O Melhor de mim - Nicholas Sparks

Nessa releitura de O Melhor de mim pude perceber e sentir novamente todas as emoções que vislumbrei na primeira vez que li o livro.

Todos que me conhecem sabem da minha paixão pelos livros "dramas" de Nicholas Sparks, então reler esse livro e conseguir, mesmo já conhecendo o final, sentir tudo novamente e talvez até com mais intensidade, é sempre um imenso prazer.

Dawson continua sendo um dos únicos personagens de Nicholas no qual eu pensei em dar umas boas sacudida, uns tapas na verdade. Que é isso rapaz?! não é por que você vem de uma família de pessoas ruins que você precisa aceitar tudo, você não é culpado, reaja!

“No silêncio do olhar de Dawson não se lia nada, mas em sua cabeça um turbilhão de perguntas fluía, a mais importante delas: Por que ela gosta de mim? Não sou nada, nem ninguém!”.

Assim podemos sentir Dawson durante toda a leitura, um homem sem grandes propósitos, que acha que não tem um lugar na vida de ninguém; que existe apenas por existir, sem importância nenhuma. Ele se dá tão pouco valor que deixa a vida passar diante de seus olhos sem reagir, sem se animar. Não sabe ele que sua presença é tão estimada, seu amor pelo próximo é tão tocante, e sua abdicação de sonhos é tão imperfeita.

Já Amanda me lembrou de Ellie do livro “O Diário de uma paixão”, pela maneira que ela se entregou aos sentimentos sem medos, com um coração puro e sem esperar nada em troca, mesmo tendo sofrido no passado, ela foi humanamente capaz de se deixar amar outra vez e de forma tão singela.

Amanda agora é mãe, esposa e responsável por uma família inteira. Três filhos amados e um marido que ela mesma escolheu, apesar de seus defeitos e fraquezas.

Dawson apenas viveu... Depois de Amanda ele nunca mais amou, cumpriu os desígnios de um destino que ele aceitou para si.

Dawson e Amanda viveram um grande amor na adolescência, e as marcas dessa história ficaram suspensa depois que Dawson termina o relacionamento, pensando apenas no bem e no futuro de Amanda, futuro esse no qual não se encaixava.

Um livro que fala acima de tudo sobre escolhas e o que isso pode acarretar na vida de cada um. Mas além disso fala também de amizade e do amor, amor abnegado, sem grandes expectativas, sem perguntas, mas cheio de comprometimentos e emoções.

Durante toda a leitura nos apaixonamos pela cumplicidade existente entre Dawson e Amanda. Mas o destino padrasto os separou e colocou entre eles uma vida inteira, são tantas as barreiras impostas entre os dois, tanta mágoa, tanta autopiedade que chega a dar nervoso. E aí fica a questão: será o amor capaz de sarar as mágoas? Será ele capaz de se impor e transformar as vidas desses dois personagens tão carismáticos e que se completam tão perfeitamente?!

Uma bela história de amor, com a pitada de mistério quase surreal. Nicholas Sparks consegue nos impressionar com um amor escrito nas estrelas, mas que aos poucos foi sendo apagada pela borracha do tempo.
Adorei reler essa história! Como sempre Nicholas me deixou mais uma vez no final da leitura suspirando abraçada ao livro. Fico tentando entender por que ele sempre faz isso comigo, me tornando cada dia mais, uma apaixonada por seus livros. Basta simplesmente saber que é um "Nicholas Sparks" e pronto, lá estou eu lendo.

Recomendo aos apaixonados por um belo drama! Quem conhece o autor e curte seu estilo, se delicie... Quem ainda não conhece, se prepare para fortes emoções.

Ah, não esqueçam a caixinha de lenços, vocês vão precisar!

PS: O livro agora vem com uma nova capa, e se avizinha o filme baseado no livro, estreia prevista para essa semana. Nem preciso dizer que amei a capa e que estou contando os dias para assistir ao filme não é?!. Me aguardem que depois eu volto com minha opinião sobre ele, o blog não vai faltar com minha visão sobre mais esse drama transportado para as telas do cinema.

11 comentários:

  1. Olá!!
    Já li alguns livros do Nicholas, mas o gênero não faz muito meu estilo, mas gosto bastante dos filmes.
    Os poucos livros dele que eu li foram o suficiente pra eu chorar algumas vezes hahah os livros contém bastante drama e eu sou muito sensível, então me derramei em lágrimas.
    Achei a capa muito bonita.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, se você gostou dos filmes fico imaginando você absorta na leitura, com certeza iria se apaixonar e, além de virar fã iria virar colecionadora.
      Bjs

      Excluir
  2. Leninha o Dawson não se amava se ele se amasse perceberia que era o mundo para Amanda, e no fim Dawson acabou dando o melhor dele para o filho de Amanda. Chorei muito como choro em todos os livros do Nicolas. Vi o trailer e achei que o filme vai ser lindo.

    ResponderExcluir
  3. Também sou super apaixonada pelos livros do Nicholas Sparks, e fiz também uma releitura desse livro, o que resultou em lagrimas novamente. É um livro cativante e angustiante, com um final triste, mas lindo. Espero que o filme consiga transmitir as emoções que o livro carrega.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estou separando os lencinhos para levar para o cinema, com certeza teremos muitas e muitas lágrimas.
      Bjs Gi!

      Excluir
    2. Acabei de assistir ao filme, chorei horrores e minha amiga dizia: chora baixo Giselle rsrsrs, gostei do filme, porém realmente foi uma ADAPTAÇÃO, se é que você
      entende. Entende??? :)

      Excluir
    3. OMG, não faz isso comigo!!
      Já separei os lenços, em busca do melhor cinema para assistir no fim de semana.
      Contando as horas!
      Bjs

      Excluir
    4. Kkkkk deixa os lencinhos separados mesmo, precisei muito ontem... Depois que assistir conversamos :)

      Excluir
  4. Ai Leninha...
    Suspirando aqui, viu?
    Nicholas causa em mim esse arrebatamento também, sabe como atingir meus sentimentos mais íntimos e me deixar totalmente envolvida com a leitura.
    Dramas, principalmente os escritos por Tio Nick, me deixam comovida e pensativa.
    Fico feliz que tenha revivido o livro.
    Tenha uma semana de sucesso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi muito bom Rudy, sempre que posso dou uma folheada nos livros do Tio Nick e nunca me arrependo. Essa releitura foi inspiradora, me preparou para o filme, agora é só ir ao cinema, rsrs

      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos