Top Piriguetagem Literária 2014 - Tícia


E cá estou eu em mais um TOP PIRIGUETAGEM, versão 2014.
No entanto, antes de começar a coisa toda, preciso manifestar a minha indignação com as regras desse post: selecionar apenas dez hominhos no meio de tantos livros lidos durante o ano é uma afronta contra a minha pessoa, já que sou o tipo de leitora que elevo o conceito de bandalhice literária para o próximo nível.

Pois é, assumo meu arregaçado safadismo e ainda admito minha irremediável fraqueza: não posso ver um bíceps/tórax hipertrofiado ou presenciar atitudes fartas em testosterona e lá estou eu elegendo o cidadão como o definitivo pai dos meus filhos.

Mas você há de convir que tais atitudes pirigueteiras são fruto de um sistema literário opressor que insiste em criar hominhos babáveis e comíveis, um atrás do outro. Mal tenho tempo de me recuperar de um negoçudo e... pum! Lá vem outro atormentar minhas fantasias impudicas.

Sendo assim, a única coisa que posso fazer perante essa injustiça a mim infligida é ser estoica e escolher insuficientes dez mocinhos para meu Top Piriguetagem. E, pra isso, tive de recorrer a elaboradas técnicas de seleção, como o requintado “mamãe mandou eu escolher” ou coisas nesse mesmo nível de sofisticação.

Bem, escolhidos os caboclos, quero deixar duas coisinhas bem claras:
1) os selecionados não estão por ordem de preferência, eu me recuso a fazer esse tipo de coisa;
2) é proibido cobiçar os mocinhos aqui mencionados porque, segundo as condições pré-estabelecidas por Papai Noel, se a pessoa fosse boazinha durante o ano, ela teria direito a presentes. Como fui a personificação da benevolência, a flor mais cândida da paz em 2014, os dez pertencem a essa que vos tecla.
Direito adquirido, estou amparada pela lei natalina.

Isto posto, vamos ao que interessa.

* T.J. – A ilha: sou apaixonadíssima por esse livro e grande parte é mérito do mocinho, T.J. O caboclo começou um garoto, foi ganhando sustância e depois... taquepariu! Desse jeito eu até procuro uma ilha pra me perder. Nem me importaria com a falta de cafeína e de cacau no sangue.


 * Archer – Acher’s voice: imagina um cara mudo e isolado, farto em barba e cabelos? Mas imagina que por baixo deste Captain Caveman existe um homem perfeito com um corpo mais perfeito ainda. Agora imagina que esse indivíduo alterou radicalmente seu físico desgrenhado, sua percepção de mundo e seu estilo de vida por causa da mocinha? Archer é o tipo de personagem que nos leva a desejar que os homens reais fiquem secos e arreganhados e os literários povoem a Terra.

* Remington Tate – Meu/Minha: Tá, eu sei. Sempre que falo nessa série é pra esculhambar já que a mocinha desse livro me irrita com seu nauseabundo cio. Mas isso não me impede de babar em Remy, oras! O sujeito é puro músculo, peitoril avantajado, vasta circunferência de bíceps e uma pegada... Juro que a primeira vez que li esse livro, pensei seriamente em classificar esse mocinho como o pica-mor do mundo literário. O que é aquilo?



* Calder – Becoming Calder: Eu não sei até agora se:
1) dou colinho pra Calder por toda a desgraça que ele passou neste livro, 2) fico olhando aparvalhada pro seu corpo e rosto perfeitos, 
3) invejo a mocinha com a força de 5903 sóis porque ele é extremamente apaixonado e fiel; 
4) me revolto porque não há Calder pra todo mundo.

* Dean Holder - Caso perdido: acho que eu teria a mesma reação da mocinha quando ela viu Holder pela primeira vez: cérebro no pause. Mas ao longo da história a gente percebe que a primeira impressão é só uma introdução porque ele vai beeeem além da aparência perfeita. E a barra que ele passou junto com a mocinha...outro pra eu dar colo.


* Miles Archer – Ugly love: Miles é um mocinho com quem mantenho uma relação dúbia de amor e ódio. O ódio vem do que ele fez com a mocinha, embora ele seja inocente se analisarmos a situação friamente. O amor? Bem, o que posso dizer de onde vem meu amor por ele? Pelo jeito sou-caladão-mas-chego-junto? Pela sua aparência de deus nórdico, grego, romano, ou seja lá qual for a nacionalidade divina? Ou sua pegada? Aliás, ele pode entrar para o clube de Remington Tate, “Os pica-mor”. O que é aquilo? (+1)

* Trenton Maddox – Bela distração: Eu queria saber que tipo de macumba fizeram pra nascer tanto homem com esse nível de gostosura em uma mesma família. Trenton Maddox é uma versão mais velha do Travis de Belo desastre, só que mais equilibrado e bem menos surtado. Sabe aquele cara que sabem o que quer e corre atrás? Limpemos a baba.

* Josh Bennett - Mar da tranquilidade: nunca fiz segredo que homens atormentados e caladões me tiram do prumo. E esse Josh é exatamente assim. Passado triste, cheio de fantasmas, que tornam o cara isolado e misterioso. Mencionei toda a glória do seu corpo em forma, resultado de muito trabalho braçal? É tão fofa a relação que Josh tem com a mocinha que nem me importei com a cagada dele no final. Mesmo porque, ela já tinha feito de suas patifarias; nem deu pra reclamar.

* Wrath – O rei: é óbvio que ele está na minha lista. ÓBVIO!!! Como assim eu deixaria de mencionar esse vampirão de dois metros de altura por um de largura, com torso avantajado além da compreensão humana, com uma personalidade tão singela quanto 100 explosões atômicas? É melhor parar de falar porque quando o assunto é Irmandade eu não tenho limites. Aliás, nem preciso falar dele, basta o cara ser um vampiro de IAN porque isso já é autoexplicativo.

* Preston Drake - Just for Now:  Esse é o 4º livro de Sea Breeze, série da Abbi Glines ainda não publicada aqui no Brasil... quer dizer, até eu fazer uma mandinga pra alguma editora dar um jeito na vida. Eu amooooo Preston e estou aqui matutando como posso expressar sua gostosura sem apelar pra vagabundice. O mais instigante? Ele é um prostituto. Sim, pensa no que isso vai dar ou, melhor ainda, visualiza a experiência do cara? Hum? HUM?!?

E preciso avisar a mulherada que, embora Zsadist (IAN) e Roarke (Série Mortal) não estejam na lista desse ano, os dois são meus preferidos forever. E isso significa que não estão na pista. Que significa que vocês devem tirar o olho. Que significa que eu me espalho quando alguém sequer fala deles.
É, isso mesmo, foi uma ameaça.
Bem, aí estão meus brigadeiros polpudos de 2014.
Sei que é difícil alguém superar Zsadist e Roarke na minha hierarquia preferencial, mas chegar perto... Ôxi! Um tantão.
E que venham mais hominhos em 2015, estamos aí pra avaliar. *_*

Aproveitando a oportunidade, quero desejar um 2015 supimpa pra todo mundo. Muita alegria, paz, saúde e também dinheiro no bolso pra comprar montões e montões de livros. Eu já tô em negociação com meu cartão de crédito. Vamos ver se ele faz as pazes comigo no próximo ano.
;)

14 comentários:

  1. Menina de todos os brigadeiros polpudos que você citou eu só conheci o Holder que por sinal amei e mereceu estar nessa lista.

    Beijos e Feliz 2015.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Holder é um espetáculo, né? Merece estar em todas as listas.
      Não conhece os outros? Menina, corre!!!! rsrs
      Obrigada. Um 2015 supimpa pra vc tb! ;)
      bjooooo

      Excluir
  2. Não sabia que o papai noel estava distribuindo estes presentinhos, kkkkk, próximo natal terei que escrever uma cartinha com a minha interminável lista de "presentinhos gostosos". Adorei seu Bebes,como piriquetissíma que sou também acho impossível escolher só 10, oque posso fazer se sou uma mulher de muitos amores.kkkkkkk
    Bjs.
    Mary C.S.Pires
    Blog:http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é, Mary.
      Mas Papai Noel só me deu esses presentinhos pq fui uma boa alma em 2014.
      Só 10 hominhos é impossível, né? E viva la vida loca com muitos amores literários!!! :D
      bjoooooooo

      Excluir
  3. Ei Ticia,

    hahahaha quem dera a gente pudesse mesmo pedir um deles de natal, só não vou brigar com você pelo Roarke porque eu tenho o Jamie rsrsrs.
    Não conheço a maioria, oh céus! Preciso conhecê-los!
    Adorei o post, ri muito com a introdução.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamie eu não conheço, mas sei que falam maravilhas dele. Quero nem entrar nessa competição. kkkkkk
      Estou mais do que satisfeita com Roarke e Zsadist. ÔXI!!!!!
      Conheça esses outros, são todos absurdamente perfeitos.
      bjoooooo

      Excluir
  4. Creeeedo, ficar jovem há tanto tempo tem coisas muito esquisitas, como por exemplo eu não conhecer nenhum dos babáveis da sua lista.
    Contudo, a maior vantagem é a preferência na fila do Roarke, já que eu não abro mão desse rapaz de maneira nenhuma!
    Parabéns querida por mais uma coluna deliciosa.
    Eu desejo a você, a Aurilene e a todos que contribuem com esse blog incrível um 2015 maravilhoso, e repleto de sucessos e novidades!
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, Sussu.
      vc eu deixo falar do Roarke. rsrs
      Vc não conhece muitos deles pq a maioria vem de livro new adult, estilo que vc não gosta muito. Acho.
      Muuuito obrigada. Um 2015 absurdo procê tb. ;)
      bjoooooo

      Excluir
  5. Olá, Ticia!

    Ainda bem que acabei ficando fã de outro personagem da Nora Roberts nesse ano que passou, pois assim eu evitaria que você fosse para cima de mim se eu pensasse no Roarke (E isso seria fácil considerando que sou fã da Série Mortal.)
    O nome dele é Christophe de Kergallen e é o protagonista da história "Em Busca do Amor" do livro "Mistérios" de Nora Roberts. Mas peço que não pense nele demais, pois se isso acontecer, eu me espalho também. hehehe

    Um abraço e bom 2015!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo bem desse negócio de se espalhar. Sendo assim, vou nem olhar pro caboclo. kkkkkkkk
      Esse Christophe eu não conheço, embora já tenha ouvido falar da série. Tá anotada a sugestão. ;)
      bjooooooooo

      Excluir
  6. Oi, Tícia, sua linda, ri de novo demais com sua lista e amei todos os rapazes que vc escolheu ( acho que você vai ter que dividir comigo hahaha) só não conheço o Roarke, mas agora vou ter que ler; como é o nome do autor e livros?
    Eu acrescentaria James Fraser nesta lista, mas ele já é meu então...

    beijos e um feliz ano novo cheio de livros e histórias lindas pra sonhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Noemi.
      Vc não conhece o Roarke????????
      Muito bem, isso mesmo, continue não conhecendo. Menos uma pra eu me espalhar. kkkkkkkk
      Ele faz parte da Série Mortal, da Nora Roberts. É uma série policial/romãntica, muito boa. O primeiro livro é Nudez Mortal.
      Acho que vc pode gostar.
      mas só não pode desejar ele.
      Um ótimo 2015 pra vc tb, é sempre um prazer te ver por aqui. ;)

      bjooooooo

      Excluir
  7. Estava lendo sua lista e pensando: nossa, magina q louco se tivesse o wrath de ian? *mais umas roladas pra baixo* PLAU, 'wrath - amante sombrio'
    quase chorei de felicidade, e de quebra ainda tinha o Zsadist! ahhh <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Any.
      Irmandade é certo de estar nas minhas listas. SEMPRE!!!
      Sabe como é... fã arregaçada. rs
      bjooooooo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos