E se fosse verdade... Marc Levy

A história se passa em São Francisco, em julho de 1996. A jovem e bela Lauren, estudante de medicina, sofre um acidente de carro, entra em coma e vai parar no mesmo hospital onde trabalha. Apesar de seu estado, Lauren consegue, espiritualmente, voltar para o seu antigo apartamento. Lá, encontra Arthur, o arquiteto que é o novo morador do imóvel e a descobre no armário do banheiro ao ir tomar banho. Ele é a única pessoa que consegue vê-la, ouvi-la e senti-la.
Inicialmente se recusando a acreditar na história de Lauren, Arthur só fica convencido de toda a verdade quando vai até o hospital e a encontra desacordada. A partir daí, ele vai fazer o impossível para ajudá-la a voltar ao seu estado natural.

Esse foi o livro que iniciou a carreira do escritor Marc Levy e foi um grande sucesso de vendas quando lançado em 1999. Hoje, em sua nova edição, publicada pela Suma de Letras, vem confirmar o que todos já sabem: Marc Levy não é renomado por mero acaso, o cara tem um talento nato.

E se fosse verdade... foi adaptado para o cinema em 2005 e foi aí que conheci essa história, e não foi surpresa nenhuma notar, que sem sombra de dúvidas, o livro ganha em disparada da versão cinematográfica.

Se eu fosse fazer uma resenha comparativa iria começar pela escolha da atriz principal do filme. Uma personagem tão delicada, frágil e emocional como a descrita no livro, não poderia ser interpretada por Reese Witherspoon, que infelizmente nos passa uma visão completamente diferente de Lauren. Arrogante, antipática e chata, ela não condiz com a delicadeza da personagem criada por Marc Levy.

Vamos falar do livro...
Mas não quero falar sobre detalhes, enredo ou sobre os personagens, quem lê a sinopse ou assistiu ao filme sabe bem o que vai encontrar durante a leitura. Ops espera, se você pensa assim, repense, pegue o livro e se surpreenda.

Marc Levy escreve com tanto sentimento, com uma sensibilidade pulsante, que comove o leitor. Lauren e Arthur me tocaram profundamente, ele com seu grande coração e ela com sua resignação em aceitar o inaceitável para qualquer ser vivente que luta pela sua vida. O livro transborda sentimentos, ele é totalmente emocional e é difícil não se envolver profundamente em sua trama.

Durante o desenrolar da narrativa nasce um grande amor, e se desvendam mistérios tão lindos, como o relacionamento de Arthur e sua mãe (inexistente no filme) e tão lindamente apresentado no livro. O laço familiar entre os personagens e suas mães é muito bem explorado e tocante. E é dado o devido valor ao sentido da amizade.

Queria que cada leitor dessa minha humilde resenha tivesse a curiosidade de ler esse livro, esquecendo completamente sua versão cinematográfica. Com certeza, uma nova visão e um novo sentimento irão brotar.

Só mais uma coisa: não espere o mesmo final do filme aqui no livro. Isso mesmo, se for para ler apenas por curiosidade você irá se surpreender com o final do livro que, apesar de similar, é bem diferente do que se espera.

O livro tem uma sequência, publicada em 2006 pela Editora Bertrand com o título Encontrar você, que entrou para a minha lista de desejos imediatos, até porque preciso descobrir o que aconteceu depois do final inusitado do E se fosse verdade...

Uma história prazerosa de fácil entendimento, dinâmica e emocional, num enredo simples e bem elaborado. Recomendo com a certeza de que o leitor irá se apaixonar, assim como eu.

16 comentários:

  1. Puxa vida! Conheço o filme, mas não sabia da existência do livro. Para mim o filme é muito bom imagine o livro deve fez fabuloso. Eu quero ele rapidinho.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei o livro, gostei mais do livro do que do filme.
      Como disse na resenha a atriz interpreta outra Lauren, a do livro é bem mais apaixonante.
      Espero que você curta a leitura!
      bjs

      Excluir
  2. Olá Leninha,

    Só agora lendo sua resenha é que vim associar o livro ao filme. As vezes mim pego pensando em que mundo eu vivo. Rsrsrsrsrsrs.
    Muito boa sua resenha, você consegui transmitir o quanto o livro mexeu contigo e instigou minha curiosidade em lê-lo. Mais um para a infinita lista de leitura.
    Lindo seu blog, to seguindo :-)

    Abraços,

    http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ei Lena,

    Que legal, não sabia que tinha continuação.
    Eu ainda não li, e ele estava completamente esquecido aqui na estante. O.O
    Pode deixar que agora vou olhar para ele e ler assim que der hehe. Adorei a resenha, bom saber que é diferente, não curti muito o filme.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro tem mais emoção, tem aquele toque que só o Marc Levy dá a seus livros, algo que se perdeu no filme.
      Fico aguardando sua opinião sobre o livro.
      bjs

      Excluir
  4. É bom mesmo, né? Vc vai adorar a sequencia, é maravilhosa! Eu também gostei mais dos livros, mas isso já é de praxe, com exceção de o Diario de Bridget Jones e o diário da princesa, ainda não encontrei filmes que sejam melhores q os livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sequência está na lista de desejos para comprar na Bienal, torcendo muito para achar.
      Beijos Thalita e obrigada por avisar sobre o livro.

      Excluir
  5. Interessante, nunca imaginei que o livro fosse tão diferente do filme, por isso não tinha me animado para comprar.
    Mas acho que é sempre difícil passar toda emoção dos livros para as telas, a emoção pensada e sempre mais tocante.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que seja tão diferente, é que ele é melhor, mais emocional, mais tocante.
      A essência é a mesma, porem o livro ganha de 10 do filme!
      bjs

      Excluir
  6. Eu já li uma resenha do livro e fiquei com vontade de ler pra descobrir a obra original. u.u'
    Muito pó de arroz naquela adaptação..xD
    só não sabia que tinha continuação, depois vou dar uma olhada! *-*

    www.nyasmim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito pó de arroz naquela adaptação... [boa, rs]
      Pois é, tem livro e continuação, ta na lista de compras da Bienal, torcendo para achar.

      Bjs Yasmim.

      Excluir
  7. Oi Lena!
    Eu sempre sofro com livros compostos por dois volumes! Eles sempre acabam de um jeito que e deixam com o coração na mão!
    E a vontade de ler o próximo, onde fica? kkkk
    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E esse termina assim, uma dúvida incrível, porém bastante coerente. Acredito, por indicação, que irei amar a sequência.
      Beijos Ká!

      Excluir
  8. Oi Leninha, estou adorando as resenhas que você posta, faz tempo que eu assistir ao filme e amei do inicio ao fim. agora pretendo ler o livro.
    bjs.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos