Mentiras Genuínas - Nora Roberts

Eve Benedict fez de quase tudo na vida. Foi uma das maiores atrizes da história de Hollywood, ganhou dois Oscar e um Tony, teve quatro maridos e uma legião de amantes. Sua beleza é estonteante, seu poder, inigualável. Não há segredo ou mentira de Hollywood que ela não conheça. Após cinquenta anos sob os holofotes, ela quer passar sua vida para o papel. Mas todos estão a seus pés, implorando para que ela não faça isso. Até que ponto a renomada biógrafa Julia Summers estará disposta a arriscar a própria vida pelos segredos de outra mulher?

Como não se apaixonar pela escrita de Nora Roberts? Essa mulher consegue transformar pessoas, com histórias simples e inusitadas, em personagens inesquecíveis. Eve Benedict de Mentiras Genuínas se tornou uma delas para mim.

Diva, poderosa, absoluta, Eve resolve depois de 50 anos de uma carreira de sucesso no cinema, escrever sua biografia. Relatos de uma vida inteira de clamor e segredos, o diferencial seria que em sua história ela não revelaria apenas os seus segredos. Eve decide expor um diário de fatos que não vão agradar a todos, ela promete contar a verdade, a sua e a de todos que passaram em sua vida.

Para escrever suas memórias, ela contrata Julia, uma mãe solteira que abriu mão de todos os seus sonhos para se dedicar a seu filho e sua carreira como escritora. Escrever a biografia autorizada de Eve seria mais do que um desafio, seria algo primoroso em sua vida e com certeza lhe abriria diversas portas.

E Julia muda completamente sua rotina, atravessa o continente para ficar perto de Eve e poder escrever sua biografia, leva consigo seu filho e um coração fechado, e é fato quando digo que ela não estava preparada para se aventurar num caso amoroso, mas ao conhecer Paul fica difícil resistir, já que ele mexia com ela de uma maneira inusitada.

Já estou ficando chata ao afirmar em todas as minhas resenhas de livros de Nora Roberts que a mulher tem o dom, porém ela consegue prender o leitor em suas histórias sem forçar a barra, simplesmente nos encantando. São 630 páginas de puro deleite.

O livro já começa com um prólogo bastante curioso que atiça o leitor e vai ao longo da leitura nos corroendo, enchendo nossa cabeça de dúvidas. Em cada capítulo, a autora vai introduzindo personagens e fatos que caminham para aquele prólogo, mas persiste a dúvida: será possível que aquilo tenha mesmo acontecido? Quando digo que Nora tem o poder, acredite!

Eve é glamorosa, diva absoluta, na carreira e na vida e guarda detalhes da sua trajetória de mulher e atriz. Eve mulher, Eve personalidade pública, duas almas que se digladiam e põem para fora em seu livro detalhes de uma vida que abrange diversas pessoas. Pessoas essas que querem evitar que suas vidas sejam expostas, e farão de tudo para calar Eve e sua biógrafa, Julia.

Personagens encantadores e complexos entremeados numa narrativa ágil e muito interessante, é fácil perceber o toque de Midas da autora nas páginas deste romance. Durante a leitura pude sentir a presença da escrita sutil usada na Trilogia das Flores, o feitiço das palavras e laços que notamos na Trilogia da Gratidão, não que tenha alguma coisa a ver, mas se nota que Nora consegue escrever livros completamente diferentes, mas sempre mantendo sua essência.

Não dá para largar o livro.

Nora arrasa novamente, nos brinda com uma história cativante que prende desde o prólogo, atiçando o leitor a se entranhar nas amarras da narrativa para tentar desvendar tudo pelo qual essa diva viveu e quer expor.

O relacionamento entre Julia e Paul serve apenas como pano de fundo, apesar de bem interessante, para um romance cheio de intriga, mistério e muito suspense.

O final do livro irá dividir opiniões, mas eu achei bastante condizente e satisfatório. Nora tem o poder de nos surpreender sempre.

Nora é Nora e tenho dito!

14 comentários:

  1. Ó céus, mais um livro que quero, quero, quero, pois só de ler a sinopse já gostei. Dizer que amo a Nora já é chover no molhado mas amor nunca é demais huahuahua. E em todo aniversário, quando meu marido pede a minha lista de presentes, eu coloco livros e já cito a Diva como favorita e este já tá lá, espero ganhar :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse na resenha: Nora é Nora!
      Nada mais a declarar, rsrs.

      Excluir
  2. Estou reservando esse livro pra ler quando eu estiver com bastante tempo, livros bons devem ser saboreados e lidos sem muitas interrupções não é? Nem vou elogiar muito a Nora pq seria repetir tudo que vc disse, só sei que ela nunca decepciona, amo essa mulher..rsrs.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com tudo que você disse, e digo: esse livro é para ser saboreado deliciosamente e com tempo.
      Nora nunca decepciona, NUNCA!
      Bjs

      Excluir
  3. É a primeira resenha que leio dessa trama.
    Já conheço a escrita da Nora.

    Te espero lá no meu cantinho, =D
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ganhei um exemplar em sorteio e ele já chegou, só falta agora eu me deliciar com a estória.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei bastante desse livro, mas estou com aqueles que não gostaram do final. Não é que não gostei do final em si (apesar de óbvio), mas da forma como aconteceu. A investigação policial foi muito rápida e tudo foi descoberto e se resolveu quase que do "nada". Como fã de romances policias, achei que aqui deixou a desejar. Mas, de qualquer forma, no geral, o livro é muito bom e me diverti lendo.

    bjs!
    Thaís:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você chegou no ponto onde o final irá dividir opiniões.
      Mas temos que concordar, Nora é sempre Nora.
      Beijos Thaís!

      Excluir
  6. Ainda não comecei a ler esse livro, mas duvido de que não vou gostar.... A autora simplesmente tem o dom de construir um bom enredo e seus personagens, pra lá de diversificados, e nunca deixa a desejar. Sem falar que essa trama é bem instigante, com romance, mistério, e suspense. Tudo de bom!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Ana.
      Eu amei, todos amam e você vai amar.
      Beijos.

      Excluir
  7. Fiquei com medo desse tal final dividir opiniões. Mas vindo de Nora Roberts não me recordo de ter acho algum final ruim ou mais ou mesmo.
    O que mais gosto nos livros dela são os romances, mas já dá para perceber que Mentiras Genuínas vai mais para um lado intrigas e segredos.
    Bienal Bahia chegando e ele está na lista, com certeza vai passar na frente.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certeza que você irá amar, eu amei o final, o ponto não é bem se é ruim ou bom, mas a forma com que foi escrita, sei lá... só lendo para saber.
      Aguardo retorno com sua opinião!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Pré-venda!

Lançamentos