Amante da Fantasia - Sherrilyn Kenyon

Olha  a Tícia resenhando aqui no blog de novo gente!! E hoje um livro que a meu ver não agradou muito. Fico impressionada como uma mesma história pode gerar opiniões tão contrárias. Eu por exemplo quando li esse livro me apaixonei, não só pelo protagonista, pelo enredo, como também pelo final a história, exatamente o que desagradou minha amiga Tícia. Quero que você leitor dessa resenha me diga, o que você acha quando uma história divide opiniões? Comenta aí!

Vamos ao que interessa... a resenha de Amante da Fantasia.
Ficar preso em um quarto com uma mulher é algo formidável. Ficar preso em centenas de quartos durante mais de dois mil anos não é. E ser amaldiçoado dentro de um livro como um escravo sexual pela eternidade pode arruinar até mesmo o dia de um guerreiro espartano. Como escravo sexual, eu sabia tudo a respeito das mulheres. Como tocá-las, como saboreá-las e, principalmente, como satisfazê-las. Porém, quando fui evocado para realizar as fantasias sexuais de Grace Alexander, encontrei a primeira mulher na história que me enxergou como um homem com um passado atormentado. Só ela se importou em me tirar do quarto, levando-me para o mundo. Ela me ensinou a amar outra vez. Mas eu não nasci para conhecer o amor. Fui condenado a uma solidão eterna. Como general, eu tinha aceitado minha sentença havia muito tempo. Porém, agora encontrei Grace... a única coisa sem a qual meu coração ferido não é capaz de sobreviver. Com certeza, o amor pode curar todas as feridas, mas poderá também romper uma maldição de dois mil anos?

Você acredita que esse livro seria bem avaliado se a autora não tivesse se desviado do caminho da luz nos últimos capítulos?
O que será que deu nela? Bateu a cabeça? Comeu cocô?
Ou foi acometida por um misterioso surto de doidice e se tornou adepta ao nonsense?

Fico muito revoltada com um negócio desses. Eu estava gostando do livro até os 40 do segundo tempo, curiosa para saber como se resolveria a situação dos mocinhos e... pof! A autora me traumatizou de tal maneira que até analogia futebolística eu comecei a usar.
Sim, também acho que cheguei ao fundo do poço da linguagem figurada. Muito triste.

Amante da fantasia é bom, tinha tudo pra ter um desfecho supimpa, mas lá no finalzinho virou uma tragicomédia. Ou uma paródia bizarra, ou uma espécie de Monty Python literário ou sei lá mais quantas comparações burlescas eu poderia enumerar aqui.
E o pior é que até agora não disse nada sobre a história. Só estou nessa reclamação infinita, falando a mesma coisa de diferentes maneiras. Aliás, se eu avaliasse meu próprio texto, me daria zero e ainda me esculhambava impiedosamente.

Mas veja se você concorda comigo: a história conta sobre Julian, um guerreiro espartano que, em função de uma maldição, ficou preso dentro de um livro para servir de escravo sexual durante 30 dias pra mulherada que o evocasse. Também conta sobre Grace, uma mocinha traumatizada sexualmente que numa bebedice doida faz a macumba necessária e evoca Julian, a encarnação do meu, do seu, do nosso mais criativo fetiche.

No entanto, embora o cara esteja ali pra isso, ela não quer usá-lo como um objeto. Grace consegue perceber que Julian sofre por ser um escravo e, pior, sofre por ficar durante dois mil anos em um estado meio vegetativo dentro do livro, com consciência de tudo ao redor, mas sem a capacidade de se comunicar com o mundo exterior.

Daí eles decidem tentar quebrar a bruxaria e adivinhem? Como parte do ritual pra acabar com a maldição, Julian não pode ter um orgasmo até o último dia com Grace. Ou seja, os dois não podem se pegar. Em termos comparativos, isso seria o equivalente a um brigadeiro de 3 quilos sendo perigosamente balançado na minha frente sem eu poder chegar junto.
...
Tá, tá, eu sei. O Julian é muito mais gostoso.

Bem, aí, fica aquela situação: querem, mas não podem. Até rola uns arrocha aqui, outros acolá, mas não passa disso. Junte a toda essa peleja sexual, a aparição de uns deuses sem noção, a galinhada tentando ciscar, um maluco perseguidor... e o troço foi ladeira abaixo porque o final foi medonho, como eu já disse 789 vezes.

Até a parte que Julian faz um sacrifício por Grace estava tudo bem. Aliás, nessa cena eu chorei com a delicadeza de um trator. Porém, a partir daí tudo descambou. Foi tanta sucessão de coisas bizarras que nem me darei ao trabalho de enumerá-las, pois me faltariam esculachos a altura. Só sei que esse livro não merecia o final que teve e, por isso, me senti na obrigação de classificá-lo com 3 estrelas no Skoob.
Só pelo final?
Sim, sou ruim desse jeito.

Recomendo?
Com certeza, até 90% do livro. Chegando lá, interrompa a leitura e entre na onda do faça-você-mesmo: invente o seu final.
Por que ninguém me deu essa ideia antes?
Que coisa.  :/
;)

8 comentários:

  1. Putz! Mais gostoso que brigadeiro??? Acredito não...
    Mas, concordo com você que se o final não for espetacular o livro tem que perder pontos mesmo.
    Se bem que a Leninha adorou, então...
    Fiquei encalacrada agora, contudo não vou ler já que não curto essas doideiras dos sobrenaturais, mas adoro ler as resenhas! rsrsrsrs
    Mais uma resenha delícia, Tícia.
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é, Sueli. Pra ver o nível do cara: mais gostoso que brigadeiro.
      Num perde pontos se o final for medonho? A história foi boa até os últimos capítulos, depois virou palhaçada.
      Amante da fantasia não mereceu o final que teve, que pena.
      "Encalacrada" ? Adorei! Não conhecia. Já guardei essa palavra no meu vocabulário!!!! kkkkkkkkkk

      bjooooooo

      Excluir
  2. VixiMaria... kkkkk
    Tícia, eu ameeeeeeei esse livro, tanto que antes de acabar, já havia encomendado o segundo e enviado e-mail para a editora, para saber porque a séria havia encalhado! Eu sou louca por romances que envolvem mitologia grega ... acho que por isso gosto tanto da Gena Showalter (Senhores do Mundo Subterrâneo - que também encalhou não sei porque cargas d'água!)

    Mas adorei seus esculachos ainda assim, porque sempre me divertem, rsrsr.
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nelma,
      eu gostei do livro, só detestei o final. Achei totalmente sem sentido, esquisito. Não combinou, sei lá. Mas o resto, foi fofo. *_*
      Já ouvi falar dessa série da Gena, mas ainda não li.

      bjooooooooo

      Excluir
  3. Isso é uma droga, vamos todas empolgadas e no final morremos na praia. Que pena. Também fico doida quando isso acontece.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num é, Rose? É dose.
      Achei um final muito fraco, ainda que a história seja boa.
      bjoooooooooo

      Excluir
  4. Eita Tícia!
    Pelo visto o final a revoltou mesmo, porque não vi sua peculiar irreverência e forma hilária de fazer suas resenhas, vi mais uma indignação...
    Como a Leninha gostou e você não gostou, só poderei dar meu parecer concreto se conseguir ler o livro.
    Agora vou dizer... fiquei com pena do Julian com essa tal maldição e a única pessoa que consegue revertê-la, ele não pode agarrar? Fala sério!!
    Aproveite o feriadão com moderação e amor no coração!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu ainda peguei leve na minha revolta, Rudy. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Sou muito mais cruel do que isso, normalmente.
      Pois é, só o final mesmo que foi bizarro, o resto foi fofo. Gostei.
      Com certeza, vc tem que ler pra dar seu aval.
      Brigada, bom feriado pra vc tb. ;)
      bjooooo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos