Os Náufragos - Elin Hilderbrand

Quando o professor de música Greg MacAvoy passa uma chuvosa noite de domingo com uma bela aluna do último ano do ensino médio, os boatos se espalham na cidade. Os comentários desgastam o casamento de Greg, e sua mulher, Tess, se divide entre o amor pelo marido e um segredo só seu. Com a chegada do aniversário de casamento, porém, os MacAvoy saem no veleiro para comemorar, na esperança de que a tormenta tenha ficado para trás. Em vez disso, chega uma notícia trágica: Greg e Tess se afogaram misteriosamente. O que terá acontecido com o casal?

As ideias se acumulam e se chocam na minha cabeça, doidas para irem para o papel. São tantas as sensações, os sentimentos e as emoções que queria escrever para transmitir o que senti ao ler esse livro, que prefiro ir com calma e começar com uma palavra que representa tudo: Extasiada! É assim que me senti durante a leitura e, ao seu término, outra  expressão casa muito bem: me senti órfã.

Elin Hilderbrand não nos presenteou com uma história e, sim, com uma família. Oito amigos inseparáveis, oito náufragos em seus sentimentos, oito sobreviventes. Na verdade, eles agora são apenas seis, porque Tess e Greg os deixou e levou com eles um pedaço de cada um.

Um acidente com repercussões inenarráveis, foi assim que tudo começou, deixando cada personagem dilacerado e órfão de um pedaço muito importante de suas personalidades.

Tess, Greg, Addison, Phoebe, Jeffrey, Delilah, Andrea e Ed (delegado) são amigos de uma vida toda. Nos verões, eles viajam e se divertem juntos, vivem uma vida regada a muita champagne e conversas, até o dia em que tudo muda, um acidente tira a vida de Tess e Greg; e uma imensa rachadura se forma entre eles. Depois desse fato, tudo transborda; sentimentos, segredos e fatos até então escondidos vão submergindo, afastando e desunindo esse grupo de amigos.

O livro é narrado capitulo a capitulo sob a perspectiva de cada personagem, num emaranhado de lembranças e episódios, como um enorme quebra-cabeças se montando aos poucos. Segredos escondidos a sete chaves que vão ficando rasos aos olhos de todos.

Ao adentrar na leitura em busca de apenas uma resposta você é metralhado com respostas que nem mesmo buscou. Cada revelação é como dinamite. Foi imensamente prazeroso conhecer cada personagem, descobrir seus segredos e o pior de suas personalidades. Falhos, humanos, assim são Os náufragos, um grupo de amigos que, de uma hora para outra, deixaram de ser oito porque perderam um pedaço decisivo, perderam Tess e Greg.

Num lugar onde todos conhecem e sabem da vida de todo mundo, onde viver é se deixar exposto, eles conseguiram manter segredos que ninguém nem sonhava. E foi como fazer parte de um enredo policial, descobrir as rachaduras em cada um, procurar respostas, encontrar mais e mais perguntas. E o mais gratificante, a autora soube responder com lógica e coerência cada uma delas e o que era o grande foco da trama passa a ser apenas mais um detalhe no imenso quebra-cabeça que se forma e se organiza durante a leitura.

Não consegui escolher um personagem que mais gostei, todos são tão queridos e tão humanos. Amei a fragilidade e superação de Phoebe, adorei o jeito sincero e calmo de Jeffrey; Ed, o grande amigo e paizão; Tess e Greg, o casal perfeito apesar de seus segredos; Andrea e sua capacidade de se dar e de ser tão dura consigo mesma; Addison e sua simplicidade, apesar da riqueza; Delilah e seus medos escondidos na sua aparente força.

Conhecer cada um foi como fazer parte de uma grande família, seus medos são palpáveis, seus sorrisos são sinceros, seus segredos são dignos de nota.

Um enredo que prende, que engana. Você espera apenas um livro com um mistério a solucionar e, de repente, se envolve de tal maneira que isso passa a ser apenas um detalhe envolvido numa grande teia, onde a amizade é posta à prova, onde perdão, amor, companheirismo se misturam e nos confundem.

Acredito que minha resenha esteja completamente incoerente, tentei passar sensações e só consegui deixar o futuro leitor curioso para desvendar os mistérios que rondam Os Náufragos. Espero que cresça uma vontade imensa de ler, porque o livro vale a pena, vale cada virada de página, vale cada emoção.

Tenho certeza que, ao terminar a leitura, você não vai sentir nada que desabone o livro, ele se garante pela trama bem amarrada, pelos sentimentos impregnados em cada página, pela lógica dos fatos e pelo final bastante aceitável e coerente.

18 comentários:

  1. Ei Lena,

    Nossa, quanta empolgação. Adorei :)
    Eu me interessei pela capa e sinopse quando vi o lançamento, mas até agora só tinha visto uma resenha sobre ele. E positiva, mas não tão empolgada quanto a sua hehe. Vou querer, mas tenho um ou dois da editora para pegar antes hehe.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me envolvi completamente na leitura, me senti amiga desse grupo de amigos tão inusitados, e sempre super curiosa com o desfecho da trama.
      Eu gostei de tudo e realmente me empolguei, rs.

      bjs.

      Excluir
  2. Não há nada de incoerente, Leninha, sua resenha está perfeita. O livro confunde realmente, mas só no início. A amizade do grupo, apesar de tudo, é uma grande lição de amor. e eu também adorei e recomendo a leitura.Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mônica, eu me apaixonei por todo o grupo, com certeza uma grande lição de amizade.
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Lena!
    =O
    Não imaginava que o livro era assim!!!
    Já marquei aqui na minha lista \o/ Preciso adquirir um exemplar \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, entrei na leitura também achando que era uma coisa completamente diferente, me apaixonei pela escrita da autora e a forma com que ela desenvolveu a história.

      Espero que você consiga seu exemplar e goste da leitura.
      Beijos!

      Excluir
  4. Já saindo para comprar! rs
    Sério vou ler, já estava com muita vontade!!Agora então...
    Abç

    ResponderExcluir
  5. Eu senti a empolgação e sinto tanto não poder sair e comprar esse livro!
    Além da capa linda do livro pela resenha me deixou curiosa e ansiosa pra entrar nesse grupo de amigos e descobrir seus segredos e desvendar o que deixou todos desunidos após a tragédia.
    Obrigada pela resenha!!
    www.nyasmim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você iria amar essa turma, teria bastante assunto para pensar.
      Eu adorei o livro, acho que vc também vai amar. Desapega do dinheiro e vai correndo comprar!

      beijokas e ótima leitura para vc Yasmim.

      Excluir
    2. HSUAHSUASH O problema não é o desapego e sim a falta do dinheiro. :'(

      Excluir
  6. Ei Leninha,
    Resenha perfeita!!
    Até agora não havia me interessado pelo livro, mas depois dessa resenha... preciso ler!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Hérida, acredito que você irá gostar, apesar de seu gosto mais elaborado.
      O livro é uma delícia de ler, instiga e dá aquela sensação de familiaridade com os personagens!
      Beijokas!

      Excluir
  7. Nossa essa resenha me fez colocar esse livro na lista de "comprar já"...rsrs

    ResponderExcluir
  8. Leninha, sua resenha não está nem um pouco incoerente, pelo contrário! Está muito bacana e me deixou morrendo de vontade de conhecer essa história *-*

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Nanie, com certeza o livro vale a leitura imediata!
      Beijos!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos