Amor Imortal - Ana Carolina K. J., por Laís

Após a morte de seu pai, Anna Bonnier tenta recuperar um pouco de sua felicidade ao viajar para uma estação de esqui com sua melhor amiga, Loreta. Entretanto, o que era para ser um simples passeio, acaba por se tornar um desafio sobrenatural. Anna conhece o enigmático Raziel e percebe uma forte conexão que vai além da realidade, sobretudo quando descobre que o sentimento que tem por ele atravessa os séculos.
Aos poucos, a proximidade que constroem juntos traz novos riscos. O relacionamento amoroso que ela sempre desejou pode desaparecer de forma trágica, assim como o homem que abriu seu coração.
Passado, presente e futuro caminham juntos nessa emocionante história de amor e sedução, em que a realidade é capaz de alterar, a qualquer momento, o destino de cada um deles.

Amor Imortal é um dos lançamentos nacionais da Novas Páginas, selo da Editora Novo Conceito. O Sempre Romântica resolveu inovar e fez uma resenha diferente. A resenha vem em forma de entrevista com uma das colunistas do blog e autora do Livro "Primeiras Impressões", Laís Rodrigues, que foi quem leu o livro.  Espero que vocês curtam!


1.    Que leitor vai gostar de Amor Imortal?
 

O leitor que é fã de livros de fantasia sobrenatural com bastante romance, como Fallen, vão adorar! Especialmente se o leitor curte também umas cenas mais sensuais entre o casal protagonista...

2.    Como é o estilo de escrita da autora?

Ana Carolina KJ adotou, em Amor Imortal, um estilo mais coloquial, uma linguagem de dia a dia. O seu texto é repleto de diálogos e a história é escrita de forma linear, a não ser por algumas lembranças do passado. Super fácil de ler.

3.    O que achou de Anna, a protagonista?

Amor Imortal é escrito em 1ª pessoa, pela perspectiva de Anna, uma jovem órfã de vinte e três anos com grandes habilidades artísticas. Gostei muito da protagonista, ela é o tipo de mulher de quem eu seria facilmente amiga. Mas achei que a autora poderia desenvolver melhor essa personagem, que é inteligente e cativante.
Na maior parte das vezes, ela pensa apenas em seu amado e, apesar de ele ser um gato cavalheiro que beira a perfeição, essa obsessão cansa um pouco. Afinal de contas, uma mulher interessante como Anna tem (ou deveria ter) muitos assuntos ocupando sua mente, não é mesmo?


4.    Como é o ritmo do livro?

Amor Imortal começa deliciosamente movimentado, com muita ação e adrenalina, repleto de mistérios em torno dos rapazes que Anna vai conhecendo durante uma viagem para lá de agitada a Aspen. Adorei a escolha da autora em relação ao local para começar sua história, e achei as cenas eletrizantes.
No entanto, após esse início dinâmico, o livro fica meio morno, e é preciso ter um pouco de paciência para atravessar essa fase da obra em que as águas ficam calmas demais para o meu gosto. Mas a agitação vai (assim como as cenas “quentes”), aos poucos, voltando com tudo!


5.    O que você achou de Raziel, que faz o mundo de Anna virar de cabeça para baixo?

Acho o seguinte: ele também poderia virar o meu mundo de cabeça para baixo! Além de irresistivelmente lindo, ele é um cavalheiro e super atencioso, sem ser um daqueles machistas possessivos. Porém, sua obsessão com a Anna (que é recíproca, por sinal) ficou um pouco forçada, e achei que as coisas começaram um pouco rápido demais entre eles.
No entanto, para aqueles que curtem um romance mais imediatista, daquelas paixões avassaladoras, vai amar o casal protagonista!


6.    Qual foi seu elemento favorito do livro?

Os sonhos de Anna. Não quero falar muito deles, para não dar spoiler, mas adorei como a autora fez com que fossem uma parte essencial da história e do amor imortal de Anna e Raziel. Deixou o enredo mais dinâmico e nos dá a oportunidade de viajar no tempo e por lugares lindíssimos. Adorei!

7.    Por último, poderia nos falar um pouquinho da autora?

Ana Carolina KJ é uma paulista linda e charmosa formada em Publicidade. Mas os admiradores de plantão podem tirar o cavalinho da chuva, porque a moça é casada e tem filho! Assim como Anna, a Carol tem um lado artístico: ela pinta, toca piano e, por muitos anos, foi designer de jóias (gente chique é outra coisa, não é mesmo?)!!! Desejo todo o sucesso a Ana Carolina KJ! 



*************************************


Laís é autora do livro Primeiras Impressões, uma adaptação moderna de Orgulho e Preconceito.


6 comentários:

  1. Querida Laís! Que demais essa forma de escrever uma resenha! Amei!
    Obrigada pelas suas considerações, pelo apoio e carinho.
    beijos Ana Carolina KJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado! Sempre é um prazer ajudar a divulgar novos autores nacionais, especialmente aqueles talentosos e queridos como você!

      Beijos,
      Laís

      Excluir
  2. Não conhecia esse livro mas achei a premissa bem interessante. Parece ser uma história muito bonita!

    bjs!

    Thaís:)

    Uma Conversa Sobre Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thaís!

      Apesar de não ser meu gênero favorito, a Ana Carolina conseguiu me prender e me deixar interessada! ;-)

      Bjos e uma ótima leitura

      Excluir
  3. Eita Laís!
    Gosto demais do estilo sobrenatural e tenho certeza que vou amar o livro.
    Adorei a forma como resenhou.
    “A alma é essa coisa que nos pergunta se a alma existe.”(Mario Quintana)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudy!

      Não deixe de me contar depois o que achou do livro! É sempre importante apoiar nossos maravilhosos autores nacionais!

      Beijos!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos