Para cada leitor um livro... Jovem Adulto.


Hoje apresentamos a querida amiga Liliana do blog ARFortaleza. Ela vem falar um pouco sobre o gênero Jovem Adulto (YA). Um tema tão explorado ultimamente e que agrega fãs pelo mundo inteiro.

Seja bem-vinda Liliana!


Quando a Leninha me convidou para fazer uma postagem em seu mês de aniversário fiquei pensando em qual tema iria escrever. Pela leva de livros que estou lendo nos últimos meses pensei em: Young Adult.

Para não fazer feio fui pesquisar sobre YA. Vejamos o que diz no wikipedia:
A YALSA (The Young Adult Library Services Association), define o "Young Adults" (jovens adultos) aquela pessoa de 15 a 29 anos. Isso mesmo, bem abrangente. Também entra nessa definição o "Kidult" (abreviação de Kids + Adults), que refere-se ao adulto com hábitos de jovens (adolescentes). Nesse caso abrangendo a todos, a Literatura YA se resume em: "Livros para leitores cujas idades estão entre 15 e 29 anos." Vale aqui um parênteses: Algumas pessoas dirão de 14 a 21 anos, mas elas esquecem-se dos Kidults

Ou seja, me confundi totalmente já que queria (e deveria) falar de New Adult. Mas voltei atrás e aceitei o desafio em escrever sobre YA.

YA como diz acima também pode compreender uma leitura para jovens acima de 20 anos. Com uma temática por vezes mais leve (já que também tem leitores abaixo dos 20).

Os personagens principais desse tipo de literatura são na maior parte das vezes adolescentes. Adolescentes e suas experiências. Pode ser um terror, suspense, aventura... está aberto a qualquer tema.

Abaixo alguns exemplos de livros YA:

A série Jogos Vorazes, Harry Potter, Academia de Vampiros, Divergente, A culpa é das estrelas, a série Instrumentos Mortais, O Diário da princesa...

O que acho de mais importante nisso tudo é a oportunidade de mais e mais jovens lerem. Não importa o gênero. O que importa é a leitura. Ler e fundamental para qualquer pessoa. A leitura permite que o nosso vocabulário cresça.

Sempre que leio acho difícil determinar de qual gênero especifico aquele livro é. Acho que dentro de cada um tem vários gêneros e isso é muito bacana, pois nos permite sempre aprender mais.

O tema está tão em alta que já tivemos uma lista com os 100 melhores:


Lena acredito que fugi um pouco do tema e da sua proposta. Mas o importante aqui para mim é estar com você nesse momento especial. Que venham muitos e muitos anos para o blog. Que você continue esse trabalho lindo. Você já é parte da nossa família. O ARFortaleza fica honrado de ter você em nosso convívio.  
Um grande beijo.

Liliana.

10 comentários:

  1. Eu leio muitos livros YA e tenho 26 anos...ops!
    Acho legal meeesmo e leio pra me divertir, mesmo se não fosse escrito para mim, como público alvo.

    http://minhacasaorganizada.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Liliana, adorei a lista dos 100 melhores. Uns eu já li, alguns eu conhecia e outros eu nem fazia ideia que se tratava de YA, hehe. Geralmente a narração em primeira pessoa - muito comum no estilo - me incomoda um pouco. Mas já livros muito bons, primeira pessoa e tudo!!!! \o/

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  3. Aff, acabei apagando um comentário junto de outro que havia sido excluído.
    Não vi direito o nome da menina...
    Desculpe, não foi intencional.
    Se puder comete de novo, sorry!

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu aprendi a apreciar o romance jovem adulto gradualmente, e olha que eu tenho 39 anos...rs
    São textos que nos remetem à adolescência e as preocupações próprias dessa fase, no entanto os escritos estão cada vez mais diversificados e encantadores, alcançando todos os públicos possíveis.
    Parabéns pelas dicas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Bem, esse é outro estilo que aprecio, mas com algumas ressalvas......Gosto muito de uma história bem escrita e para mim isso é o que importa. Mas às vezes isso não ocorre, e como é uma história com enfoque nos personagens adolescentes e suas experiências, às vezes, essas histórias e seus personagens se tornam extremamente irritantes, cansativos e insuportáveis. Tenho um trauma terrível das séries Hush, Hush e Fallen. Li o primeiro livro de ambas, e como me amaldiçoo por ter adquirido todos esses livros de uma só vez. Esses livros são um porre!!!!!! Pensei que o mesmo se daria com o primeiro volume de Academia de Vampiros, pois, detestava aquelas briguinhas bobas entre Lissa, Rose e Mia, mas sem sombra de dúvidas me enganei. O enredo foi melhorando gradativamente, (melhorando muuiiito) e não posso deixar de dizer que essa série é uma de minhas preferidas. Então, como já passei e muito dessa fase, e achar que as vezes os "conflitos" vivenciados pareçam bobos, embora reais para a idade, o que importa é se o enredo vai se desenrolando de forma que nos envolva e cative, permitindo inclusive o amadurecimento do personagem. Acho que esse é o diferencial........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Paula é verdade. Tem algumas histórias que nos deixam com muita raiva, é muito mimimi... mas outras são maravilhosas e amo academia de vampiros como você.

      Excluir
  6. Já li muito YA, apesar de ser 'velha', mas atualmente, ando sem paciência para o estilo, assim como para fantasia... mas há títulos que me cativam ainda. Mas vejo este estilo como porta de entrada para a leitura de jovens e isso é sempre muito bom...

    ResponderExcluir
  7. Não sabia que a faixa etária desse gênero era tão abrangente, pensava que tratava de adultos numa idade mais perene começando a enfrentar os problemas da fase adulta. Gostei da saber. O legal é que um mesmo livro pode se enquadrar em vários gêneros ao mesmo tempo, difícil é identificar qual o principal. Beijos.

    De Frente com os Livros

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos