apaixonado por Leo assim como me rendi aos encantos de Archer, do A Voz do Arqueiro.

Numa comparação superficial posso dizer que Archer é o homem dos meus sonhos, já Leo me deixou desencantada, aturdida, decepcionada.

Durante as 180 páginas iniciais eu fiquei meio que voando, sem saber qual a dinâmica da história, onde Mia Sheridan queria chegar, qual seria o objetivo da trama — já que parecia tão óbvio. Senti sono, cansaço, desânimo e quase desisti da leitura, pensei até seriamente em parar aqui a série, mas eu sou brasileira e não desisto nunca, e para meu consolo, depois das desilusões iniciais, eu até gostei um pouco do desfecho.

Temos aqui um casal que se conhece desde pequenos, ambos tiveram percalços na vida e acabaram em lares temporários, e se conheceram num desses lares. Leo é um rapaz contrariado, machucado pela vida e que busca seu lugar ao sol. Evie é doce, meiga e apesar de tudo que passou e passa ela tenta ver a vida com bons olhos, e boas expectativas.

Quando separados, juraram se amar para sempre, Leo foi adotado definitivamente e mudou de cidade, mas jurou sempre manter contato com Evie e prometeu que a buscaria quando ela completasse 18 anos. Mas Leo jamais escreveu, jamais voltou, deixando uma ferida no peito de Evie.

Quando ela estava quase curada eis que surge em seu caminho um homem perfeito, maravilhoso e encantador chamado Jake, desse momento em diante a vida de Evie não seria mais a mesma.

Boa história não é? Bom enredo, mas não deu certo para mim, não me convenceu. Só lamento!

Não vou falar mais nada, só quero deixar registrado que eu queria mais, muito mais dessa história, queria ter me apaixonado, me entregado à leitura, queria ter me perdido em sensações, assim como muitas amigas se perderam, mas infelizmente O Coração do Leão não foi um nota 10 para mim. Sei que posso ser crucificada por escrever algo assim sobre o queridinho idolatrado das fãs, mas essa é minha opinião, meu parecer sobre uma história que a meu ver renderia muito mais se não tivesse perdido a mão no meio do caminho.

Só para constar, ainda pretendo ler os próximos livros da série Signos do Amor. Espero que a Mia me agrade da próxima vez.

10 comentários:

  1. Olá, Leninha!

    Pelo fato que foi o primeiro livro da série quando ela foi lançada no Estados Unidos,sei que foi O Coração do Leão que fez a Mia Sheridan ficar popular entre os leitores. Mas, como você falou, acho a trama um pouco óbvia, tipo como naquelas novelas em que o bebê é raptado e a mãe, que ainda procura o filho, se identifica com o órfão e pimba: É ele o filho perdido!
    Sei que ela inspirou a trama na lenda por trás do signo de leão e talvez essa lenda também seja meio óbvia também, mas isso também mostra que ela evoluiu em A voz do Arqueiro, tornando esse livro mais forte e tocante para você, o que nesse caso é uma simples questão de gosto.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Leti, concordo com você, acho que se eu tivesse começado ao contrário, lendo primeiro esse e depois o livro do Archer teria sido bem melhor.Gosto é fogo, rsrsrsr

      Excluir
  2. Terceira vez que tento comentar... espero que agora consiga!
    Eu não desgostei do livro, mas esperava bem mais. Tento não criar mtas expectativas mas depois de ler A Voz do Arqueiro foi quase impossível. Achei que faltou algo e a escrita não era tão boa, talvez isso tenha a ver com o fato deste ter sido o primeiro livro escrito pela autora.

    bjs!

    Thaís:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não desgostei, acho que foi falta de afinidade, achei meio sem motivo todos os motivos dados por Leo para se justificar. Sei lá, só sei que foi assim comigo, rsrsr

      Excluir
  3. Leninha...

    Bem que você falou.
    Dá para notar em suas palavras o quão decepcionada com a leitura você ficou.
    Mas, como sou persistente, vou tentar e depois volto pra te contar o que achei.
    Bjux

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Babi, leia para tirar suas próprias conclusões, acho que um dos pontos fortes de uma resenha não tão positiva sobre um livro é aumentar a curiosidade em relação à história. Quero saber o que você achou depois. Bjs

      Excluir
  4. Poxa! Pena que não curtiu! É chato quando isso acontece. Mas ainda bem que outros livros virão. Mas tenta reler um pouco em outra época, vá que na segunda chance, o livro agrada mais? Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou fazer isso Del, ainda não desisti dessa série. Bjs

      Excluir
  5. Que pena Leninha! Foi meu primeiro contato com a autora e gostei muito, não só do enredo como dos personagens. Não acho que você será questionada por expressar sua opinião, pelo menos não por mim, pois se gosto daqui do blog é justamente por saber que lerei resenhas sinceras.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá vendo Rose, talvez a ordem de leitura tenha prejudicado a leitura, acho que deveria ter lido esse antes do Archer.
      Na verdade não é ser questionada por dar minha opinião, e sim ser tida como anormal por não ter gostado como tantas gostaram, entendeu?!
      Beijokas queridaça!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos