Ligeiramente Escandalosos - Mary Balogh

Freyja Bedwyn é uma mulher diferente das outras damas da alta sociedade: impetuosa e decidida, ela preza a independência e a liberdade acima de qualquer coisa – até mesmo do amor. Até que o destino lhe apresenta Joshua Moore, o marquês de Hallmare, um homem cheio de charme e mistério, dono de uma beleza estonteante e de uma reputação terrível. Quando ambos se encontram a caminho da pacata cidade de Bath, a química entre os dois é imediata.
Entre encontros e desencontros, conflitos e provocações, Joshua faz uma proposta inusitada: pede que Freyja finja ser sua noiva, para evitar que uma artimanha de sua tia o leve a se casar com a própria prima.
Para uma dupla que acha graça das convenções sociais, esta parece ser a oportunidade perfeita para se divertir. Mas a brincadeira acaba trazendo consequências inesperadas. Aos poucos, suas máscaras vão caindo e ambos se revelam pessoas bem diferentes do que aparentam.

Mais um romance de época para minha lista de livros adoráveis. Quem me conhece sabe que sou fã de um belo romance no qual a mocinha frágil se apaixona pelo mocinho arredio, que não quer se prender em matrimônio, mas que acaba se apaixonando pela meiga e doce mocinha, apesar de toda a luta contra seus sentimentos. Pois é, em Ligeiramente Escandalosos você não vai encontrar nada disso. (risos)

Adoro livros que nos tiram da zona de conforto e nos remetem a algo novo, inusitado. Desde o primeiro livro dessa série, eu já sabia que cada história seria única, cada personagem teria uma característica peculiar e que me deixaria, ao término da leitura, de alguma maneira satisfeita, por assim dizer.

Freyja não é a mocinha que esperamos encontrar nos romances de época, sua altivez, audácia e sua coragem — além da sua posição ferrenha em se manter solteira e livre —, não são características das mocinhas da época. Talvez por isso sua história nos deixe a cada página com a sensação de estar lendo algo novo, nada corriqueiro.
Joshua é um mocinho extremamente apaixonante, consegue conquistar simpatia com seu sorriso fácil e um olhar que consegue hipnotizar. Apesar de não ter tido uma infância fácil, ele agora é um marquês, que foge como o diabo da cruz, das responsabilidades que sua posição lhe impõe.

Freyja e Joshua, um casal que arranca do leitor boas risadas quando estão em algum dos seus diversos impasses, que conseguem fazer o leitor desejar mais romance, mais pegada, mais paixão. Porém Mary Balogh sabe dosar de maneira acertada cada encontro, cada diálogo, cada nova fase na vida desses dois.

Uma das coisas que mais me agradam na narrativa dessa autora é que ela não se prende apenas em contar sobre o drama entre os protagonistas da trama, conseguimos vislumbrar outras questões importantes impregnadas na história, com a entrada de novos personagens, e outros tantos já conhecidos do leitor da série, e fatos que levam a trama para outras paragens, outros cenários, o que torna a leitura dinâmica e fluida.

Conseguir colocar em um mesmo lugar e se relacionando de maneira civilizada dois personagens que são como água e vinagre não é para qualquer um. E foi muito interessante ver que apesar de Freyja ser esquentada e Joshua um pouco morno para o destempero da mocinha, os dois têm conteúdo, um passado crível e que justifica suas ações e reações. Bom ver um relacionamento nessa época que não se baseia em um amor quase instantâneo, longe disso, porque esses dois deixam claro para o leitor que sua relação, apesar da época, não passa de uma atração sexual, apenas isso.

Uma leitura que eu recomendo, na verdade recomendo toda a série. Situações inusitadas, momentos delicados e fora do comum, e que, apesar de parecerem clichês, vão arrancar suspiros do leitor, assim como também algumas boas risadas.

12 comentários:

  1. Oi Leninha!!!
    Também estou gostando bastante dessa série, apesar de retratar a família Bedwin, cada novo volume tem uma "pegada" diferente do outro. Amei o casal Freyja e Joshua e me apaixonei pelas cenas ocorridas na segunda parte da história, na Cornualha. A autora soube trabalhar muito bem o enredo e me conquistou mais uma vez :)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que você disse Elis. Ansiosa pelo livro do Wulf, esse sim vai ser surpreendente.
      Beijokas e volte sempre!

      Excluir
  2. Estou entrando na onda dos romances agora, depois de ler várias distopias (to meio cansada de distopias). Confesso que gosto muito de ler romances, mas ainda não li nenhum de época. Mas gosto muito quando as mocinhas saem dos padrões e preferem serem livres e independentes. Esse é o primeiro livro? Fiquei perdida rs.
    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana, então, esse é o terceiro livro da série dos Irmãos Bedwyn. Antes temos na ordem: Ligeiramente Casados e Ligeiramente Maliciosos, e ainda teremos mais três livros.
      Acho que você vai gostar da aventura que são os romances de época, se joga mulher!
      Bjs

      Excluir
  3. Leninha!
    Ai como sou apaixonada pelos romances de época também...eles me transportam para uma época onde a paixão era bem mais fervorosa e tinha o romantismo, né?
    Uma pena não te lido ainda nenhum livro da série, ando tão enrolada aqui com as leituras...
    Adorei!
    “Sentir é criar. Sentir é pensar sem ideias, e por isso sentir é compreender, visto que o Universo não tem ideias.” (Fernando Pessoa)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na hora que você pegar não vai conseguir parar, então desenrola suas leituras e dê uma chance à Mary Balogh, vc vi amar.
      Bjs Rudy!

      Excluir
  4. Oiiii
    eu amo romances e época e amei esse assim como os outros da serie.
    Ri muito nesse livro e realmente ele te prende do inicio ao fim.
    To louca para lançarem os próximos!!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entra na fila do aguarde junto comigo, rssr
      Bjs Larissa

      Excluir
  5. Ainda não li um livro dessa série, mas cada vez que vejo uma resenha fico doida pra comprar e devorar tudinho.#crisemeafetou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TÁ PERDENDO TEMPO, CORRE E COMPRA LOGO O SEU, SEUS, RSRRS
      Bjs

      Excluir
  6. Oi Leninha
    Adoro romances, e quando é de época então... É muito bom né!?
    Tô amando que aos poucos essas histórias maravilhosas estão chegando por aqui.
    Ainda não li nenhum dessa série, que com certeza vou gostar muito. E quando as mocinhas não são nada daquilo que estamos acostumadas a ver... Aah, eu adoro. Essas são sempre as melhores.
    E esse negócio de mocinha esquentada com mocinho morno, já me veio umas ideias do que dá essa mistura. Hehehe
    Eu gostei muito dessa capa, não sei se combina com a personagem, mas, esse rosto inocente com um olhar que de inocente não tem nada, faz bem o tipo das espevitadas de época.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom mesmo ter acesso a tantos romances de época, sinal que tem quem goste, senão as editoras não estariam disputando quem traz essa ou aquela autora. Só a gente ganha com isso, é claro.
      Acho que você vai gostar muito desse livro Ronevia, e sim, tudo tá combinando.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos