Perdas e Danos - Diane Chamberlain

Travis Brown é um rapaz diferente da maioria dos jovens de sua idade. Aos 23 anos, já conheceu – e perdeu – seu grande amor, já precisou lutar pela guarda da filha na justiça e agora trabalha incansavelmente para sustentá-la. Sua rotina não é fácil, mas ele consegue levar uma vida digna.

De repente, tudo começa a dar errado: ele perde o emprego, sua casa pega fogo e sua mãe morre. Sem ter a quem recorrer, precisa ir morar com a filha em um acampamento para trailers. Lá, conhece Savannah, uma jovem linda e sexy que realmente parece querer ajudá-lo.
É ela quem lhe fala sobre a vaga em uma obra em Raleigh, uma cidade próxima. Travis não quer se mudar, mas não tem alternativa: seus últimos dólares estão acabando e ele não vê a menor perspectiva de conseguir mais dinheiro.

No entanto, ao chegar a Raleigh e conhecer Roy, seu suposto empregador, ele descobre que o trabalho na verdade é um roubo. Roy garante que será a única vez e que a quantia que Travis receberá será suficiente para tirá-lo do sufoco por um bom tempo.
Agora, de frente para a maior encruzilhada de sua vida, Travis precisa decidir que caminho seguir para continuar sendo um pai exemplar.

O que você seria capaz de fazer pelo bem-estar de um filho? Qualquer coisa?! Você seria capaz de roubar?! Esse é o dilema na vida de Travis depois que seu mundo virou de cabeça para baixo, quando todas as chances de trabalho se esgotaram e quando o medo de perder a guarda de sua filha adorada se tornou um fato constante.

Esse é o segundo livro que leio de Diane Chamberlain e rendo aplausos para seu talento em escrever sobre assuntos que fazem o leitor refletir e adentrar nas páginas da história. The Good Father (Um bom pai) teve seu título alterado para “Perdas e Danos”, acho que tanto um quanto o outro faz jus à narrativa delicada e de amor incondicional entre pai e filha. Um pai que viveu um grande amor e uma enorme desilusão, mas que não desistiu de sua filha mesmo sabendo que teria dificuldades, como pai solteiro, de manter sua pequena Bella em segurança.

O livro é narrado em primeira pessoa sob a perspectiva de três personagens: Travis, Robin e Erin. Protagonistas de eventos tão conflitantes e que necessitam de uma segunda chance na vida. Travis, em sua busca incansável por um emprego que possa suprir suas necessidades e de sua filha; Robin, a mãe de Bella, que sofreu com uma grave doença cardíaca, desistiu de sua filha num momento complicado, mas que agora depois de alguns anos entendeu a grande falta que o amor faz em sua vida; e Erin, que perdeu sua filha num acidente, abriu mão de um casamento por causa disso e que precisa curar seu coração devastado pela dor da perda.

Uma bela história de amor e superação, a autora consegue manter os fatos ligados ao longo da narrativa de forma que cada novo acontecimento se torna uma surpresa, ela vai revelando aos poucos os dramas vividos por pessoas que amaram incondicionalmente e que precisam superar suas mágoas, curar suas feridas e redescobrir o amor e a felicidade.

Quem me conhece sabe do grande apreço que tenho por histórias marcantes e que me fazem pensar sobre o enredo muito tempo depois de terminada a leitura. Perdas e Danos é um drama em todos os seus aspectos. Aqui você encontra um pouco de tudo: amor, amizade, dor, perdas, superação, determinação, mas acima de tudo você encontra aquela “algo mais” que se busca em uma história familiar.

Recomendo a leitura, mas faço um aparte para que cada leitor que deseje se aventurar na história de Travis não faça pré-julgamentos sobre alguns de seus atos, acredite que para todos os fatos ocorridos durante a narrativa a autora dá uma justificativa plausível e coerente, então, entre com a cabeça aberta e se aventura nessa história de amor, luta, perdas e superação.

4 comentários:

  1. Lena, eu já tive o prazer de sentir a escrita dessa autora e concordo com você. Nada de julgamentos durante a leitura, é fácil quando não é com você, mas e se fosse?

    Adorei a resenha, não tinha parado ainda para saber mais sobre esse lançamento, mas agora tenho certeza que irei gostar.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você curtiu Segredos e Mentiras não vai estranhar em nada a escrita de Diane Chamberlain, ela segue o mesmo esquema e surpreende sempre com uma bela narrativa.
      Leia e depois me conta o que achou.
      Beijos Ju!

      Excluir
  2. Leninha!
    Dramas familiares, principalmente que envolvam filhos, são bons livros para refletirmos se agiriamos ou não daquela forma.
    Estamos assistindo Sherazade na Band, um novela com premissa parecida. O filho tem leucemia e a cirurgia é cara, daí ela se propõe até em vender seu corpo para que o filho posso ser operado e ficar bom. E quem vai julgar uma mãe ou pai por atitudes extremas para salvar seus filhos?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Rudy, histórias assim sempre põem a gente para pensar.
      Não conhecia essa novela que vc cita no comentário, mas parece ser bem interessante, valeu por comentar.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos