Making Faces - Amy Harmon

Mais uma vez temos aqui a Tícia para nos torturar! Queria deixar aqui meu protesto, em nome das pessoas que ao lerem essas resenhas, desses livros perfeitos lidos ultimamente pela colunista mais arretada aqui do Sempre Romântica eu digo: Por favor Tícia, pare de nos torturar! Não basta os livros terem capas perfeitas, motes incríveis, você ainda nos diz que as histórias são de arrancar suspiros?! Não sei se bato em você ou se bato nas editoras que teimam em não publicar esses livros maravilhosos, dignos de estarem na minha estante. #ProntoFalei

Fica aqui meu protesto, e com vocês fica a resenha. Espero que gostem!

Ambrose Young era lindo. Alto e musculoso, com cabelos que passavam dos ombros e olhos que hipnotizavam. O tipo de beleza que estava nas capas de romances, e Fern Taylor sabia disso. Ela lia esses livros desde os 13 anos. Mas talvez por ele ser tão lindo ele fosse alguém que Fern jamais pensou em ter... até que ele deixou de ser lindo. Making Faces é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra, mas apenas um retorna. É uma história de perda. De perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda da vida, perda da identidade. É o conto do amor de uma garota por um garoto machucado, e o amor de um guerreiro por uma garota nada especial. Essa é uma história de amizade que supera a dor, heroísmo que desafia as definições comuns, e o conto moderno de A Bela e a Fera, onde nós descobrimos que há um pouco de beleza e feiura em todos nós.

O que você faria se lesse um livro que ainda não foi publicado no Brasil, mas que você se apaixonou perdidamente e, por isso, deseja o bixim na versão física/Flor do Lácio pra que ele esteja lá, enfeitando sua estante?

1) Teria paciência já que, em algum momento, as editoras o publicarão. Essa é a ordem natural dos fatos com livros perfeitos;
2) Paciência o caramba! Você bombardearia todas as editoras com e-mails em um tom miserável/suplicante para que elas sintam pena de você e publiquem o livro;
3) E-mail?! Ah, vá... Você partiria é pra ameaça mesmo, pois quando o assunto é editoras brasileiras, toda paciência é insuficiente;
4) Diria que eu preciso reformular a pergunta acima pois o excesso de “que” e a medonha pontuação estão afrontando todos os princípios gramaticais.

Pois é, Making faces.
Eu realmente preciso deste livro. E preciso dele aqui, na minha estante, porque não há e-book que me satisfaça quando o negócio é livro favorito.

Sabe aquelas histórias perfeitas que, quando acabam, te fazem pensar nela por dias?
Bem, eu não saberia por onde começar a falar desse livro porque qualquer elogio aqui seria um eufemismo tosco. A única coisa que posso dizer é que chorei, muito mais do que você imagina.

E, acredite, não foi somente pelas perdas ao longo da história, mas também por todas as lições de vida aprendidas. A impressão que tive é que todas elas foram escritas pra mim, com o objetivo de me mostrar o quanto eu sou ingrata, xexelenta e que minha cara deveria ser esfregada de hora em hora em um muro de chapisco pra eu aprender a ser gente. Mas tudo é feito de maneira muito sutil e despretensiosa porque o objetivo da autora claramente não foi apontar o dedo pra alguém.

Making faces não é um livro-modinha com mocinho bad boy, personagens irritantemente idealizados ou com extensas cenas de sexo que dariam um excelente adendo ao Kama Sutra.
É um livro que possui seres humanos com todas as suas idiossincrasias. É uma história de amor verossímil entre dois jovens verossímeis. É uma história de fé, superação, aprendizado, aceitação de si mesmo.

Não deixe de ler. Making faces é marcante, indispensável.
Linda história, excelentes personagens, surpreendente autora.

Recomendado com muitas e muitas ênfases: LEIA!!!!!
;)

16 comentários:

  1. Ei Tícia

    hahaha adorei a enquente e fiquei louca pelo livro, tomara que as Editoras invistam mais nesse gênero.
    Eu normalmente não cobro nada não rsrs, sobre novas publicações. O que pergunto as vezes é continuação de série.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Fernanda?
      Já eu sou a chata que fica bombando o face das editoras. kkkkkk

      bjoooooo

      Excluir
  2. Poxa vida! Você não pode deixar a resenha de um livro aparentemente incrível, que não foi publicado aqui ainda, sem deixar um lugar pra pelo menos matar a curiosidade.
    Existe um motivo pelo gênero "A Bela e a Fera" fazer tanto sucesso: as pessoas gostam de uma história onde nem tudo é perfeito.
    Agora preciso procurar esse livro pra ler!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angela.
      com certeza as histórias onde nem tudo é perfeito são muio melhores. Making faces, pode acreditar, é excelente.

      bjoooooooooo

      Excluir
  3. Tícia, isso é tortura! Você chega com essa resenha e não tem o livro publicado? Pelamor, vamos para as ruas em protesto, ok?
    Tô te esperando na esquina com os cartazes. Fui!
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sueli,
      é nóis. Já te encontro na esquina com minhas faixas, meu megafone e alguns outros manifestantes. Tá na hora das editoras pararem com fanfarronice.
      E temos dito!

      bjooooooooooo

      Excluir
  4. Tícia, querida, este livro é perfeito!! Amei demais, chorei demais, me encantei demais...e ainda tem citação de Shakespeare...eu também quero ele em minha estante, mas com esta capa!! Lindo de viver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é, Noemi!
      O livro é perfeito! *_*
      Vc disse uma palavra ótimo. Encanto. A gente se encanta pela história. As citações de Shakespeare fizeram um diferencial mesmo.

      bjoooooooo

      Excluir
  5. ola Ticia tudo bem sua linda?
    #JuntandoAoMovimentoQueroEsseLivroPublicado
    E #TamuJunto Leninha,concordo plenamente com você! Não sei com quem brigo primeiro: com a Ticia,por só trazer livros mega perfeitos não publicados ou as editoras por ser meio-irmãs do Percy Jackson (semideuses entenderão)!Aff! kkkkkkk
    Que fique registado: quando vi a capa pensei "meus deuses (amo o Tio Rick) onde arrumaram esse homem lindo?", depois vi a sinopse "que história é essa?" sério, só pela sinopse eu sei que é muito boa e diferente de tudo o que eu li. Ai vem sua resenha,pronto! Quero esse livro,agora!!!Resenha maravilhosa de um livro que parece mais do que perfeito!
    Vambora mandar e-mail, ameaçar,sequestrar parente, protestar,etc????Quero esse livro na minha estante!!!

    beijão flor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gisele.
      Ahhhhhhh, briga comigo não. Foi tudo calculado: escrever resenhas de ótimos livros ainda não publicados e fazer todo mundo morrer de curiosidade. Aí, o movimento #QueroEsseLivroPublicado aumenta a força.

      O livro é bem mais que a capa, embora ela chame a atenção. A história é perfeita, linda demais.

      bjooooooooo

      Excluir
  6. É Tícia!
    Bem interessante ficar passando com uma barra de chocolate suculenta na frente de um diabético...nem tem graça...
    Junto-me a Leninha no protesto dela. É uma tremenda covardia da sua parte mostrar esses livros esssscandolosamente degustáveis e nós ficarmos aqui no: ah é, é? (cara de revoltada :(). ).
    Uma das melhores histórias que sempre gostei de acompanhar em livros e/ou filmes e da Bela e a Fera, porque mostram o além da aparência. E bem... pelo visto aqui, a força da atração sobrepõe a aparência, embora a capa seja atrativa por demais...
    Tenho esperança que um dia conseguirei saborear a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudy.
      Bem, como eu disse à Gisele ali em cima, eu tô resenhando livro não publicvado pra fazer todo mundo cair em cima das editoras para o termos no Brasil.
      Tudo estratégia. Praticamente outra Sun Tzu.
      Pode ler, vc vai adorar.

      bjooooooo

      Excluir
  7. Simplesmente perfeito. Amei demais, me emocionei e chorei demais! Se tornou um dos meus preferidos *------*

    ResponderExcluir
  8. Tíciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, sua lindaaaaaaaaaaaaaaaaa ♥ Tuuuuuuuuuuuudo bem, meu amorzinho? Olha, eu teimo em dizer que suas resenhas são maravilhosas, af! Acho que o único livro que não me encantou, ao julgar pela sua resenha, foi o... Hum, não me lembro o nome, mas lembro que eu o julguei desrespeitoso! Lembra qual é? Hahaha :3 Vamos ver este, que ao meu ver, parece beeeem adulto, hahaha! Primeiramente porque a mammis não iria me deixar comprar só pelo homem seminu(é assim que se escreve? o.O Hahaha!) na capa, hahahah! Mas vamos lá! ♥ Afs, uma resposta pra Leninha: VAMOS BATER NA TÍCIA! Ou só dar uns petelecos nela, hahahaha! <3 Eu vi seu comentário em resposta ao da Gi, Tícia, e vi que você nos torturar com suas resenhas é sua pretensão! Uauahshaushusa :3 Aaaaaah, o que eu faria se lesse um livro ainda não publicado no Brasil, o qual fiquei perdidamente apaixonada? Hum... MUDARIA PARA OS EUA, aushuahshsuash! Só pra ler esse livro! Sabe, eu sou uma pessoa exageradamente exagerada quando vou escrever minhas resenhas! Tipo, O Jogo Perfeito, um dos livros mais clichês do mundo: eu o julguei como um livro perfeito e ainda por cima, o livro que mudou minha vida, hahaha! ♥ Eu me apaixono por coisas simples, a história não precisa envolver cidades fantásticas, seres fantásticos e tal... Claro que, se tiver, melhor ainda, haha! Mas você me entendeu, né? Hahaha *-* VOCÊ TERIA PACIÊNCIA? OXE! Me passa um pouco dela pra mim, por favor? Obrigada, de nada. ♥ AAAAAAAAAAAAH, PACIÊNCIA O CARAMBA mesmo, hahaha! Sabia que você ia falar isso! Ah, Tícia, este é outro motivo para que eu te ame: quando o assunto é um livro bom ainda não publicado, você fica na #revolts, que nem eu, hahaha! :3 Isto, isto, ameaça! "Ou vocês publicam o livro mais perfeito do mundo, OU vou incendiar a editora de vocês. Flw, dois beijos." Uauahsuhasuhas! Não que eu fosse fazer isso, mas sei lá, vai que eu tivesse coragem? Hahaha! AUSHAHSUHASHUSAHASHUUAHS, ai, ri demais com a pergunta 3, UASHUAHSHHUAS! Epa, epa, também não há e-book que me satisfaça quando gosto muito de um livro! *-* Tícia, quantos anos você tem? Se tiver menos de 20, então é minha irmã perdida. Se tiver mais, deve ser minha tia '-' Somos iguais em quase tudo! (FALEI QUE EU SOU UMA PESSOA EXAGERADA? O.o) E sim, eu sei como é ficar pensando numa história perfeita por dias e dias. E isto aconteceu com O Jogo Perfeito! ♥ Até sonhei com o Jack Carter, acredita? Hahaha =3 Você chorou? Omg, uahsuhashauhas! Aaah, você também sente, algumas vezes, que determinado livro foi feito pra você? Haha *-* Você? Ingrata e xexelenta? Não parece, hahaha! Ah, que bom saber que esse livro não é um clichê(embora eu ameeeeee clichês!) e não contenha tantas cenas de sexo assim '-' Awn, uma história de fé e superação... ♥_♥

    Aí, tá vendo só? Até o livro mais inimaginável eu acabo gostando! *-* Sua divosa, adoooooooooorei sua resenha! ♥

    BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadão, Juu. Vc não é exagerada, só é expressiva e isso é bom. ;D
      Não, sou sua tia perdida. kkkkkkkkkkkkkk
      bjooooo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos