Um caso perdido - Colleen Hoover

Eu já estava com saudades da Tícia e vocês?! Hoje ela nos brinda com uma história que, por sua resenha, parece ser realmente incrível. Adorações à parte, já que a Tícia é fã da autora, vamos ler a resenha como se fosse de um livro normal -  pelo jeito não é -, e apreciar o gosto apurado da minha colunista querida. Vamos deixar de enrolação e postar o que interessa: a resenha.

Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras... Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.


Sabe quando você lê a sinopse de um livro, mas a história é bem diferente do que você imaginava?
Pois é, Um caso perdido e eu.

Não, não pense que estou dizendo isso em tom de esculacho em função de uma decepção medonha, pelo contrário, nem sei como expressar o quanto essa história é linda. Emocionante. Romântica. Triste. Uma lição de vida. Uma lição de amar a vida com todos os seus percalços. Uma lição de superar a vida – com vida – quando ela tenta esmagar você.

Sim, também estou com vontade de me estapear por ser tão abstrata, mas releve, pois ainda estou sob o impacto da leitura. Aliás, acredito que depois de três dias lendo Um caso perdido, provavelmente ficarei com essa cara encarquilhada para todo o sempre, de tanto chorar. E nem vou comentar desse tom vermelho que insiste em colorir o meu nariz. Vida longa à maquiagem!

Bem, mas vamos à história.
Na primeira metade do livro, tudo é muito leve e fofo. Sky é uma garota de 17 anos, super engraçada que, num belo dia, se vê perante a encarnação do desejo feminino: Holder. Os dois iniciam uma amizade que evolui para o namoro, mas tudo é muito intenso. Quando eu digo intenso, é intenso mesmo.

Ao longo dessa parte, nós percebemos que existe um segredo entre eles, um mistério vindo de Holder que, sendo Colleen Hoover, já me deixou tensa. Não deu outra: a coisa estoura e os segredos vêm à tona. Tudo bem que pistas vão sendo jogadas ao longo do livro, mas quando você percebe o tamanho da desgraça, dá vontade de apertar o botão PARE do mundo, descer e nunca mais voltar aqui.
Porque, acredite, você vai chorar. Por raiva, por pena, por tristeza, por ódio, por angústia e mais um amontoado de “por”.

Mas não pense que a coisa toda é apenas uma sucessão de dramas insolúveis. Colleen sabe escrever tragédias, mas também ensina seus personagens como superá-las. E nisso está a beleza de Um caso perdido que, para mim, sempre será Hopeless, o título original. Aliás, este título tem muito significado dentro da história, porém, infelizmente, se perdeu com a tradução.

Apenas, leia.
;)

5 comentários:

  1. Olá tudo bem?
    Estou vindo aqui porque vi seu em um blog e
    resolvi dar uma olhadinha, até porque é sempre bom a gente conhecer
    blogs novos né? Eu simplesmente adorei o seu cantinho, sem contar que
    seu layout é lindo. PARABÉNS. Espero que possamos ser boas amigas. Vou
    te seguir, me retribui? Ficarei feliz com sua visitinha em meu blog e
    que seja sempre bem vinda também =]

    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eita! Tícia!
    Com uma resenha dessa, dá para aguçar a curiosidade e até ficar tensa, na expectativa de poder ler o livro e desvendar todo esse mistério trágico do casal e ainda saber como superar tamanho revés na vida deles.
    Assim vale não!!! Agora vou ter de correr atrás do livro para poder ler.
    Desejo um semana plena de realizações com muito amor pairando no ar!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy,
      pode ler à vontade. A história é muito linda, vc vai gostar.
      Ôxi! Que fofa! Desejo tudo em dobro pra vc. ; )
      bjooooooooo

      Excluir
  3. Sempre fico um pouco chateada quanto se perde uma parte da história com a tradução, mas são coisas que infelizmente sempre acontece, eu leio bastante e inglês e notei o quanto é difícil transmitir as palavras e significados exatamente iguais ao original. Sobre a resenha: uau, me deu muita vontade de ler esse livro - adoro livros que conseguem passar tantas emoções para nos leitores, eu nunca li nada dessa autora mais ouvi falar muito bem dos livros dela pelo Goodreads já, não vejo a hora de colocar minhas mãos nesse livro!
    Deyse @ http://deysediztudo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Deyse.
      Nem me fala desse negócio de tradução, mas fazer o q, né? Não é nada que atrapalhe a leitura, mas o título original diz tanto que, só por ele, matei uma charada no inicinho. (me sentindo inteligente. kkk)
      Colleen Hoover é uma das minhas autoras favoritas, então, sou suspeitíssima pra falar. Até hoje, todos os livros que li delas foram perfeitos. Espero que goste.

      bjoooooooo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos