Espero Alguém - Carpinejar

Com "Espero alguém", Carpinejar, mais maduro, tanto profissional quanto emocionalmente, apresenta crônicas escritas após um período difícil de sua vida: o abandono pela mulher amada. Com textos emocionantes, sinceros e, também, engraçados, o autor comprova que ninguém esta preparado para uma separação.
"Espero alguém" trabalha as duas separações do autor. Começa triste e, ao longo das paginas, o ânimo vai melhorando. No final, o alívio. As crônicas tratam da retomada – a superação do luto – provando que tudo passa. Um novo amor é quase uma certeza. E, se você não amar esse amor mais do que amou o que veio antes, provavelmente amará mais a si mesmo.

Carpinejar mostra também as contradições do relacionamento: o que cada um precisa e pode fazer pelo outro. A importância da sedução mútua e a convivência com as críticas. Além disso, dá conselhos, como: “não fale mal até vinte dias após o termino. Se reatar, você estará desacreditado.” “Estou solteiro de novo. Ela se separou de mim, eu não me separei dela. E o pior que sou escritor, trabalho em casa. Não conto com um escritório para fugir e mudar de assunto.

Identifico sua falta a todo instante. Meu coração é um cativeiro.” (Carpinejar)

Nunca havia lido nada do autor Carpinejar e só posso dizer que me encantei com sua escrita. Foi um prazer e um diálogo incessante. O livro fala da dor da separação e da espera. Sempre estamos esperando alguém, não é verdade? Alguém que nos ame, nos compreenda, nos espere, nos aceite com nossos defeitos e qualidades. E nunca estamos preparados para a separação, nunca a escolhemos, mas ela acontece e sempre nos pega de calças curtas.

Com uma escrita poética, às vezes dura, às vezes engraçada, às vezes forte e muitas vezes contundentes, encontramos aqui um homem frágil, que vai ao longo da escrita nos mostrando uma verdade existente no íntimo de muitos.

É fácil visualizar um amigo, um conhecido, um vizinho, ou nós mesmos em diversos momentos durante a leitura.

Um livro cheio de contradições de sentimentos, onde vemos o luto pelo abandono da pessoa amada e aos poucos a superação, a aceitação, a valorização, o permitir se conhecer.

Carpinejar é famoso no mundo literário, nas redes sociais e às vezes, ao acompanhá-lo, vejo frases escritas por ele que tocam fundo. E durante a leitura do seu livro Espero alguém, me vi conhecendo mais profundamente o lado humano e doce do autor.

Emocionei-me em diversos momentos, ri em outros, senti num turbilhão de sensações e gostei de tudo, me permiti saborear cada instante.

A vida é um longo conquistar, conquistas das quais tomamos posse, mas não somos donos de nada a não ser de nós mesmos, ou nem de nós. Somos reféns de nossos sentimentos. Bons ou ruins eles moldam nosso caráter e o que lemos nos enriquece. Senti que durante a experiência que foi a leitura desse livro eu me conheci um pouco mais, me vi nos olhos de outra pessoa, e gostei.

Não esperava tanto e fico grata em ter lido um livro de crônicas, algo que não estou acostumada a ler, que tenha me feito tão bem, grata pelo imenso prazer que foi a leitura.

Um grande achado e um grande talento que deve ser prestigiado.
Uma leitura contagiante, empolgante que me fez pensar e repensar. Valeu cada momento.
Recomendo!

Dica de leitora: Se você tem o livro aí perto de você, leia a crônica “O que separou a família brasileira” (pág 201). Atual e simples, dentre todas as que li, classifiquei como a melhor. Se você não tem o livro, dê uma olhada nele na livraria mais próxima, folheie, leia essa ou outra crônica, tenho certeza que depois disso, você irá comprá-lo.

20 comentários:

  1. Eu também adorei a experiência de ler um livro de crônicas do Carpinejar.
    Agora quero ler tudo dele rsrs

    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me diverti muito, nunca tinha lido um livro assim, foi realmente uma experiência prazerosa!
      Saudades Luka!

      Excluir
  2. Oi leninha, gostei bastante da sua resenha. Ate me deixou interessada a conhecer este livro.
    O nome dele está anotado na lista.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai gostar Kênia, tenho outro livro do autor aqui na estante. Subiu na pilha, kkk
      Bjos!

      Excluir
  3. Hum... Adorei a resenha e fiquei muito curiosa a respeito desse livro..... Não tenho costume de ler crônicas, mas com tantos elogios ao autor, realmente fiquei com muita vontade de ler o livro......

    ResponderExcluir
  4. Olá Leninha dei uma passada no seu blog e é muito bom, muitas resenhas de livros interessantíssimos, espero um dia poder resenhar o meu.

    José Agenor

    http://blogagenor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Agenor, seria um prazer.
      Obrigada por suas palavras.
      Abraços e volte sempre!

      Excluir
  5. Amo ler crônicas.Parece ser um livro bem emocionante,percebi isto só pelos quotes da resenha.Amei este:"...Identifico sua falta a todo instante. Meu coração é um cativeiro" lindo e já fala tudo por si só!kkkk
    Obrigada pela sua dica,quando for em uma livraria vou ver esta crônica:“O que separou a família brasileira” só o título já é lindo!

    beijos!

    eueminhacultura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não sabia o q esperar pelo título do livro, mas gostei muito da resenha!
    Ter partes engraçadas e o livro dar van poético me interessou muito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que você irá gostar Thay!
      Beijinhos e volte sempre!

      Excluir
  7. Não conheço a obra dele mas me pareceu bem interessante pela resenha agora. Livros de contos/crônicas sao bem legais, histórias curtas que normalmente encantam a gente. #anotado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um ponto interessante na leitura Eri, é ver o desenrolar das emoções, a aceitação, quase como a cura dos sentimentos.
      Espero que você leia e que curta a leitura!
      Bjokas.

      Excluir
  8. Leninha, eu também nunca li nada do autor... e sempre vejo críticas bastante positivas ao que ele escreve! Acho que preciso mudar isso, né?!

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos conhecer para poder ter sua própria opinião, foi assim que optei por ler.
      Beijos enormes!

      Excluir
  9. O Carpinejar é maravilhoso! Eu sinto muita saudade das participações dele no programa da Astrid Fontenelle...
    Muito bom gosto Leninha. Parabéns!
    Bjks

    ResponderExcluir
  10. Olá, não conheço nada sobre o autor, mas sua paixão na resenha fez eu interessar-me muito. Mais um livro para minha grande lista. Parabéns pela resenha.

    Beijos

    http://sutilezadasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos