Para cada leitor um livro... Primeira Pessoa.


Hoje o blog retoma os trabalhos referentes ao seu aniversário e conta com a presença da amiga Elis Miranda, do blog Codinome: Leitora. Ela vem falar de um estilo literário que não faz sua cabeça, os livros escritos em 1ª pessoa. Vamos ver o que ela tem a dizer.

Seja bem-vinda Elis!




Oi gente!
Sou a Elis do Codinome: Leitora e amei o convite da Leninha para comemorar o aniversário do Sempre Romântica. Um dos poucos blogs que eu curto muito. Me senti honrada, de verdade.

Bem, vou trazer o papo sobre livros em primeira pessoa que é o tipo de narrativa que eu simplesmente detesto! Isso mesmo, você não leu errado. Eu não gosto de livros em primeira pessoa, me dá calafrios quando vejo que a história que eu tanto queria ler, está nessa categoria.

Dá uma aflição ter que esperar o protagonista estar nos lugares para saber o que está acontecendo, fico nervosa sem saber o que os outros personagens principais estão pensando, sentindo, a menos que derramem para o protagonista tudo nos mínimos detalhes. Gente, isso não é de Deus não. E para melhorar me inventaram a modalidade "Toda história tem dois lados". É para sambar na minha cara, né não? No melhor estilo, chutar cachorro morto...

Concordando comigo ou não, sei que nesse momento você sentiu um pouco de pena de mim, afinal sabemos que a proporção de livros em primeira pessoa aumentou exponencialmente e a tendência é só piorar (se é que isso é possível). Certo?

Claro que sim! Mas bookaholic que é bookaholic não perde boas histórias por causa de algumas dificuldades e eu como boa bookaholic me adaptei. Continuo não gostando de livros em primeira pessoa, mas resolvi usar isso a meu favor, agora esse tipo de narrativa é meu termômetro. Se a autora/autor conseguir me fazer esquecer que eu estou lendo um livro nessa narrativa, se me envolver a tal ponto que eu pense em tudo menos na forma que está sendo contado, é porque o livro foi bom demais! Ai é cinco estrelas brilhando no skoob, no goodreads e no bloguito. Vamos combinar que é mais que demais escrever resenha de livro que gostamos muito.

Então é isso, algo que eu não gosto mas que consegui reverter em algo de bom.

E você, o que acha dos livros em primeira pessoa? Não deixe de comentar e assim comemorar conosco o aniversário desse espaço maravilhoso da blogosfera.

Leninha, muitos anos de vida para o seu cantinho, que ele continue fazendo diferença na vida literária de seus leitores e que muitos mais possam fazer parte daqui.

Elis Miranda.

7 comentários:

  1. Olha, eu tb não gosto de livros em primeira pessoa. é frustrante ficar na cabeça de apenas um personagem. E nas cenas de ação, se esse personagem desmaia, perdemos todo o resto, kkkkkk. Gosto de ter uma visão geral das coisas... E realmente, tem tantos livros assim (e muitos estão na minha lista de desejados) que até desanima. Maaaas, tem livros em 1ª pessoa que são tão bons que isso acaba sendo apenas um detalhe. Tô igual a vc: não gosto, mas tento tirar o melhor da situação. E vamos que vamos, pq como vc bem disse, "bookaholic que é bookaholic não perde boas histórias por causa de algumas dificuldades", hehe!!!!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. Ei meninas

    Olha eu até gosto, mas depende do livro e do autor mesmo. Livros em terceira pessoa normalmente são mais bem descritos, principalmente se alternam acontecimentos e personagens. Mas não tenho nada assim contra a primeira pessoa não, para mim só é ruim se eu não gostar da protagonista.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Nos livros em primeira pessoa vc sabe os acontecimentos na medida que o narrador vai descobrindo a história; vemos tudo através de sua opinião; ele nos faz acreditar no que ele acredita, e geralmente o final não é nada daquilo que ele fez com que vc acreditasse...
    Mas por outro lado, acredito que os livros narrados em primeira pessoa seja mais intenso: as emoções, as sensações...

    ResponderExcluir
  4. Ai, eu também não gosto de livros em primeira pessoa. Principalmente se for mulher. Quase sempre é uma chatonilda contando a própria história! Sabe, acho que isso de primeira pessoa é um pouco(muito!) de preguiça dos autores. Livros em Terceira, parecem mais completos, melhor escritos.
    Infelizmente, é uma tendência. Como você disse, "bookaholic que é bookaholic não perde boas histórias por causa de algumas dificuldades" :D

    Bjs!

    Thaís

    ResponderExcluir
  5. Acho muito mais interessante quando a narrativa se dá em 3ª pessoa, mas se um livro cuja narrativa se dá em 1ª pessoa for bem escrito, com bons personagens, também não me importo. O que vale é a história como um todo, se foi envolvente, instigante, intrigante, emocionante, etc.....

    ResponderExcluir
  6. Eu tbm prefiro, e muito, os livros narrados em 3a pessoa, mas tenho vários em 1a pessoa, que gosto... Mas se eu tiver que escolher, fico com aqueles em que o narrador é onisciente de todos os acontecimentos e sentimentos.
    Beijos amigas!!!

    ResponderExcluir
  7. Eu sou o oposto... Amo livros em 1ª pessoa e chego a não gostar quando o "tão desejado livro que queria" está em 3ª pessoa... A intensidade, a ordem cronológica e o modo como a história é exposta me fascina!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos