Não Olhe Para Trás - Jennifer L. Armentrout

E com vocês amigos e seguidores do Sempre Romântica, mais uma resenha da queridaça Tícia. Hoje ela traz uma resenha delícia que com certeza vocês vão adorar. Eu gostei bastante e inclui o livro na minha lista de desejados, na minha loooonga lista.
Mas vamos parar de enrolação e mandar o que interessa... a resenha.

Samantha é uma jovem de 17 anos rica e popular que, depois de passar quatro dias desaparecida, retorna ferida e desmemoriada. A nova Samantha não se reconhece no retrato de menina má e mimada que todos à sua volta começam a pintar. E logo descobrirá que foi a última a ver Cassie, a garota com quem mantinha uma relação confusa de amizade e rivalidade e que desapareceu no mesmo dia que ela. O que aconteceu na noite fatídica em que as duas sumiram? E por que Samantha foi a única a reaparecer? Não olhe para trás é um daqueles suspenses que só paramos de ler para tentar nos antecipar à autora e descobrir qual é o mistério.


Ultimamente, minha vida literária não tem sido fácil. Tudo quanto é livro que eu pego pra ler me entedia, me revolta, me aborrece e prende a minha atenção tanto quanto uma longa e meticulosa explanação sobre "os hábitos noturnos das Geochelone sulcata durante o austero verão africano".
E nesse meu surto de enjoamento, tenho sempre um comportamento padrão: largo o livro no início/meio, falo mal e ainda qualifico a autora como persona non grata.

Sim, também acho que uma coça de vara dava conta de resolver tanto chilique, mas vou hibernar essa ideia por um tempo já que Não olhe para trás restaurou minha fé nos enredos originais, nos romances genuínos e nas histórias que fogem do "nada se cria, tudo se copia", tão onipresente nessas modinhas literárias de hoje.

Juro que li Não olhe para trás em um dia, coisa raríssima em mim. E foi impossível largar o bixim porque eu PRECISAVA saber o que ia acontecer nas próximas páginas. Foi um tal de "só mais um capítulo", "só mais um", "mais um", "mais um" e quando dei por mim... acabou o negócio.

Jennifer L. Armentrout, a partir de uma trama relativamente simples, conseguiu criar um suspense muito bom. Você fica chutando o tempo todo quem está envolvido no acontecido e, claro, fica se perguntando o que mais a mocinha vai saber sobre seu passado, já que ela não se lembra de sua vida antes do acidente.

Aliás, sabe aqueles clones de Satã, vulgarmente conhecidos como adolescentes populares nas escolas norte-americanas, que mandam e desmandam? Insuportáveis, esnobes, que mereciam ter seus empinados narizes estropiados num muro de chapisco? Samantha era assim, mas nem mesmo ela se reconhece, pois volta da tragédia completamente diferente.

E visualizar a Samantha pré-acidente na pós-acidente é quase impossível porque não houve apenas uma perda de memória, mas quase uma mudança de caráter. Isso é um dos pontos fortes do livro porque envolve todo um drama que vai sendo explicado ao longo da história.
Fora o mistério que cerca a desgraceira toda, o sumiço da amiga Cassie, quem está envolvido, quem não está, tudo contado de uma maneira que te deixa tensa.
Minha unha não sobreviveu.

Romance? Também tem e é lindo. Carson, o mocinho, além de exalar feromônios por todos os poros, tem uma grande participação na história. E ainda que o livro não priorize apenas o romance, você se vê o tempo inteiro torcendo para que Sam e Carson se acertem logo, afinal, ela tem como obstáculo um namorado pé no saco - de quem nem se lembra - e, aparentemente, Carson e Sam se odiavam antes. Quer dizer, “odiavam”.

As aspas ficam pra sua imaginação.
Ou pra sua leitura porque, com certeza, recomendo esse livro com todas as forças.
Vida longa a Jennifer L. Armentrout!
;)

15 comentários:

  1. Oi, Tícia!

    Hahaha, entendo bem esses abusos literários, eu estava assim no começo do ano, o que me fez ficar beeem atrasada na minha meta literária anual, uma pena... Ainda bem que, assim como você, eu recobrei minha fé literária. Todos dizem amém? rs

    Confesso que eu não conhecia esse livro e ao final da resenha fiquei super curiosa para lê-lo! Parece ser mesmo de tirar o fôlego e suas unhas que o digam, em?!

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    http://www.wordinmybag.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Samantha.
      O livro é realmente muito bom, vale super a pena ler. Espero que vc goste. ;)
      bjoooooo

      Excluir
  2. Eu li Tícia!!!!
    E foi uma leitura tão rápida também, o livro é viciante e o peguei depois de uma leitura boa, mas que me sugou as energias, então Não Olhe para trás me salvou.... O problema que o livro é clichê do começo ao fim e o mistério eu consegui solucionar bem no começo, mas só pude ter certeza mesmo no final, afinal a autora poderia dar a guinada que quisesse na história. Foi realmente bom.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    www.delivroemlivro.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Camila.
      Não achei clichê em comparação com os últimos livros YA que tenho lido, tipo, mocinho bad boy tatuado, briguinhas infantis e sexo em todas as páginas, etc.
      Achei bem diferente em relação ao que vinha lendo e gostei muito.
      Eu desconfiava tb, mas tinha ido pra outro lado. rsrs
      bjoooooo

      Excluir
  3. Tícia!
    O mês de março foi assim para mim também, carregado de abusos literários que não fizeram minha cabeça e ainda se arrastaram pelo mês todo. Como tenho por princípio não largar o livro até chegar ao final, minha teimosia custou vários dias do mês e ainda me deixou mau humorada, mas enfim... hoje comecei um livro ótimo e já devorei metade, o que com toda certeza salvará o mês.
    Falando do livro... Queria ter assim uma amnésia que me fizesse esquecer a vida, porém só por uns dias, viu? Adoro tudo que passei, mesmo as coisas não tão boas...kkkk
    Agora fiquei foi encafifada com o que será que aconteceu à Sam e o sumiço de Cassie.
    Acredito que é um daqueles livros que valem muito a leitura.
    Muita luz e paz! E um final de semana esplendoroso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudy.
      Bem, eu não tô nem aí, abandono o livro sem remorso. A vida é curta pra livro ruim. kkkkkkk
      O livro traz esse mistério e tudo é explicado ao longo do livro. Muito bom, espero que vc goste. :D
      Brigada, pra vc tb.
      bjooooooo

      Excluir
  4. Oi Tícia!
    Eu comprei esse livro na Bienal do ano passado e ainda não li o.O
    Deve estar perdido em alguma das minhas caixas kkkk
    Bjks!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carla.
      Acha a bixim e dá um jeito de ler, moça! kkkk
      bjooooooo

      Excluir
  5. Mais um suspense para a minha listinha, que não tem nada de inha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Leila. A minha lista tb não tem nada de 'inha'. E cresce a cada dia. Pra cada um que leio, acrescento um 10 pra ler. kkkkk
      bjoooooo

      Excluir
  6. Mais um suspense para a minha listinha, que não tem nada de inha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim, mesmo. Minha lista tb não tem naaada de pequena. rsrs

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  7. Oi!
    Meu exemplar está na fila e lendo sua resenha acho que ele vai furar fila... rs
    Sério que é tão empolgante assim? Não dei muita bola para ele, mas vou dar uma chance.
    Ótima resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rose.
      Obrigada.
      Olha, eu classifiquei como favorito, mas pode ser que vc ache apenas uma leitura boa. É tão difícil, falar pq gosto é tão diferente, né? Mas dá uma chance, é uma leitura super rápida. :D
      bjoooooo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Pré-venda!

Lançamentos