O Resgate - Nicholas Sparks

Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la.
Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração.

Nunca me faltam palavras para descrever as sensações que sinto lendo os livros de Nicholas Sparks, muito pelo contrário, as palavras se atropelam e fico sem saber como começar, sempre sem saber o que dizer. E, mais uma vez, me rendi ao talento desse mestre dos dramas e como sempre digo: ele conseguiu outra vez me emocionar e me tocar profundamente e, mais uma vez, aprontar no final do livro (risos).

Durante a leitura se pode notar que o titulo do livro é bem mais do que ele diz. O Resgate seria na verdade Os Resgates, porque toda a trama busca a cura de um dos personagens, todos eles com seus dramas pessoais, problemas e traumas. Com suas pinceladas de mestre, o autor pinta um cenário intocável, porém cheio de borrões que só o leitor pode vislumbrar lendo essa bela história.

Nicholas Sparks nos brinda com personagens sensíveis, humanizados, que fazendo o bem se sentem gratificados. Pode parecer clichê, mas temos aqui toda a essência do autor. Ele consegue nos fazer amar personagens simples e que poderiam existir em qualquer lugar próximo de nós.

Denise é uma lutadora, abriu mão de sua profissão de professora para viver na corda bamba, sempre lidando com as dificuldades financeiras pelo bem de seu filho, o pequeno Kyle. Ele tem uma doença que dificulta a aprendizagem e força Denise a se dedicar 24 horas pelo seu bem-estar. Quando em virtude de um pequeno acidente Kyle desaparece, Denise sabe que não pode viver sem seu filho, sem seu jeitinho calado e introspectivo. Então um anjo aparece na forma de Taylor, que encontra seu filho e de certa maneira consegue se infiltrar e adentrar no mundinho particular dessa família.

Começa assim o envolvimento entre Denise e Taylor. Mas a história é bem mais do que um romance entre os dois personagens, o autor nos coloca dentro de uma pequena cidade onde todos se ajudam, se gostam. Porém Taylor guarda dentro de si uma barreira intransponível que o afasta e torna seu envolvimento com qualquer pessoa bem complicado.

Acredito que só mesmo lendo o livro para descobrir tudo que o autor quis nos passar com essa história tão gostosa de ler. Não tem como não se envolver, é impossível ficar de fora e tentar não desvendar os segredos que cercam Taylor, não tentar ajudar Kyle e a luta de sua mãe para mantê-lo em segurança e feliz.

Sou suspeita para falar dos livros de Nicholas Sparks, ele mesmo no seu pior consegue ser melhor do que muito autor por aí. Seus livros falam de sentimentos, de amor incondicional, de família, companheirismo, amizade, mas acima de tudo fala dele mesmo, como se pode notar lendo os agradecimentos no final do livro. Ele nos mostra aqui seu lado humano, mas acima de tudo mostra que se pode narrar sobre tragédias da nossa vida colocando um final feliz ou até mesmo plausível para suas histórias.

Eu recomendo a leitura. Esse foi um dos poucos livros do autor que não me levou às lágrimas ao seu final, mas posso garantir que emoções não faltam, e Nicholas Sparks mostrou a si mesmo em cada linha e em cada drama narrado nessa bela história.

14 comentários:

  1. Ei Leninha,

    Ai eu quero, parece ser lindo. Super atrasada com os livros do autor, da Arqueiro ainda não tenho nenhum aff.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É lindo sim Nanda, acho que você vai gostar.
      Nenhum livro do NS da Arqueiro, nossa, vc tá super atrasada mesmo, kkk
      Espero que tire o atraso logo.
      Bjs

      Excluir
  2. Oi Lena!
    Eu fiquei muito emocionada com essa história! É linda!
    Bjks!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda mesmo, também me emocionei!
      Bjs Ká, saudades de vc!

      Excluir
  3. Leninha!
    Sou apaixonada pelos Nicholas também (pena que ele não sabe e nunca saberá...kkkk).
    Tenho lido algumas resenhas desse livro e percebi que o relacionamento de mãe e filho é mais evidente até que o próprio romance.
    E mais... um dos filhos do Nicholas tem a mesma doença do pequeno Kyle e deve ter escrito com maior propriedade sobre o assunto no livro, bem intenso.
    Claro que quero ler.
    Boa semaninha!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o relacionamento mãe e filho é bem amarrado e casa muito bem com o romance entre os protagonistas, essa é a diferença que NS traz nesse livro.
      A doença de Kyle é contada com conhecimento de causa, é real o fato de um dos filhos do NS ter a mesma condição de Kyle, ele explica isso no final do livro, vale a pena ler.
      Leia e depois me conta o que vc achou.
      Bjs

      Excluir
  4. Ola Leninha,tudo bem?
    Estou em uma situação meio que ensaiando para ler os livros do Nicholas, tenho um certo receio, nem sei porque,então só fico no ensaio rs.
    Já ouvi falar muito desse livro e muito bem por sinal. Achei muito interessante o fato dele tocar no assunto do relacionamento mãe/filho, ainda mais por conta da doença de Kyle. O pessoal que leu fala muito bem sobre esse destaque, que foi muito bem escrito e que ,por um filho dele ter a mesma doença, ele soube retratar muito bem.
    Para alguém iniciante em NS, Leninha, qual livro você recomenda que eu leia?Só para começar...

    beijão linda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para de ensaiar e entra de cabeça mulher!!
      O livro é sim, maravilhoso, o mote escolhido é bem verossímil e envolvente por não se tratar apenas de um romance.

      Você me deu uma tarefa bem difícil: escolher um livro do NS para você adentrar no universo do mago dos dramas.
      Se você gosto de dramas e não tem medo dos finais meio diferentes indico Querido John, mas se você gosto de finais "quase" felizes, indico Uma longa Jornada. O melhor de mim é perfeito, apesar do final surpreendente.

      Entra de cabeça, vai fundo e acredito que você não irá se arrepender.
      Bjs

      Excluir
  5. Nossa o livro parece ser incrível!! quero muiito!

    byanak.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Vc definiu bem: "mesmo no seu pior consegue ser melhor do que muito autor por aí..." concordo plenamente....não gostei muito de "O melhor de mim" mas ainda assim sempre se consegue tirar algo de bom e positivo (ou não) das histórias dele...rsrsr
    Também tô meio desatualizada, não guento e$$a leva enorme que veio...ahahhaahah deve ter uns 4 que ainda não li/ não tenho...e mesmo tendo o Kindle...os dele quero físico pra guardar na "coleção"...hheehheeh
    Tô lendo tem um tempinho o "O guardião" e tô gostando bastante mas esse ano tô empacada nas leituras...fiz um cursinho pré-concurso no início do ano que me estafou...rsrssrsrsrsr
    Mas quero ler logo esse também, fiquei curiosa com sua resenha :P
    Bjão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jacque, obrigada por suas palavras, amei!
      Leia o livro e se apaixone, depois volta e me conta.
      Beijos!

      Excluir
  7. OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOI, LENINHAAAAAAAAAAAAAAA ♥ Tuuuuuuuuuuudo bem, meu amoooooooooor? Espero que sim, hahahaha! *-* Aaaah, eu não gosto dos livros do Sparks porque são muito dramáticos! :p Mas este livro... Este é o felizardo que me conquistou, hahahaha! <3 Aaah, ele aprontou no final do livro? Meu Deuuuuus, fiquei curiosa, hahahaha! *-* Os Resgates? Hahahaha, realmente, pelo tanto que ouvi falar deste livro, a história não gira em torno somente do Kyle e sim da mãe dela, do Taylor e tals... ;3 E não, os personagens sensíveis e humanizados que você citou não parecem clichês! É difícil construir personagens assim, hahaah! <3 Acho mesmo a Denise uma lutadora e uma mãe e tanto! Sorte a dela que é professora, né? Facilita o ensino do filho, hahahah! *0* Ah, eu me apaixonei pelo Taaaaaylor! É mesmo como um anjo, hahahaha! ♥ É o destino! Fico feliz em saber que a história não se passa somente com o romance dos dois personagens, porque né... Haha :p Ué, por que ele mesmo no "seu pior"? Por que esse livro é um retrato do filho dele? Ele é um ótimo autor, mas este é o único livro que gostei! ☻ Aaaaaaaaah, que booooooom saber que você não chorou, aushhaushuashusa! Não gosto de drama! Graças a esta sua resenha diva, me apaixonei ainda mais pelo livro! *-* ♥

    BEIJOS INFINITOOOOOOOOOS ♥

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo NS pelo seu lado dramático, rsrsrsr.
      Quando digo "mesmo no seu pior" me refiro ao NS no geral, quando ele mata os personagens e tal, muita gente não curti (eu amo).

      Que bom que você gostou Juu.
      Bjs

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos