Para cada leitor um livro... Drama.


E para fechar o mês de aniversário do blog com chave de ouro, eis que recebo hoje a queridaça Ana Carla, Ká para os íntimos, do blog Histórias sem Fim.
Ela vai falar de coração sobre um tema que é o meu mais adorado e procurado em todos os livros que leio, o drama. Pungente, dilacerante, esse gênero sempre nos brinda com ótimas histórias, simplesmente de cortar o coração.

Seja bem-vinda Ana Carla!

Olá, pessoal!

Para as pessoas que ainda não me conhecem, sou a Carla do blog Histórias sem Fim, e atendendo ao carinhoso convite da minha amiga Lena, escrevo aqui para vocês. Primeiramente, quero dar os parabéns a Leninha por mais esse ano conquistado. Eu adoro esse espaço, assim como sua criadora, uma pessoa especial por quem tenho uma admiração enorme. Quando a Lena me convidou para escrever sobre algum gênero literário, meu primeiro pensamento foi em não saber definir um gênero favorito.

Sou uma pessoa inconstante, minha vida cheia de altos e baixos não permite que eu fique presa apenas a um pensamento, e vejo isso como uma dádiva. A cada dia, percebo novas oportunidades de crescimento, e isso faz com que eu não fique presa a velhos conceitos ou pré-conceitos. Entre tantos gêneros do mundo literário, um se destaca entre os livros que leio e entendo o porquê. O gênero em questão é o drama. Amado por uns, odiado por outros, o gênero tem como característica, histórias que tocam a alma do leitor, levando-os a mais pura emoção.

Por mais que eu escolha diversos títulos, autores, enredos, sempre tenho em mãos diversas opções desse gênero. Por um tempo, ainda presa a velhos conceitos, cheguei a pensar que estava lendo esses livros apenas para permanecer em um estado melancólico e depressivo. Fico feliz em notar que não penso mais dessa forma. Não vou fazer uma analise detalhada do gênero, nem apontar os pontos positivos e negativos da leitura. Apenas, vou transmitir meus sentimentos e os motivos que me levam a escolher esses livros.

Como vivemos em um mundo onde mostrar os sentimentos é ser considerado uma pessoa fora do padrão da normalidade, nos acostumamos a esconder nossos sentimentos atrás de uma máscara de indiferença, nos afastando de todos e tentando nos proteger do sofrimento. Para mim, ler qualquer história que fale sobre os sentimentos, é um momento para me despojar dessas máscaras e deixar vir à tona tudo aquilo que estou sentindo. Independente de como acabará o enredo, o que importa para mim, é como vou me sentir durante a leitura de cada página.

Eu não vejo mais o gênero como algo para me deixar triste, melancólica ou que gosto de ler sobre desgraça. Ler um enredo assim faz com que eu volte a me conectar com aqueles sentimentos dormentes ou até mesmo esquecidos na correria do dia a dia. Uma das características que sempre me atraem no gênero é aquele toque realismo, do cotidiano. Por mais que seja uma ficção, para o autor escrever sobre determinado assunto, ele precisa conhecer e sentir aquilo que está narrando, o que significa que mais pessoas passam pelas mesmas situações. Problemas do cotidiano, com família, emprego, namorado, filhos fazem parte da nossa vida, e quando lemos algo em um livro, sentimos uma conexão única, que nos faz ver o mundo com outros olhos.

Atualmente, ler um drama faz com que eu me sinta humana, que pode rir e chorar independente do que as outras pessoas possam pensar sobre isso. Sei que nem todos se sentem assim com o gênero, que é algo que não atrai, não se sente confortável ou simplesmente, por não se identificar com a história narrada. E não estou aqui para tentar convencer alguém que é o melhor gênero e que todos devem ler. Apenas expresso meus sentimentos quando leio esse gênero tão conhecido.

Alguns nomes se destacam na minha lista de livros, como Nicholas Sparks, Kristin Hannah, Angela Morrison. São autores cujas histórias me fizeram rir, chorar, amar, em momentos com lágrimas nos olhos, em outros com um sorriso bobo e uma paz interior. Ou até mesmo com aquele sentimento de que o livro foi escrito para mim.

Em outras palavras, o gênero drama é muito mais que sofrimento e lágrimas no final. É um momento único onde encontramos dentro de nós o que nos faz querer sentir. E longe do real sentindo da palavra, o drama faz com que desejemos viver cada momento com toda a intensidade dos sentimentos.

Ana Carla.

4 comentários:

  1. Oi Lena!
    Que prazer participar mais uma vez aqui no blog \o/
    Muito obrigada! <3
    Bjks!

    ResponderExcluir
  2. Ei meninas

    Eu amo o gênero, adoro os livros fortes, mesmo que eu morra de chorar.
    E acho também que eles surpreendem mais, pq a gente nunca sabe quem vai morrer ou o que vai acontecer no final, ao contrário dos romances.
    Para mim Sparks é mais romance que drama rs, eu amo a Kristin Hanna, a Jodi Picoult, e ainda sei quem é esta Morrison, corrindo pro skoob. :P
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Bem, e o mês começou e terminou como um suspiro, e o tema em questão - Para cada leitor um livro - infelizmente vai se encerrar..... Adorei todos os gêneros apresentados, e não há como eleger apenas um único gênero como meu preferido. Acho que só posso me entusiasmar com uma boa história. É claro que se nessa história tiver uma boa parte de drama em seu enredo, que me dilacera por completo, vai se tornar mais marcante e talvez inesquecível para mim em todos os sentidos.... Mas em todo caso, havendo ou não uma alta dosagem de drama na história, uma das coisas que mais me agrada em um livro é um bom romance, não importando ser histórico, sobrenatural, contemporâneo, etc..... E, ainda, a forma como o autor narra sua história, porque, alguns realmente são geniais, e nos deixam de queixo caído.

    ResponderExcluir
  4. Está aí um tema que ainda não li muito a respeito... Particularmente, não curto muito porque sempre me envolvo demais com a história e sofro, sofro, soooofro. Do Nicholas Sparks só assisti os filmes, e amei a maioria deles. Quem sabe um dia eu não crie coragem para ler algum livro tb, né?!

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos